A maior rede de estudos do Brasil

culpa e culpabilidade diferença?

Direito Penal I

ESTÁCIO


5 resposta(s)

User badge image

João

Há mais de um mês

A culpa consiste no elemento subjetivo do crime, na conduta (positiva ou omissiva) que gera um evento ilícito que não era querido pelo agente, mas era previsível (culpa inconsciente), ou que não era querido mas era previsto (culpa consciente). Como modalidades de culpa, têm-se a imprudência, a negligência e a imperícia.

Já a culpabilidade diz respeito à reprovação da conduta do agente, à necessidade de lhe aplicar uma sanção penal. Vale destacar que alguns autores sustentam ser a culpabilidade elemento integrante do conceito de crime, sendo crime, portanto, fato típico + antijurídico (ilícito) + culpável, e, dessa forma ausente a culpabilidade, não há que se falar em crime. Entretanto, tendo em vista que a culpabilidade é composta pela imputabilidade + potencial consciência da ilicitude + exigibilidade de conduta diversa e em alguns artigos do CP (21, 22, 26 e 28), ao tratar do tema, o legislador utilizou a expressão "isento de pena" e não "não há crime", a doutrina tradicional entende que crime é fato típico + antijurídico (ilícito), funcionando a culpabilidade apenas como elemento de aplicação ou não de sanção penal.

A culpa consiste no elemento subjetivo do crime, na conduta (positiva ou omissiva) que gera um evento ilícito que não era querido pelo agente, mas era previsível (culpa inconsciente), ou que não era querido mas era previsto (culpa consciente). Como modalidades de culpa, têm-se a imprudência, a negligência e a imperícia.

Já a culpabilidade diz respeito à reprovação da conduta do agente, à necessidade de lhe aplicar uma sanção penal. Vale destacar que alguns autores sustentam ser a culpabilidade elemento integrante do conceito de crime, sendo crime, portanto, fato típico + antijurídico (ilícito) + culpável, e, dessa forma ausente a culpabilidade, não há que se falar em crime. Entretanto, tendo em vista que a culpabilidade é composta pela imputabilidade + potencial consciência da ilicitude + exigibilidade de conduta diversa e em alguns artigos do CP (21, 22, 26 e 28), ao tratar do tema, o legislador utilizou a expressão "isento de pena" e não "não há crime", a doutrina tradicional entende que crime é fato típico + antijurídico (ilícito), funcionando a culpabilidade apenas como elemento de aplicação ou não de sanção penal.

User badge image

Isabelle

Há mais de um mês

Boa tarde. 

A culpa está ligada diretamente a conduta do agente e a culpabilidade se expressa na aplicação da pena devido a condição do agente. 

User badge image

Adriana

Há mais de um mês

O direito penal tem como um de seus postulados o princípio daculpabilidade, que, basicamente, consiste na inexistência de um delito[1] sem que o agente do fato tenha a possibilidade exigível de conduzir-se conforme o direito, não podendo ser penalmente responsabilizado quem não é culpável, em razão dos fundamentos que ...

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes