A maior rede de estudos do Brasil

O que são Princípios Dispositivos e Inquisitivos?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Estão ligados ao modelo de procedimento adotado. No Código de Processo Civil, adotou-se o modelo dispositivo, com alguns traçoes do inquisitivo.

Princípio dispositivo é aquele que informa que os protagonistas do processo são as partes e elas possuem mesma hierarquia do juiz, sendo as responsáveis pela maior parte das iniciativas, seja para execução, produção de provas, etc. Aqui, o poder do juiz é basicamente decisório e diretivo, mas há possibilidade das partes participarem da convenção de como se dará o desenvolvimento do processo.

No princípio inquisitivo, o protagonismo é do juiz. Ele é o principal responsável pela condução do processo, produção de provas, início da excução, esgotamento das vias. Pode, ainda, interferir em pleitos das partes, emendando-os e até decidindo de forma diversa da requerida.

No Brasil, como dito, prevalece o dispositivo, mas, por exemplo, o juiz possui poderes para determinar produção de provas, quando entender que são necessárias ao processo.

Estão ligados ao modelo de procedimento adotado. No Código de Processo Civil, adotou-se o modelo dispositivo, com alguns traçoes do inquisitivo.

Princípio dispositivo é aquele que informa que os protagonistas do processo são as partes e elas possuem mesma hierarquia do juiz, sendo as responsáveis pela maior parte das iniciativas, seja para execução, produção de provas, etc. Aqui, o poder do juiz é basicamente decisório e diretivo, mas há possibilidade das partes participarem da convenção de como se dará o desenvolvimento do processo.

No princípio inquisitivo, o protagonismo é do juiz. Ele é o principal responsável pela condução do processo, produção de provas, início da excução, esgotamento das vias. Pode, ainda, interferir em pleitos das partes, emendando-os e até decidindo de forma diversa da requerida.

No Brasil, como dito, prevalece o dispositivo, mas, por exemplo, o juiz possui poderes para determinar produção de provas, quando entender que são necessárias ao processo.

User badge image

Victor

Há mais de um mês

Tradicionalmente a doutrina identificava dois modelos de processos na civilização ocidental. O modelo de processo inquisitivo e o dispositivo. Normalmente os países adotam um ou outro.

No Princípio inquisitivo (modelo inquisitorial) há predominância do juiz como protagonista. O juiz é protagonista quando possui muitos outros poderes além do decisório. Mas, por mais inquisitivo que seja, quem inicia o processo será sempre a parte.

Já no Princípio dispositivo (modelo adversarial) o protagonismo é das partes, assumindo a forma de competição ou disputa, desenvolvendo-se como um conflito entre dois adversários diante de um órgão jurisdicional, cabendo ao juiz o poder decisório, o que traz um pouco de inquisitividade.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas