A maior rede de estudos do Brasil

Mesmo considerando que há divergências na doutrina sobre o objeto de estudo do Direito Internacional privado, pode-se afirmar que NÃO faz parte deste

Mesmo considerando que há divergências na doutrina sobre o objeto de estudo do Direito Internacional privado, pode-se afirmar que NÃO faz parte deste objeto

  a.

 a incorporação de costumes estrangeiros no direito interno.
 

  b.

a definição da nacionalidade.
 

  c.

  as formas de solução de conflitos de jurisdição.

 

  d.

  a definição da situação jurídica dos estrangeiros.
 

  e.

  as formas de solução de conflitos das leis.


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Paduan Seta Advocacia Verified user icon

Há mais de um mês

Não faz parte do Objeto do Direito Internacional Privado: alternativa A-: a incorporação de costumes estrangeiros no direito interno.

Segundo Luiz Fernando Pereira, fazem parte do objeto do direito internacional privado:

- A análise da condição jurídica dos estrangeiros (direito de entrar, permanecer, domiciliar-se ou residir no território de um país); 

- o conflito de jurisdição, ou seja, a competência do poder judiciário de um certo país em regulamentar uma matéria, solucionando determinadas situações ou reconhecendo e executando sentenças estrangeiras;

- O conflito de leis no espaço, ou seja, qual lei é aplicável, a lei referente a qual país, o conflito dessas normas, quando não concordantes entre si;

- os direitos adquiridos no âmbito internacional;

- questões referentes a nacionadades: perda e aquisição da nacionalidade, conflitos positivos e negativos de polipatria, apatridia, restrições nacionais por naturalização.

 

Não faz parte do Objeto do Direito Internacional Privado: alternativa A-: a incorporação de costumes estrangeiros no direito interno.

Segundo Luiz Fernando Pereira, fazem parte do objeto do direito internacional privado:

- A análise da condição jurídica dos estrangeiros (direito de entrar, permanecer, domiciliar-se ou residir no território de um país); 

- o conflito de jurisdição, ou seja, a competência do poder judiciário de um certo país em regulamentar uma matéria, solucionando determinadas situações ou reconhecendo e executando sentenças estrangeiras;

- O conflito de leis no espaço, ou seja, qual lei é aplicável, a lei referente a qual país, o conflito dessas normas, quando não concordantes entre si;

- os direitos adquiridos no âmbito internacional;

- questões referentes a nacionadades: perda e aquisição da nacionalidade, conflitos positivos e negativos de polipatria, apatridia, restrições nacionais por naturalização.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas