A maior rede de estudos do Brasil

Quais as características dos alimentos, e o que se entende sobre a intransmissibilidade dos alimentos?

Enumerar as características dos alimentos e dissertar sobre a intransmissibilidade dos alimentos.

Direito Civil I

ESTÁCIO


2 resposta(s)

User badge image

Tatiane Nascimento

Há mais de um mês

Olá Samuel! Tudo bem com você?

Primariamente, entende-se por alimentos, segundo Renata Almeida e Walsir Jr., "em sentido amplo, compreendem tudo aquilo que é necessário para que uma pessoa tenha uma existência digna [...]"; segundo Wander Garcia, "prestação que podem alguns parentes, os cônjuges ou os companheiros pedir uns aos outros, consistentes no necessário para que uma pessoa possa viver, fixada segundo a necessidade do reclamante e a possibilidade da pessoa obrigada". 

A partir deste conceito, vejamos suas características:

  • Personalíssimo/Intransmissibilidade dos alimentos - o vínculo existente entre alimentante e alimentando é intuitu personae; ou seja, é um direito que só existe pela necessidade do alimentando, não pondendo ser transferido a terceiro (por objetivar-se preservar o direito à vida de quem necessita). Seu caráter personalíssimo acarreta também a intransmissibilidade causa mortis - terminando juntamente com o falecimento do alimentando;
  • Inacessível - não pode ser objeto de cessão a terceiro (art. 1707, CC);
  • Impenhorável - não é afetado por constrição judicial (art. 1707, CC);
  • Incompensável - não é passível de compensação (art. 1707, CC);
  • Irreptível - uma vez pagos, não poderão ser reclamados de volta, independente da natureza;
  • Intransicionável - por ser indisponível e personalíssimo, não é passível de transação;
  • Imprescritível - o direito de ação dos alimentos não tem prazo para ser exercido; porém, o direito de cobrar as prestações prescreve em 2 anos a contar da data em que cada prestação vencer - art. 206, §2º, CC;
  • Irrenunciável - não é objeto de disposição;
  • Atual - é exigível de forma imediata.

 

Bons estudos para você! :)

Olá Samuel! Tudo bem com você?

Primariamente, entende-se por alimentos, segundo Renata Almeida e Walsir Jr., "em sentido amplo, compreendem tudo aquilo que é necessário para que uma pessoa tenha uma existência digna [...]"; segundo Wander Garcia, "prestação que podem alguns parentes, os cônjuges ou os companheiros pedir uns aos outros, consistentes no necessário para que uma pessoa possa viver, fixada segundo a necessidade do reclamante e a possibilidade da pessoa obrigada". 

A partir deste conceito, vejamos suas características:

  • Personalíssimo/Intransmissibilidade dos alimentos - o vínculo existente entre alimentante e alimentando é intuitu personae; ou seja, é um direito que só existe pela necessidade do alimentando, não pondendo ser transferido a terceiro (por objetivar-se preservar o direito à vida de quem necessita). Seu caráter personalíssimo acarreta também a intransmissibilidade causa mortis - terminando juntamente com o falecimento do alimentando;
  • Inacessível - não pode ser objeto de cessão a terceiro (art. 1707, CC);
  • Impenhorável - não é afetado por constrição judicial (art. 1707, CC);
  • Incompensável - não é passível de compensação (art. 1707, CC);
  • Irreptível - uma vez pagos, não poderão ser reclamados de volta, independente da natureza;
  • Intransicionável - por ser indisponível e personalíssimo, não é passível de transação;
  • Imprescritível - o direito de ação dos alimentos não tem prazo para ser exercido; porém, o direito de cobrar as prestações prescreve em 2 anos a contar da data em que cada prestação vencer - art. 206, §2º, CC;
  • Irrenunciável - não é objeto de disposição;
  • Atual - é exigível de forma imediata.

 

Bons estudos para você! :)

User badge image

Samuel Duarte

Há mais de um mês

Obrigado, fico agradecido.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes