A maior rede de estudos do Brasil

Na concepção de Weber, o que seria o poder tradicional?

Weber trouxe em seu discurso acerca do "estado e poder" algumas considerações. Na concepção de Weber, o que seria o poder tradicional?


2 resposta(s)

User badge image

Rosi

Há mais de um mês

São três os poderes da dominação, segundo WEBER:

1 - Carismática: através do convencimento, da empatia. Carisma é um tipo de poder que leva os indivíduos a submissão voluntária - obedece-se sem questionar;

2 - Tradicional: A igreja é o melhor exemplo desse poder. Burgueses e proletários sempre obedecem aos ditames da igreja;

3 - Racional: é o mesmo que dominação legal, ou seja, a burocrática. O Estado com seus impecílhos em determinados departamentos como por exemplo o INSS, onde se percebe que o trabalhador tem direito a aposentadoria mas fazem tantas exigências que alguns não conseguem se aposentar, enquanto que outros se beneficiam do corporativismo brasileiro.

São três os poderes da dominação, segundo WEBER:

1 - Carismática: através do convencimento, da empatia. Carisma é um tipo de poder que leva os indivíduos a submissão voluntária - obedece-se sem questionar;

2 - Tradicional: A igreja é o melhor exemplo desse poder. Burgueses e proletários sempre obedecem aos ditames da igreja;

3 - Racional: é o mesmo que dominação legal, ou seja, a burocrática. O Estado com seus impecílhos em determinados departamentos como por exemplo o INSS, onde se percebe que o trabalhador tem direito a aposentadoria mas fazem tantas exigências que alguns não conseguem se aposentar, enquanto que outros se beneficiam do corporativismo brasileiro.

User badge image

HENRIQUE

Há mais de um mês

Os três tipos de poder de Max Weber são: o legal, o tradicional e o carismático
O poder legal tem uma base estatutária, existem regras para se aceder a ele. Por exemplo, a escolha do presidente da república no Brasil é por meio de um sufrágio universal, portanto, o poder de Dilma se baseia num estatuto, está regulamentado pela constituição.

No poder tradicional, o poder da pessoa é determinado pela tradição e em muitos casos, este poder é difícil de se ser contra pois, torna-se um instrumento para a identificação dos grupos. Por exemplo, a rainha Elizabeth da Inglaterra goza de um poder tradicional e por isso os seus parentes também gozarão, não se precisa ter nenhum perfil, nem ganhar eleições para acedê-lo, basta nascer na família que tradicionalmente representa o poder.

O poder carismático emana da excentridade do indivíduo, as suas qualidades superiores aos outros membros do grupo fazem com que ele seja escolhido (não necessariamente) pelos outros para que os chefie. Obedece-se a este poder à pessoa que o detém pelas suas qualidades pessoais, como por exemplo Nelson Mandela na África do Sul, Dalai Lama do Tibete, etc

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes