A maior rede de estudos do Brasil

Diferença entre tutela antecipada e cautelar


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

A tutela provisória de urgência engloba tanto a cautelar como a antecipada. Frise-se, primeiramente, que ambas possuem os mesmos requisitos para a sua concessão, quais sejam, a probabilidade do direito e o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Além disso, podem ser requeridas em caráter antecedente ou incidental. Apesar disso, há diferenças substanciais entre ambas, senão vejamos:

TUTELA ANTECIPADA: visa assegurar a efetividade do direito material. Na tutela antecipada, satisfaz-se agora para garantir o futuro. Exemplo: a parte faz a cirurgia para assegurar a saúde. Quando requerida em caráter antecedente, têm-se uma situação de extrema urgência anterior à propositura da demanda e a petição inicial será na forma do art. 303 do CPC:

CPC/15, Art. 303. Nos casos em que a urgência for contemporânea à propositura da ação, a petição inicial pode limitar-se ao requerimento da tutela antecipada e à indicação do pedido de tutela final, com a exposição da lide, do direito que se busca realizar e do perigo de dano ou do risco ao resultado útil do processo.

Após a sua concessão, o autor deverá aditar a petição inicial, complementando a sua argumentação e juntando novos documentos (se necessário for), confirmando o pedido de tutela final em 15 dias. O prazo para contestação será de 15 dias

TUTELA CAUTELAR: visa assegurar a efetividade do direito processual. A tutela cautelar, portanto, não visa à concessão do bem da vida antes do momento usual, mas apenas assegurar o resultado útil do pedido dito principal, como ocorre, por exemplo, nos casos de arresto e sequestro.  Quando for formulado pedido de tutela cautelar antecedente, o réu será citado para contestá-lo em cinco dias (art. 306), mas, após a efetivação da tutela cautelar, o autor terá 30 dias para formular o pedido principal. 

Obs: somente a tutela antecipada pode tornar-se estável, ou seja, seus efeitos se estabilizam (o que nãos e confudem com coisa julgada material):

Art. 304. A tutela antecipada, concedida nos termos do art. 303, torna-se estável se da decisão que a conceder não for interposto o respectivo recurso.

A tutela provisória de urgência engloba tanto a cautelar como a antecipada. Frise-se, primeiramente, que ambas possuem os mesmos requisitos para a sua concessão, quais sejam, a probabilidade do direito e o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Além disso, podem ser requeridas em caráter antecedente ou incidental. Apesar disso, há diferenças substanciais entre ambas, senão vejamos:

TUTELA ANTECIPADA: visa assegurar a efetividade do direito material. Na tutela antecipada, satisfaz-se agora para garantir o futuro. Exemplo: a parte faz a cirurgia para assegurar a saúde. Quando requerida em caráter antecedente, têm-se uma situação de extrema urgência anterior à propositura da demanda e a petição inicial será na forma do art. 303 do CPC:

CPC/15, Art. 303. Nos casos em que a urgência for contemporânea à propositura da ação, a petição inicial pode limitar-se ao requerimento da tutela antecipada e à indicação do pedido de tutela final, com a exposição da lide, do direito que se busca realizar e do perigo de dano ou do risco ao resultado útil do processo.

Após a sua concessão, o autor deverá aditar a petição inicial, complementando a sua argumentação e juntando novos documentos (se necessário for), confirmando o pedido de tutela final em 15 dias. O prazo para contestação será de 15 dias

TUTELA CAUTELAR: visa assegurar a efetividade do direito processual. A tutela cautelar, portanto, não visa à concessão do bem da vida antes do momento usual, mas apenas assegurar o resultado útil do pedido dito principal, como ocorre, por exemplo, nos casos de arresto e sequestro.  Quando for formulado pedido de tutela cautelar antecedente, o réu será citado para contestá-lo em cinco dias (art. 306), mas, após a efetivação da tutela cautelar, o autor terá 30 dias para formular o pedido principal. 

Obs: somente a tutela antecipada pode tornar-se estável, ou seja, seus efeitos se estabilizam (o que nãos e confudem com coisa julgada material):

Art. 304. A tutela antecipada, concedida nos termos do art. 303, torna-se estável se da decisão que a conceder não for interposto o respectivo recurso.

User badge image

Dayane

Há mais de um mês

A cautelar busca garantir o êxito ao final do processo pricipal,  assegurando a eficácia do resultado. A antecipada possui eficácia imediata à tutela definitiva, ou seja, é aquela que é concedida antecipadamente ao requerente o que somente poderia ter obtido com a sentença de precedência de mérito,  porém o juiz só a defere mediante prova substancial e irrefutável.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas