A maior rede de estudos do Brasil

Qual a principal fonte do Direito medieval e porque ?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Primeiramente, temos que o período medieval se caracterizou como sendo aquele em que ficou conhecido como “período da obscuridade” ou “idade das trevas”, por inúmeras batalhas e guerras que ocorreram, sendo de grande importância para entendermos o que é o direito moderno e o Estado Moderno.

Dessa forma, é necessário que entendamos que o direito desse período se apresenta a partir de formações jurídicas que são embasadas na oralidade e no costume, justificado pelo fato de que existiam uma pequena centralização e uniformidade, fazendo com que as tribos tivessem uma tradição própria, sendo isso uma característica do direito consuetudinário, tendo sempre como base o princípio da pessoalidade das leis, fazendo com que seu direito não fosse imposto aos diferentes povos.

Primeiramente, temos que o período medieval se caracterizou como sendo aquele em que ficou conhecido como “período da obscuridade” ou “idade das trevas”, por inúmeras batalhas e guerras que ocorreram, sendo de grande importância para entendermos o que é o direito moderno e o Estado Moderno.

Dessa forma, é necessário que entendamos que o direito desse período se apresenta a partir de formações jurídicas que são embasadas na oralidade e no costume, justificado pelo fato de que existiam uma pequena centralização e uniformidade, fazendo com que as tribos tivessem uma tradição própria, sendo isso uma característica do direito consuetudinário, tendo sempre como base o princípio da pessoalidade das leis, fazendo com que seu direito não fosse imposto aos diferentes povos.

User badge image

João Victor

Há mais de um mês

Direito Medieval é basicamente canônico, se considerarmos a Europa feudal. Além disso, até mesmo nos países islâmicos da época o Corão era a principal fonte do direito. Assim, porque a Igreja concentrava o poder durante toda a Idade Média, a principal fonte era o Cânon Bíblico de então.

Além disso, havia o "Corpus Iuris Civilis", que tinha seu valor como fonte do direito também, tendo sido reinterpretado pelos juristas medievais. Mas a Bíblia era mais importante 9basta lembrar da proemiência do poder esclesiástico na época).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas