A maior rede de estudos do Brasil

Como entender os processos de sigificação?

relacionado com o que Roland Barthes fala em seu livro e com a semiologia.... aplicação dos sistemas de significação na comunicação


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A significação tem suas bases no conceito de signo e significante que também associa-se com a teoria do valor.

A teoria do valor é um dos conceitos mais relevantes do pensamento de Saussure. Esta teoria tem como base que os signos linguísticos estão numa relação diferente e negativa entre si dentro do sistema de língua, pois um signo só adquire valor na medida em que não é um outro signo qualquer, ou seja, um signo é aquilo que os outros signos não são.

Saussure define o signo como a união do sentido e da imagem acústica, e o que ele chama de “sentido” é a mesma coisa que que chama de conceito ou ideia, isto é, a representação mental de um objeto ou da realidade social em que estamos situados, representação essa condicionada pela formação sociocultural que nos cerca desde o berço, isto é, em outras palavras, para Saussure, conceito é sinônimo de significado (plano das ideias), algo como o lado espiritual da palavra, sua contraparte inteligível, em oposição ao significante (plano da expressão), que é sua parte psíquica

Daí, a união do significante e do significa formam o signo, porém vale ressaltar que eles são interdependentes e inseparáveis, pois sem significante não há significado e sem significado não existe significante.

A significação tem suas bases no conceito de signo e significante que também associa-se com a teoria do valor.

A teoria do valor é um dos conceitos mais relevantes do pensamento de Saussure. Esta teoria tem como base que os signos linguísticos estão numa relação diferente e negativa entre si dentro do sistema de língua, pois um signo só adquire valor na medida em que não é um outro signo qualquer, ou seja, um signo é aquilo que os outros signos não são.

Saussure define o signo como a união do sentido e da imagem acústica, e o que ele chama de “sentido” é a mesma coisa que que chama de conceito ou ideia, isto é, a representação mental de um objeto ou da realidade social em que estamos situados, representação essa condicionada pela formação sociocultural que nos cerca desde o berço, isto é, em outras palavras, para Saussure, conceito é sinônimo de significado (plano das ideias), algo como o lado espiritual da palavra, sua contraparte inteligível, em oposição ao significante (plano da expressão), que é sua parte psíquica

Daí, a união do significante e do significa formam o signo, porém vale ressaltar que eles são interdependentes e inseparáveis, pois sem significante não há significado e sem significado não existe significante.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas