A maior rede de estudos do Brasil

O Supremo Tribunal Federal pode declarar inconstitucionalidade de lei municipal em sede de controle de constitucionalidade? Justifique sua resposta.

#Insconstitucionalidade

#DireitoConstitucionalIII


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Primeiramente, importa ressaltar que a inconstitucionalidade de lei municipal pode ser amplamente arguida em sede de controle difuso.

Quanto ao controle concentrado, destrincharemos:

"Art. 125 § 2º CRFB: Cabe aos Estados a instituição de representação de inconstitucionalidade de leis ou atos normativos estaduais ou municipais em face da Constituição estadual, vedada a atribuição da legitimação para agir a um único órgão".

A CF, então, estabelece que os Tribunais dos Estados farão o controle de constitucionalidade da norma municipal tendo como parâmetro a Constituição Estadual. 

Segundo posição do STF, os Tribunais dos Estados não podem fazê-lo em relação a constitucionalidade de norma municipal tendo como parâmetro a Constituição Federal.

“É pacífica a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, antes e depois de 1988, no sentido de que não cabe a Tribunais de Justiça estaduais exercer o controle de constitucionalidade de leis e atos normativos municipais em face da Constituição Federal.” ADIN 347-0.

O artigo 102, em seu inciso I, alínea A, assim dispõe:

"Art. 102. Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe:

I - processar e julgar, originariamente:

a) a ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal ou estadual e a ação declaratória de constitucionalidade de lei ou ato normativo federal;"

Desta forma, estaria impedido o STF de analisar a inconstitucionalidade de lei municipal pelo controle concentrado?

Não. Apesar de não caber a análise por meio de ADI, pode ser analisada por meio de ADPF, segundo o artigo 1º, parágrafo único, I da Lei n. 9882/88:

"Caberá também arguição de descumprimento de preceito fundamental:

I – quando for relevante o fundamento da controvérsia constitucional sobre lei ou ato normativo federal, estadual ou municipal, incluídos os anteriores à Constituição."

 

 

 

Primeiramente, importa ressaltar que a inconstitucionalidade de lei municipal pode ser amplamente arguida em sede de controle difuso.

Quanto ao controle concentrado, destrincharemos:

"Art. 125 § 2º CRFB: Cabe aos Estados a instituição de representação de inconstitucionalidade de leis ou atos normativos estaduais ou municipais em face da Constituição estadual, vedada a atribuição da legitimação para agir a um único órgão".

A CF, então, estabelece que os Tribunais dos Estados farão o controle de constitucionalidade da norma municipal tendo como parâmetro a Constituição Estadual. 

Segundo posição do STF, os Tribunais dos Estados não podem fazê-lo em relação a constitucionalidade de norma municipal tendo como parâmetro a Constituição Federal.

“É pacífica a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, antes e depois de 1988, no sentido de que não cabe a Tribunais de Justiça estaduais exercer o controle de constitucionalidade de leis e atos normativos municipais em face da Constituição Federal.” ADIN 347-0.

O artigo 102, em seu inciso I, alínea A, assim dispõe:

"Art. 102. Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe:

I - processar e julgar, originariamente:

a) a ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal ou estadual e a ação declaratória de constitucionalidade de lei ou ato normativo federal;"

Desta forma, estaria impedido o STF de analisar a inconstitucionalidade de lei municipal pelo controle concentrado?

Não. Apesar de não caber a análise por meio de ADI, pode ser analisada por meio de ADPF, segundo o artigo 1º, parágrafo único, I da Lei n. 9882/88:

"Caberá também arguição de descumprimento de preceito fundamental:

I – quando for relevante o fundamento da controvérsia constitucional sobre lei ou ato normativo federal, estadual ou municipal, incluídos os anteriores à Constituição."

 

 

 

User badge image

ellen maria leal

Há mais de um mês

Sim. O controle de constitucionalidade de uma lei municipal perante a Constituição Federal poderá acontecer de duas formas: mediante controle difuso ou mediante ADPF.

O STF só admite ação direta (ADI/ADC) que veicule lei federal ou estadual. Eventuais controvérsias envolvendo lei municipal em face da Constituição Federal, somente poderá ser levada ao Supremo em sede de controle abstrato via ADPF.

Importante destacar que os Tribunais de Justiça não tem competência para o julgamento em abstrato em face da Constituição Federal, com exceção apenas no que se refere às normas constitucionais de reprodução obrigatória. Neste caso, cabe Ação Direta ao TJ, e, caso o pedido seja denegado, caberá Recurso Extraordinário ao STF, que, somente nessa excepcional situação, conhecerá da causa, em sede de recurso, mas a competência originária continua sendo do TJ.
 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas