A maior rede de estudos do Brasil

No início da Idade Média há uma volta ao campo, o fortalecimento da propriedade feudal e da classe social formada por artistas, artesãos e burgueses?

HistóriaESTÁCIO

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas (bárbaras), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estendeu-se até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média se caracterizou, principalmente, pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada.


A sociedade era quase estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada (dividida em camadas sociais bem definidas). A nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes, etc.) era detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela "proteção espiritual" da sociedade. Ele era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos artesãos.


A economia na Idade Média era movimentada basicamente através da agricultura, logo há uma volta ao campo durante esse período; Há também o fortalecimento da propriedade feudal, dado que o senhor feudal era a autoridade final em seu feudo e todos os demais deviam prestar contas à ele; mas não há um crescimento da classe social formada por artistas, artesãos e burgueses. Esse fortalecimento ocorre apenas na Idade Moderna, durante o Iluminismo, séculos depois do início da Idade Média. Ao contrário, na Idade Média os pequenos artesãos ocupavam a última camada social, juntamente com os servos. A burguesia ainda sequer existia, sendo a nobreza a primeira camada da estrutura social.

A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas (bárbaras), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estendeu-se até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média se caracterizou, principalmente, pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada.


A sociedade era quase estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada (dividida em camadas sociais bem definidas). A nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes, etc.) era detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela "proteção espiritual" da sociedade. Ele era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos artesãos.


A economia na Idade Média era movimentada basicamente através da agricultura, logo há uma volta ao campo durante esse período; Há também o fortalecimento da propriedade feudal, dado que o senhor feudal era a autoridade final em seu feudo e todos os demais deviam prestar contas à ele; mas não há um crescimento da classe social formada por artistas, artesãos e burgueses. Esse fortalecimento ocorre apenas na Idade Moderna, durante o Iluminismo, séculos depois do início da Idade Média. Ao contrário, na Idade Média os pequenos artesãos ocupavam a última camada social, juntamente com os servos. A burguesia ainda sequer existia, sendo a nobreza a primeira camada da estrutura social.

User badge image

Eduardo

Há mais de um mês

Até a propriedade feudal está correto. Foi o Período chamado de alta idade média que começa com a queda do Império Romano em 467 d.c. A partir daí esse uma mistura de costumes romanos e germânicos, a ruralização da economia e o domínio da terra pelos senhores feudais. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas