A maior rede de estudos do Brasil

Analise o exame do caso clínico e cite a secção presente na imagem, da ressonância magnética.

Analise o exame do caso clínico e cite a secção presente na imagem, da ressonância magnética.

O exame de imagem evidenciou um comprometimento do tronco encefálico. Faça um mapa conceitual da divisão do Sistema Nervoso, detalhando ainda, as partes do tronco encefálico.

Quais as células que constituem o tecido nervoso?

O paciente apresenta paralisia do nervo facial. Explique do ponto de vista histológico, o que é um nervo.

Analise os sintomas do caso clínico e explique a relação com o tumor no tronco encefálico.

Para que uma informação seja passada de um neurônio para outro, a transmissão de impulso nervoso envolve um mecanismo denominado potencial de ação. Explique a fase de despolarização e repolarização da membrana celular.

A comunicação rápida e precisa entre neurônios é possível devido a dois mecanismos: condução axonal e transmissão sináptica. As sinapses são estruturas especializadas que permitem comunicação elétrica entre células excitáveis. Elas se subdividem em sinapse elétrica e sinapse química. Diferencie-as e correlacione com o seu papel na transmissão da informação.


1 resposta(s)

User badge image

Bruna Lira

Há mais de um mês

 

Respostas

  1.  O exame de imagem evidenciou um comprometimento do tronco encefálico. Faça um mapa conceitual da divisão do Sistema Nervoso, detalhando ainda, as partes do tronco encefálico.

 

  1.  Quais as células que constituem o tecido nervoso?

R: O tecido nervoso é composto por células nervosas (Neurônios) e pelas células da Glia, no qual tem atividades relacionadas com os neurônios, onde são os Astrócitos, Oligodendrócitos, Células de Shawann, Micróglias e Células Ependimárias.

  1. O paciente apresenta paralisia do nervo facial. Explique do ponto de vista histológico, o que é um nervo.
    R: São componentes do Sistema Nervoso Periférico, formado por múltiplos axônios e dendritos neuronais, responsáveis pela transmissão de impulso elétrico e nervoso, garantindo a comunicação do SNC, órgãos efetores e de sensibilidade.

 

  1. Analise os sintomas do caso clínico e explique a relação com o tumor no tronco encefálico

R: O caso clínico apresentado, mostra um tumor cerebral, que apresenta crescimento anormal de células, que leva a compressão e destruição de células saudáveis do cérebro. Ocasionando dor, falta de coordenação, fraqueza e rigidez muscular, convulsão, agitação motora, entre outros. O tumor pode ser caracterizado como primário, devido a localização e, tumor secundário ou metastático, quando o tumor tem origem em um órgão e espalha-se para outro/outros órgãos.

  1. Para que uma informação seja passada de um neurônio para outro, a transmissão de impulso nervoso, envolve um mecanismo denominado potencial de ação. Explique a fase de despolarização e repolarização da membrana celular.

R: A fase de despolarização da membrana é quando um neurônio recebe um impulso elétrico do tipo limiar ou supra limiar, sua d. d. p de repouso é elevada até limitar de despolarização, os canais de sódio (Na+) são abertos na membrana, com isso uma grande quantidade de sódio entra na célula tornando seu interior mais positivo e seu exterior mais negativo.

Já na fase de Repolarização os canais de sódio são estimulados a serem fechados pela grande quantidade de sódio já presente na célula, assim abrindo os canais de Potássio (K+) e fazendo sua liberação. A bomba de sódio e potássio funciona transportando três moléculas de Na+ para o exterior e recolocando duas moléculas de K+ no interior da célula, transformando seu interior agora mais negativo e seu exterior positivo. Há gasto de energia e aumento da atividade metabólica celular para obtenção de suprimento energético, a ATP é que brada, liberando fosfato (Pi), ADP e energia necessária para o transporte de íons.

 

  1. A comunicação rápida e precisa entre neurônios é possível devido a dois mecanismos: condução axonal e transmissão sináptica. As sinapses são estruturas especializadas que permitem comunicação elétrica entre células excitáveis. Elas se subdividem em sinapse elétrica e sinapse química. Diferencie-as e correlacione com o seu papel na transmissão da informação.

R: Na sinapse elétrica, correntes elétricas passam pelas junções comunicantes até chegarem em outras células através de canais que interligam as mesmas, com um retorno nulo na transmissão, atuando em atividade sincronizada de vários neurônios, células musculares lisas ou cardíacas.

Já na sinapse química, a transmissão ocorre através de neurotransmissores. As vesículas contendo neurotransmissores são liberadas na fenda sináptica e reconhecidas por receptores químicos (proteínas especificas) na membrana na célula pós-sináptica, assim se fundindo e liberando seu conteúdo.

 

 

Respostas

  1.  O exame de imagem evidenciou um comprometimento do tronco encefálico. Faça um mapa conceitual da divisão do Sistema Nervoso, detalhando ainda, as partes do tronco encefálico.

 

  1.  Quais as células que constituem o tecido nervoso?

R: O tecido nervoso é composto por células nervosas (Neurônios) e pelas células da Glia, no qual tem atividades relacionadas com os neurônios, onde são os Astrócitos, Oligodendrócitos, Células de Shawann, Micróglias e Células Ependimárias.

  1. O paciente apresenta paralisia do nervo facial. Explique do ponto de vista histológico, o que é um nervo.
    R: São componentes do Sistema Nervoso Periférico, formado por múltiplos axônios e dendritos neuronais, responsáveis pela transmissão de impulso elétrico e nervoso, garantindo a comunicação do SNC, órgãos efetores e de sensibilidade.

 

  1. Analise os sintomas do caso clínico e explique a relação com o tumor no tronco encefálico

R: O caso clínico apresentado, mostra um tumor cerebral, que apresenta crescimento anormal de células, que leva a compressão e destruição de células saudáveis do cérebro. Ocasionando dor, falta de coordenação, fraqueza e rigidez muscular, convulsão, agitação motora, entre outros. O tumor pode ser caracterizado como primário, devido a localização e, tumor secundário ou metastático, quando o tumor tem origem em um órgão e espalha-se para outro/outros órgãos.

  1. Para que uma informação seja passada de um neurônio para outro, a transmissão de impulso nervoso, envolve um mecanismo denominado potencial de ação. Explique a fase de despolarização e repolarização da membrana celular.

R: A fase de despolarização da membrana é quando um neurônio recebe um impulso elétrico do tipo limiar ou supra limiar, sua d. d. p de repouso é elevada até limitar de despolarização, os canais de sódio (Na+) são abertos na membrana, com isso uma grande quantidade de sódio entra na célula tornando seu interior mais positivo e seu exterior mais negativo.

Já na fase de Repolarização os canais de sódio são estimulados a serem fechados pela grande quantidade de sódio já presente na célula, assim abrindo os canais de Potássio (K+) e fazendo sua liberação. A bomba de sódio e potássio funciona transportando três moléculas de Na+ para o exterior e recolocando duas moléculas de K+ no interior da célula, transformando seu interior agora mais negativo e seu exterior positivo. Há gasto de energia e aumento da atividade metabólica celular para obtenção de suprimento energético, a ATP é que brada, liberando fosfato (Pi), ADP e energia necessária para o transporte de íons.

 

  1. A comunicação rápida e precisa entre neurônios é possível devido a dois mecanismos: condução axonal e transmissão sináptica. As sinapses são estruturas especializadas que permitem comunicação elétrica entre células excitáveis. Elas se subdividem em sinapse elétrica e sinapse química. Diferencie-as e correlacione com o seu papel na transmissão da informação.

R: Na sinapse elétrica, correntes elétricas passam pelas junções comunicantes até chegarem em outras células através de canais que interligam as mesmas, com um retorno nulo na transmissão, atuando em atividade sincronizada de vários neurônios, células musculares lisas ou cardíacas.

Já na sinapse química, a transmissão ocorre através de neurotransmissores. As vesículas contendo neurotransmissores são liberadas na fenda sináptica e reconhecidas por receptores químicos (proteínas especificas) na membrana na célula pós-sináptica, assim se fundindo e liberando seu conteúdo.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes