A maior rede de estudos do Brasil

Mecanica dos Solos

A Mecânica dos Solos engloba os princípios da origem dos solos, intemperismo e argilominerais. Essa ciência surgiu há muitas décadas devido à grande necessidade de subsidiar problemas relacionados aos projetos de engenharia que envolve direta e indiretamente solos de distintas naturezas. Nesse contexto analise as asserções:

 

I.Considerando países de clima tropical como o Brasil, onde os processos intempéricos produzem espessas camadas de solos, esta ciência é de suma importância e relevância na formação dos futuros profissionais que desejam seguir nesta área.  

 

PORQUE

 

II. Essa é uma das muitas questões a serem trabalhadas quando  em um projeto cujo material natural presente sejam os solos.

Agora assinale a alternativa correta.

Escolha uma:

As asserções I e II são falsas.

As asserções I e II são verdadeiras, mas a asserção II não justifica a asserção I.

A asserção I é falsa e a asserção II é verdadeira.

As asserções I e II são verdadeiras e a asserção II justifica a asserção I.

A asserção I é verdadeira e a asserção II é falsa.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A resposta é a letra B: As asserções I e II são verdadeiras, mas a asserção II não justifica a asserção I.

Justificando o porquê de a reposta ser a letra B, temos o seguinte:

Existem dois tipos de intemperismo o químico e o físico, sendo o químico o que mais ocorre no Brasil, devido ao clima quente e úmido e para que o intemperismo químico ocorra, ou seja, a dissolução dos minerais é necessária à presença constante da água. Por esse motivo, nas regiões em que o clima é mais quente e úmido, o intemperismo químico ocorre com maior intensidade em relação ao intemperismo físico. As temperaturas elevadas aceleram as reações químicas e, portanto, aceleram a decomposição da rocha.

O clima é, sem dúvida, o principal agente do intemperismo, pois ele determina a quantidade de chuva e temperatura que atingirá a rocha, alterando quimicamente seus minerais. O clima também determina a quantidade de ventos, o que altera fisicamente as rochas.

Por esses motivos e tão importante e relevante o estudo do solo e que se tenha profissionais nesta área. E também da segunda asserção ser verdadeira, mas não justifica a asserção um.

Fonte: https://midia.atp.usp.br/impressos/lic/modulo02/geologia_PLC0011/geologia_top07.pdf

A resposta é a letra B: As asserções I e II são verdadeiras, mas a asserção II não justifica a asserção I.

Justificando o porquê de a reposta ser a letra B, temos o seguinte:

Existem dois tipos de intemperismo o químico e o físico, sendo o químico o que mais ocorre no Brasil, devido ao clima quente e úmido e para que o intemperismo químico ocorra, ou seja, a dissolução dos minerais é necessária à presença constante da água. Por esse motivo, nas regiões em que o clima é mais quente e úmido, o intemperismo químico ocorre com maior intensidade em relação ao intemperismo físico. As temperaturas elevadas aceleram as reações químicas e, portanto, aceleram a decomposição da rocha.

O clima é, sem dúvida, o principal agente do intemperismo, pois ele determina a quantidade de chuva e temperatura que atingirá a rocha, alterando quimicamente seus minerais. O clima também determina a quantidade de ventos, o que altera fisicamente as rochas.

Por esses motivos e tão importante e relevante o estudo do solo e que se tenha profissionais nesta área. E também da segunda asserção ser verdadeira, mas não justifica a asserção um.

Fonte: https://midia.atp.usp.br/impressos/lic/modulo02/geologia_PLC0011/geologia_top07.pdf

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A resposta é a letra B: As asserções I e II são verdadeiras, mas a asserção II não justifica a asserção I.

Justificando o porquê de a reposta ser a letra B, temos o seguinte:

Existem dois tipos de intemperismo o químico e o físico, sendo o químico o que mais ocorre no Brasil, devido ao clima quente e úmido e para que o intemperismo químico ocorra, ou seja, a dissolução dos minerais é necessária à presença constante da água. Por esse motivo, nas regiões em que o clima é mais quente e úmido, o intemperismo químico ocorre com maior intensidade em relação ao intemperismo físico. As temperaturas elevadas aceleram as reações químicas e, portanto, aceleram a decomposição da rocha.

O clima é, sem dúvida, o principal agente do intemperismo, pois ele determina a quantidade de chuva e temperatura que atingirá a rocha, alterando quimicamente seus minerais. O clima também determina a quantidade de ventos, o que altera fisicamente as rochas. 

Por esses motivos e tão importante e relevante o estudo do solo e que se tenha profissionais nesta área. E também da segunda asserção ser verdadeira, mas não justifica a asserção um.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas