A maior rede de estudos do Brasil

Considerando as atribuições das CPIs, quais as restrições aos seus poderes investigatórios?

"As Comissões parlamentares de inquérito (CPI) são instrumentos de controle político, à disposição das minorias presentes nos órgãos legislativos, podendo ser criadas pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, em conjunto ou separadamente, mediante requerimento de um terço de seus membros". Considerando as atribuições das CPIs, quais as restrições aos seus poderes investigatórios?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

As CPIs não podem praticar atos propriamente jurisdicionais, que são atribuidos com exclusividade aos membros do Poder Judiciário em respeito ao princípio constitucional da reserva de jurisdição.

Destacam-se as seguintes impossibilidades de prática pela CPI:

  • diligência de busca domiciliar;
  • quebra do sigilo das comunicações telefônicas;
  • ordem de prisão, salvo no caso de flagrante delito, como por exemplo, por crime de falso testemunho.

As CPIs não podem praticar atos propriamente jurisdicionais, que são atribuidos com exclusividade aos membros do Poder Judiciário em respeito ao princípio constitucional da reserva de jurisdição.

Destacam-se as seguintes impossibilidades de prática pela CPI:

  • diligência de busca domiciliar;
  • quebra do sigilo das comunicações telefônicas;
  • ordem de prisão, salvo no caso de flagrante delito, como por exemplo, por crime de falso testemunho.
User badge image

Yuri

Há mais de um mês

Exemplos de MEDIDAS vedadas: 

Determinar a aplicação de medidas cautelares, tais como indisponibilidade de bens, arrestos, seqüestros, hipoteca judiciária, proibição de ausentar-se da comarca ou do país, decretar quaisquer hipóteses de prisão, salvo as prisões em flagrante delito, etc. Quando a CPI necessitar da execução de um desses atos deve solicitar ao órgão jurisdicional competente (pois Cláusula de reserva jurisdicional é a competência constitucional exclusiva dos órgãos do poder judiciário para a prática de determinados atos). Exemplos de alguns desses atos:

 • invasão domiciliar durante o dia, por determinação judicial (art. 5º XI CF/88 e art. 242 CPP);

• interceptação telefônica, por ordem judicial (art. 5º, XII CF/88).

 

Ao final das investigações, se os membros da CPI entenderem que existiram delitos apenados pelo nosso sistema jurídico, eles devem encaminhar suas conclusões ao Ministério Público... Daí começará a ação penal.

Dá um "like" se gostou ;)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas