A maior rede de estudos do Brasil

alternativa?

Considere as seguintes afirmativas:
I. No regime composto de capitalização, se um empréstimo, com período de três anos, é capitalizado anualmente, de acordo com uma taxa de juros de 10% ao ano, então, a taxa de juros efetiva do período inteiro é de 30%.
II. O valor futuro de um empréstimo compostamente capitalizado cresce exponencialmente (com o tempo), porque os juros não pagos são incorporados ao capital do período seguinte.
III. O valor de face de um título de desconto, com maturidade de cinco anos, preço unitário de R$ 2.000,00 e taxa de juros anual de 20% ao ano é R$ 4.000,00.
IV. No regime de capitalização simples, o valor futuro cresce linearmente.


1 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A capitalização classificada como composta é aquela capitalização onde as taxas de juros incidem em cima do capital inicial, sendo acrescido dos juros que foram acumulados até o período anterior contabilizado.

Sendo que neste regime de capitalização, a taxa sofre uma variação que é calculada de maneira exponencial em função do tempo que se passou.

O conceito conhecido como montante é o mesmo que é definido para a capitalização simples, dessa forma, pode-se dizer que se trata da soma do capital que foi aplicado ou devido mais o valor dos juros que são correspondentes ao prazo da aplicação ou ainda da dívida.

A capitalização classificada como composta é aquela capitalização onde as taxas de juros incidem em cima do capital inicial, sendo acrescido dos juros que foram acumulados até o período anterior contabilizado.

Sendo que neste regime de capitalização, a taxa sofre uma variação que é calculada de maneira exponencial em função do tempo que se passou.

O conceito conhecido como montante é o mesmo que é definido para a capitalização simples, dessa forma, pode-se dizer que se trata da soma do capital que foi aplicado ou devido mais o valor dos juros que são correspondentes ao prazo da aplicação ou ainda da dívida.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas