A maior rede de estudos do Brasil

A luz dos três pilares, qual a relação que vincula a ideia de limitação de poder pregada pelos movimentos constitucionais?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Na teoria da Separação de Poderes, o filósofo iluminista Montesquieu redefiniu o poder do Estado, de forma que este passasse a ser limitado.

Para ele, "o poder do Estado deveria dividir-se em funções específicas, (especialização funcional), atribuídas a órgãos independentes (independência orgânica), possibilitando a limitação do poder em razão da sua incompletude. Em outras palavras, o poder era limitado pelo próprio poder, de forma que não seria mais absoluto".

Como decorrência da própria separação e da independência das funções desenvolvidas no âmbito do Estado, Montesquieu desenvolveu o Sistema de Freios e Contrapesos.

"Este Sistema significava a limitação do poder pelo próprio poder; ou seja, cada poder deveria ser autônomo e exercer a função que lhe fora atribuída, ao passo que o exercício desta função deveria ser controlado pelos demais poderes."

Segundo Montesquieu, "o Sistema de Freios e Contrapesos é formado pela “faculdade de estatuir” e pela “faculdade de impedir”, possibilitando a influência mútua e o controle recíproco entre o Poder Legislativo e o Poder Executivo. A “faculdade de estatuir” deve ser interpretada como o poder de ordenar ou corrigir o que foi por outro ordenado; enquanto a “faculdade de impedir” consiste no poder de tornar nula a ação efetuada por outrem."

"A aplicação das faculdades possibilita ao Legislativo, por exemplo, examinar o modo como foram executadas as leis que elaborou, bem como, permitem ao Executivo o poder de frear iniciativas que tornariam o Legislativo em um poder despótico.

Montesquieu Apud Ana Pires.

Na teoria da Separação de Poderes, o filósofo iluminista Montesquieu redefiniu o poder do Estado, de forma que este passasse a ser limitado.

Para ele, "o poder do Estado deveria dividir-se em funções específicas, (especialização funcional), atribuídas a órgãos independentes (independência orgânica), possibilitando a limitação do poder em razão da sua incompletude. Em outras palavras, o poder era limitado pelo próprio poder, de forma que não seria mais absoluto".

Como decorrência da própria separação e da independência das funções desenvolvidas no âmbito do Estado, Montesquieu desenvolveu o Sistema de Freios e Contrapesos.

"Este Sistema significava a limitação do poder pelo próprio poder; ou seja, cada poder deveria ser autônomo e exercer a função que lhe fora atribuída, ao passo que o exercício desta função deveria ser controlado pelos demais poderes."

Segundo Montesquieu, "o Sistema de Freios e Contrapesos é formado pela “faculdade de estatuir” e pela “faculdade de impedir”, possibilitando a influência mútua e o controle recíproco entre o Poder Legislativo e o Poder Executivo. A “faculdade de estatuir” deve ser interpretada como o poder de ordenar ou corrigir o que foi por outro ordenado; enquanto a “faculdade de impedir” consiste no poder de tornar nula a ação efetuada por outrem."

"A aplicação das faculdades possibilita ao Legislativo, por exemplo, examinar o modo como foram executadas as leis que elaborou, bem como, permitem ao Executivo o poder de frear iniciativas que tornariam o Legislativo em um poder despótico.

Montesquieu Apud Ana Pires.

User badge image

Dani

Há mais de um mês

I don't speak portuguese 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas