A maior rede de estudos do Brasil

Principais características do constitucionalismo ?

Principais características do constitucionalismo na idade antiga, média, moderna e na comtemporânea ?


7 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Passei Direto

Há mais de um mês

Atualmente, o constitucionalismo é associado a, pelo menos uma das 3 idéias seguintes:

1) Garantia de Direitos

2) Separação de Poderes

3) Princípios e Governo Limitado

O constitucionalismo, geralmente, se contrapõe ao absolutismo. É uma busca do homem político pela limitação do poder, uma busca contra o arbítrio do poder do Estado.

O constitucionalismo contemporâneo vem sendo chamado por alguns autores de neoconstitucionalismo. Vai surgir no fim da II Grande Guerra.

Atrocidades foram cometidas durante a II Guerra, notadamente pelos nazistas e todas elas com base no ordenamento jurídico, na lei. O direito não é apenas forma, não é apenas norma jurídica, ele tem que ter um conteúdo moral para ser válido. A essa nova idéia de constitucionalismo no direito Paulo Bonavides dá o nome de pós-positivismo.

Com o fim da II Grande Guerra, as constituições começaram a consagrar, expressamente, a dignidade da pessoa humana. Passou a ser considerada um valor constitucional supremo. A dignidade é um atributo que todo ser humano tem. O Estado existe para o cidadão e não o contrário. O cidadão é um fim em si mesmo, não pode ser entendido como um meio para atingir o Estado.

A partir da dignidade da pessoa humana, como núcleo da constituição, aconteceu a chamada rematerialização constitucional.

E aí vem a terceira causa do surgimento desse novo constitucionalismo, que é o reconhecimento da força normativa da Constituição. Há, pois, três causas:

1ª – Consagração da dignidade da pessoa humana como valor supremo

2ª – Rematerialização das constituições, com rol extenso de direitos fundamentais.

3ª – Força normativa da Constituição.

 

Atualmente, o constitucionalismo é associado a, pelo menos uma das 3 idéias seguintes:

1) Garantia de Direitos

2) Separação de Poderes

3) Princípios e Governo Limitado

O constitucionalismo, geralmente, se contrapõe ao absolutismo. É uma busca do homem político pela limitação do poder, uma busca contra o arbítrio do poder do Estado.

O constitucionalismo contemporâneo vem sendo chamado por alguns autores de neoconstitucionalismo. Vai surgir no fim da II Grande Guerra.

Atrocidades foram cometidas durante a II Guerra, notadamente pelos nazistas e todas elas com base no ordenamento jurídico, na lei. O direito não é apenas forma, não é apenas norma jurídica, ele tem que ter um conteúdo moral para ser válido. A essa nova idéia de constitucionalismo no direito Paulo Bonavides dá o nome de pós-positivismo.

Com o fim da II Grande Guerra, as constituições começaram a consagrar, expressamente, a dignidade da pessoa humana. Passou a ser considerada um valor constitucional supremo. A dignidade é um atributo que todo ser humano tem. O Estado existe para o cidadão e não o contrário. O cidadão é um fim em si mesmo, não pode ser entendido como um meio para atingir o Estado.

A partir da dignidade da pessoa humana, como núcleo da constituição, aconteceu a chamada rematerialização constitucional.

E aí vem a terceira causa do surgimento desse novo constitucionalismo, que é o reconhecimento da força normativa da Constituição. Há, pois, três causas:

1ª – Consagração da dignidade da pessoa humana como valor supremo

2ª – Rematerialização das constituições, com rol extenso de direitos fundamentais.

3ª – Força normativa da Constituição.

 

User badge image

Bruno Bruno

Há mais de um mês

Constitucionalismo: 
I) Movimentos que deram origem às constituições
II) Consolidação do ideal iluminista de limitação do poder > teoria normativa da política

O constitucionalismo se divide em três momentos: moderno, social e democrático de direito

a) Constitucionalismo moderno
Direitos individuais (propriedade e liberdade de negócio, de imprensa, de religião, de associação; devido processo legal; domicílio inviolável... Listados no artigo 5° da nossa CF)
Estado absenteísta - não interfere em nada (Estado "Vigia Noturno")
Documento mais importante não era a Constituição, mas sim o Código Civil

b) Constitucionalismo social
Direitos individuais (do modelo de Estado Moderno)
Direitos sociais - basicamentes direitos econômicos inspirados no modelo socialista (saúde, legislação trabalhista, salário mínimo, educação, previdência...)
Estado interventor (o Estado não mais se abstinha, ele interferia para garantir os direitos sociais, destinados a ampliar a igualdade através da ampliação da renda e do acesso aos meios que poderiam possibilitar o acesso a renda - educação, etc.)

c) Estado Democrático de Direito (Constitucionalismo Contemporâneo - Pós-Segunda Guerra) 
Direitos individuais de propriedade e liberdade do Estado Moderno
Direitos Sociais do modelo de Estado Social
Preocupação com a Democracia e com os Direitos Humanos no sentido de promover a dignidade da pessoa humana => não adianta garantir os direitos individuais e os sociais e tentar tratar todo mundo com igualdade se existem pessoas diferentes (opções sexuais diferentes, religiões diferentes, culturas diferentes, idosos, crianças... Grupos e indivíduos diferentes com necessidades diferentes) E a ideia é não cometer as mesmas cagadas cometidas na Primeira e Segunda guerras mundiais - ou seja, vc tem direitos pelo simples fato de pertencer a espécie humana e tais direitos devem ser respeitados e estar acima de qualquer constituição - são os direitos humanos. 

User badge image

Luccas Fernandes

Há mais de um mês

O constitucionalismo trata-se do movimento político, ideológico e jurídico que determinou os princípios basilares da organização do Estado e limitação do poder politico dos governos e governantes.  Isso foi possível devido à previsão de direitos e garantias fundamentais formalizados em um documento escrito. Tal qual como ocorre com a Constituição de 1988.

Sendo assim caracterizado, conforme Vasconcelos e Ferraz, o surgimento “Estado de Direito”, que possui as seguintes características:

  • a) separação dos poderes
  • b) submissão de todos à lei
  • c) garantia da proteção de direitos fundamentais
User badge image

Joana Cecilia

Há mais de um mês

Algumas Características do Constitucionalismo Moderno:

I – Foi marcado por documentos constitucionais amplos,
muitas vezes, analíticos, extensos;
II – Apresentou certa disseminação da idéia de
constituição dirigente, se afastando da idéia tradicional de
uma constituição como uma simples lei processual;
III – Teve a sua gênese histórica e política nas
transformações sociais ocorridas depois do fim da Idade
Média.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas