A maior rede de estudos do Brasil

LEI DE EXECUÇÃO PENAL

Que regimes comportam remição? Como se dá o instituto da remição? Se o preso se acidentar? De que depende esse benefício? Sempre precisa de audiência do MP? 


3 resposta(s)

User badge image

Klaus

Há mais de um mês

Pode ser dar em regime fechado ou semi-aberto, e hoje (alteração em 2011) também pode ser aplicada ao preso provisório. 

Se o preso se acidentar e ficar impossibilitado de trabalhar ou estudar continuará a se beneficiar com a remição (art. 126, §4). 

Não se exige requisitos específicos, o controle é feito pela direção do estabelecimento e será declarada pelo juiz da execução, ouvidos sempre o MP e defesa (art. 126, §8). 

Pode ser dar em regime fechado ou semi-aberto, e hoje (alteração em 2011) também pode ser aplicada ao preso provisório. 

Se o preso se acidentar e ficar impossibilitado de trabalhar ou estudar continuará a se beneficiar com a remição (art. 126, §4). 

Não se exige requisitos específicos, o controle é feito pela direção do estabelecimento e será declarada pelo juiz da execução, ouvidos sempre o MP e defesa (art. 126, §8). 

User badge image

paulo

Há mais de um mês

E acredito que cabe nessa remissão do preso quando o mesmo adquiri doenças mentais, é lógico que a constatação dessa enfermidade é feita por peritos ou uma junta médica.
User badge image

Estudante

Há mais de um mês

 1 - Os regimes que comportam a remição são: regime semiaberto e o regime fechado conforme o artigo 126 da lei de execução penal (lei 7.210 de 1989) que dispõe:  O condenado que cumpre a pena em regime fechado ou semiaberto poderá remir, por trabalho ou por estudo, parte do tempo de execução da pena. Exceção: O condenado em regime aberto pode remir a parte do tempo de execução com as atividades de estudo conforme o artigo 126 §6º da lei de execução penal.

2 - O instituto da remição é da seguinte forma: o condenado trabalha durante 3 dias e terá remido 1 dia de sua pena ou o condenado estuda durante 12 horas divididas em 3 dias e terá direito a um dia de perdão:

Artigo 126 §1º lei de execução penal: A contagem de tempo referida no caput será feita à razão de:                   (Redação dada pela Lei nº 12.433, de 2011)

I - 1 (um) dia de pena a cada 12 (doze) horas de frequência escolar - atividade de ensino fundamental, médio, inclusive profissionalizante, ou superior, ou ainda de requalificação profissional - divididas, no mínimo, em 3 (três) dias;                 (Incluído pela Lei nº 12.433, de 2011)

II - 1 (um) dia de pena a cada 3 (três) dias de trabalho.   

3 - Se o preso se acidentar ele continuará tendo direito à remição. Art. 126 §4º Lei de execução penal.  

4 - Depende da boa conduta do condenado como também sua anuência para o trabalho e estudo. No caso do trabalho ele deverá ter cumprido 1/6 para começar a trabalhar.

5 - Conforme o artigo 126 §8º da lei de execução penal deve ter ouvido o Ministério Público, não necessariamente em uma audiência. 

 

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes