A maior rede de estudos do Brasil

Sociedade civil de direito privado sem fins lucrativos pode cobrar taxas?

Uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, pode cobrar taxas para que seus componentes participem de suas atividades e usufruam de certos serviços? Podem restringir a participação dos mesmos caso não paguem?

Direito Civil IHumanas / Sociais

5 resposta(s)

User badge image

Cibele

Há mais de um mês

Primeiro, esclareço, a figura da "sociedade civil" foi abolida do CCB/2002 e figura somente no CCB/1916 sendo assim, todas as sociedades civis foram convertidas para a forma das associações civis que podem ser encontradas no CCB/2002 a partir do artigo 53.

A partir do momento que tens uma associação que é pessoa jurídica de direito privado podes sim verificar que ela se administra como bem entender, no caso das associações em especial, seguindo as deliberações da assembleia geral.

Generalizando, as associações tem um conjunto de formas para ser administrada que consta no código civil e limita as suas atividades grandemente (essa foi uma perda social, creio, que ocorreu com a alteração do código) diferente de igrejas e cultos (graças ao acordo internacional com o Vaticano - que sim, é um país, e não uma religião, para fins de direito internacional - e assim, dá plena liberdade para a administração e organização das pessoas jurídicas "igreja" não exigindo mais assembleia geral) e de partidos políticos (atualmente pessoas jurídicas de direito privado que tem no artigo 17 da CF/88 garantia de liberdade para organização e funcionamento.

Mas em linhas básicas, pode sim qualquer pessoa jurídica de direito privado, e isso inclui as associações, determinar requisitos para todos os associados e tratá-los de forma igual, sendo legal que conste por exemplo em um estatuto de associação que somente são sócios aqueles que contribuem mensalmente e somente estes tem direito de voto nas assembleias gerais, desde que todos os que estejam na condição de pagante em dia tenham assegurado esse direito de forma igual, sem classes de associados com direitos e deveres diferentes.

Já no caso de associação que presta serviços, o que ela está fazendo é comercializar um bem ou um serviço, para a sua manutenção, o que é necessário mesmo que ela não tenha fins lucrativos, pois a arrecadação deve existir para colocar em prática projetos ou arrecadar verba para adquirir patrimônio que sirva à associação.

O foco da associação sem fins lucrativos é sempre investir o que arrecada na sua função ou objetivo social que constar no estatuto, não podendo remunerar dirigentes ou fazer divisão de lucros e excedentes financeiros arrecadados.

Primeiro, esclareço, a figura da "sociedade civil" foi abolida do CCB/2002 e figura somente no CCB/1916 sendo assim, todas as sociedades civis foram convertidas para a forma das associações civis que podem ser encontradas no CCB/2002 a partir do artigo 53.

A partir do momento que tens uma associação que é pessoa jurídica de direito privado podes sim verificar que ela se administra como bem entender, no caso das associações em especial, seguindo as deliberações da assembleia geral.

Generalizando, as associações tem um conjunto de formas para ser administrada que consta no código civil e limita as suas atividades grandemente (essa foi uma perda social, creio, que ocorreu com a alteração do código) diferente de igrejas e cultos (graças ao acordo internacional com o Vaticano - que sim, é um país, e não uma religião, para fins de direito internacional - e assim, dá plena liberdade para a administração e organização das pessoas jurídicas "igreja" não exigindo mais assembleia geral) e de partidos políticos (atualmente pessoas jurídicas de direito privado que tem no artigo 17 da CF/88 garantia de liberdade para organização e funcionamento.

Mas em linhas básicas, pode sim qualquer pessoa jurídica de direito privado, e isso inclui as associações, determinar requisitos para todos os associados e tratá-los de forma igual, sendo legal que conste por exemplo em um estatuto de associação que somente são sócios aqueles que contribuem mensalmente e somente estes tem direito de voto nas assembleias gerais, desde que todos os que estejam na condição de pagante em dia tenham assegurado esse direito de forma igual, sem classes de associados com direitos e deveres diferentes.

Já no caso de associação que presta serviços, o que ela está fazendo é comercializar um bem ou um serviço, para a sua manutenção, o que é necessário mesmo que ela não tenha fins lucrativos, pois a arrecadação deve existir para colocar em prática projetos ou arrecadar verba para adquirir patrimônio que sirva à associação.

O foco da associação sem fins lucrativos é sempre investir o que arrecada na sua função ou objetivo social que constar no estatuto, não podendo remunerar dirigentes ou fazer divisão de lucros e excedentes financeiros arrecadados.

User badge image

Stefany

Há mais de um mês

Sim, porém esta cobrança deve estar específicada no estatuto e não pode utilizar para fins lucrátivos, ou sjea, não pode ser a renda, distribuida entre os associados.

User badge image

Jheniffer

Há mais de um mês

Até pode, só não pode utilizar para fins lucrativos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes