A maior rede de estudos do Brasil

pergunta sobre genetica

Um extrato celular é preparado a partir de células pneumocócicas da linhagem S (que forma colônias lisas, virulentas) por aquecimento. Em seguida este extrato é tratado separadamente com (a) protease, (b) RNAse, (c) DNAse e em seguida adicionado a uma cultura de células receptoras da linhagem R (que formam colônias rugosas, não virulentas). Que efeito terá essas células da linhagem R tratadas com os respectivos extratos (a, b e c) quanto a sua capacidade de levar camundongos inoculados a morte? Por que?


10 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

No caso apresentado, o extrato celular, preparado a partir de células pneumocócicas, virulento, é dividido e tratado com protease, RNAse e DNAse, e adicionado em uma cultura de células não virulentas, e inoculado em camundongos.

O primeiro extrato, [A], tratado com protease, terá a formação de células patogênicas, e assim terá a capacidade de levar o camundongo a morte.

O segundo extrato, [B], tratado com RNAse, também terá a formação de células patogênicas, também com a capacidade de levar o camundongo a morte.

Já o terceiro extrato, o [C], tratado com DNAse, terá a formação de células não patogênicas, sem a capacidade de levar o camundongo a morte.

No caso apresentado, o extrato celular, preparado a partir de células pneumocócicas, virulento, é dividido e tratado com protease, RNAse e DNAse, e adicionado em uma cultura de células não virulentas, e inoculado em camundongos.

O primeiro extrato, [A], tratado com protease, terá a formação de células patogênicas, e assim terá a capacidade de levar o camundongo a morte.

O segundo extrato, [B], tratado com RNAse, também terá a formação de células patogênicas, também com a capacidade de levar o camundongo a morte.

Já o terceiro extrato, o [C], tratado com DNAse, terá a formação de células não patogênicas, sem a capacidade de levar o camundongo a morte.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas