A maior rede de estudos do Brasil

Por que a Anistia se opõe à pena de morte?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Quando falamos em Anistia Jurídica o que é referido é o poder de uma instituição de jurídica de caráter máximo de perdoar e absolver alguém de forma oficial, deixando de julgar e punir aqueles que cometeram algum tipo de crime, literalmente esquecendo que aquele crime aconteceu.

Tendo em vista que a anistia se coloca como uma decisão que anula qualquer tipo de punição, ela também vai contra a pena de morte . Assim, mesmo que alguém tenha cometido um crime que, em algum país, seja passível de ser punido com pena de morte, a anistia barra este julgamente. Promover a anistia é não punir quem cometeu um crime e, assim, qualquer tipo de punição é suspendida ou anulada, até mesmo a pena de morte.

**

Quando falamos em Anistia Jurídica o que é referido é o poder de uma instituição de jurídica de caráter máximo de perdoar e absolver alguém de forma oficial, deixando de julgar e punir aqueles que cometeram algum tipo de crime, literalmente esquecendo que aquele crime aconteceu.

Tendo em vista que a anistia se coloca como uma decisão que anula qualquer tipo de punição, ela também vai contra a pena de morte . Assim, mesmo que alguém tenha cometido um crime que, em algum país, seja passível de ser punido com pena de morte, a anistia barra este julgamente. Promover a anistia é não punir quem cometeu um crime e, assim, qualquer tipo de punição é suspendida ou anulada, até mesmo a pena de morte.

**

User badge image

Mateus Balbinotti

Há mais de um mês

A pena de morte viola o direito mais fundamental, o direito à vida. É a forma mais extrema de pena cruel, desumana e degradante. A pena de morte é aplicada de maneira discriminatória. É usada com frequência contra as pessoas mais vulneráveis da sociedade, incluindo as minorias étnicas e religiosas, os pobres, e as pessoas com problemas psíquicos. Alguns governos utilizam para silenciar seus oponentes. Quando os sistemas de justiça têm deficiências e os julgamentos injustos são generalizados, sempre existe o risco de se executar uma pessoa inocente.

Quando se aplica a pena de morte, é irreversível. Os erros cometidos não podem ser desfeitos. Uma pessoa inocente pode ser libertada da prisão por um crime que não cometeu, mas uma execução nunca pode ser revertida.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas