A maior rede de estudos do Brasil

O QUE É A EXTINÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO.?

TRIBUTO


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

A extinção do crédito tributário faz com que ocorra seu desaparecimento. As causas extintivas têm o poder de libertar o contribuinte da relação de sujeição que possui com a Fazenda Pública.

Segundo Mendonça Barrozo, se extingue a "própria obrigação tributária e não somente o crédito tributário, que é um dos seus elementos (a obrigação tributária possui três elementos: sujeito ativo, sujeito passivo e crédito tributário). Essa regra, porém, não é absoluta: pode ocorrer a extinção de um crédito sem a extinção da obrigação, desde que a causa extintiva tenha afetado apenas a formalização do crédito".

Diversos motivos podem fazer com que isso aconteça, estando os principais enumerados no artigo 156 do CTN:

"Art. 156 do CTN. Extinguem o crédito tributário:

I – o pagamento;

II – a compensação;

III – a transação;

IV – a remissão;

V – a prescrição e a decadência;

VI – a conversão do depósito em renda;

VII – o pagamento antecipado e a homologação do lançamento nos termos do disposto no art. 150 e seus §§ 1º e 4º;

VIII – a consignação em pagamento;

IX – a decisão administrativa irreformável, assim entendida a definitiva na órbita administrativa, que não mais possa ser objeto de ação anulatória;

X – a decisão judicial passada em julgado;

XI – a dação em pagamento em bens imóveis, na forma e condições estabelecidas em lei."

O rol é exemplificativo, havendo mais três causas de extinção enumeradas pela doutrina: confusão; desaparecimento, sem sucessor, do sujeito ativo do tributo; desaparecimento, sem sucessor, do sujeito passivo do tributo.

A extinção do crédito tributário faz com que ocorra seu desaparecimento. As causas extintivas têm o poder de libertar o contribuinte da relação de sujeição que possui com a Fazenda Pública.

Segundo Mendonça Barrozo, se extingue a "própria obrigação tributária e não somente o crédito tributário, que é um dos seus elementos (a obrigação tributária possui três elementos: sujeito ativo, sujeito passivo e crédito tributário). Essa regra, porém, não é absoluta: pode ocorrer a extinção de um crédito sem a extinção da obrigação, desde que a causa extintiva tenha afetado apenas a formalização do crédito".

Diversos motivos podem fazer com que isso aconteça, estando os principais enumerados no artigo 156 do CTN:

"Art. 156 do CTN. Extinguem o crédito tributário:

I – o pagamento;

II – a compensação;

III – a transação;

IV – a remissão;

V – a prescrição e a decadência;

VI – a conversão do depósito em renda;

VII – o pagamento antecipado e a homologação do lançamento nos termos do disposto no art. 150 e seus §§ 1º e 4º;

VIII – a consignação em pagamento;

IX – a decisão administrativa irreformável, assim entendida a definitiva na órbita administrativa, que não mais possa ser objeto de ação anulatória;

X – a decisão judicial passada em julgado;

XI – a dação em pagamento em bens imóveis, na forma e condições estabelecidas em lei."

O rol é exemplificativo, havendo mais três causas de extinção enumeradas pela doutrina: confusão; desaparecimento, sem sucessor, do sujeito ativo do tributo; desaparecimento, sem sucessor, do sujeito passivo do tributo.

User badge image

Bruna

Há mais de um mês

é o fim da relação com o fisco acabou a divida

User badge image

Egon

Há mais de um mês

Pagamento (Hugo de Brito);          

 

Extinção do crédito tributário é o desaparecimento deste. Como nas obrigações, em geral sua forma mais comum de extinção é o pagamento, que significa a satisfação do direito creditório (Hugo de Brito, 2006:210).

Pagamento indevido. Restituição;

Restituição de juros e penalidades;

Extinção do direito a restituição;

Compensação (troca de dividas);

Transação;

Remissão (perdão);

Decadência e prescrição;    

Conversão de deposito em renda; 

Pagamento antecipado e homologação do lançamento;  

Consignação em pagamento;         

Decisão administrativa irreformável;       

Decisão Judicial;      

Dação em pagamento;        

De uma forma geral, seria acabar com a obrigaçao partindo de alguma das opçoes dadas.

Existem outras formas, quando a obrigaçao é interpretada atraves do direito civil, porém nao estao inclusas no CTN, entao nem vou citar.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas