A maior rede de estudos do Brasil

Qual definição segundo Freud ig,ego e super ego ?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

De acordo com Sigmund Freud, o aparelho psíquico humano é dividido em inconsciente, pré- consciente e consciente ou Id, Ego e Superego, afirmando ainda que é através da compreensão deles é possível entender melhor de onde vem nosso sentimento de culpa e autocensura ou então entender porque muitas decisões são difíceis de tomar.

Freud acreditava que a mente é responsável por decisões conscientes e inconscientes que ela toma com base nos impulsos psíquicos, onde o id, ego e superego são três aspectos da mente que Freud acreditava compor a personalidade de uma pessoa.

O id, elemento biológico da nossa mente, é guiado pelo princípio do prazer e está sempre buscando formas de realizar seus impulsos. O Ego é guiado pelo princípio de realidade e uma de suas funções é limitar o id quando considerar seus desejos inadequados. Ele representa a mediação entre as exigências do id e as limitações Superego e a sociedade. O Superego, por sua vez, é o aspecto social, a censura, a culpa e o medo da punição.

De acordo com Sigmund Freud, o aparelho psíquico humano é dividido em inconsciente, pré- consciente e consciente ou Id, Ego e Superego, afirmando ainda que é através da compreensão deles é possível entender melhor de onde vem nosso sentimento de culpa e autocensura ou então entender porque muitas decisões são difíceis de tomar.

Freud acreditava que a mente é responsável por decisões conscientes e inconscientes que ela toma com base nos impulsos psíquicos, onde o id, ego e superego são três aspectos da mente que Freud acreditava compor a personalidade de uma pessoa.

O id, elemento biológico da nossa mente, é guiado pelo princípio do prazer e está sempre buscando formas de realizar seus impulsos. O Ego é guiado pelo princípio de realidade e uma de suas funções é limitar o id quando considerar seus desejos inadequados. Ele representa a mediação entre as exigências do id e as limitações Superego e a sociedade. O Superego, por sua vez, é o aspecto social, a censura, a culpa e o medo da punição.

User badge image

Joyce Peixoto

Há mais de um mês

Essas três instâncias constituem a segunda teoria de Freud sobre as estruturas da mente, nesse caso se tratam de instâncias que estão sempre se movimentando, em constante modificação, por isso era chamada de Segunda tópica, ou Modelo dinâmico do aparelho psíquico.
O ID é uma instância totalmente inconsciente, originada dos processos primários de pulsão do indivíduo, ligada aos desejos e sem refreamentos. O ID é puro prazer.

O SUPEREGO representa a instância da internalização das regras e normas sociais, é aquele que pune e que gera sentimento de culpa. É originado da dissolução do Complexo de Édipo, final da fase fálica, com a internacionalização dos superegos dos pais. Possui parte inconsciente e consciente.

O EGO é a instância da mediação, é o que entra em contato com a realidade e que por isso tem que estar em harmonia com o mesmo. É constituído também por mecanismos de defesa que auxiliam o indivíduo a lidar com suas demandas e as do mundo exterior. Possui parte inconsciente, mas sua maior parte é consciente.
User badge image

Gabriel Dutra Martins

Há mais de um mês

São parte da segunda topica de Freud

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas