A maior rede de estudos do Brasil

Em que consiste o Poder Constituinte Originário? Quais são suas características?


3 resposta(s)

User badge image

Rafael Esteves da Silva

Há mais de um mês

Trata-se do poder de elaborar e modificar normas constitucionais. Portanto, é o poder de estabelecer uma nova Constituição de um Estado ou de modificar uma já existente. É a expressão da vontade suprema do povo, social e juridicamente organizado. São duas as espécies de poder constituinte: originário e derivado.

O poder constituinte originário ou de primeiro grau é o poder de elaborar uma nova ordem constitucional, ou seja, de criar uma Constituição, quando o Estado é novo (poder constituinte originário histórico), ou de substituí-la por outra, quando o Estado já existe (poder constituinte originário revolucionário). Portanto, é um poder inicial, ilimitado, autônomo e incondicionado.

Por sua vez, o poder constituinte derivado, instituído pelo poder constituinte originário, é subordinado e condicionado. Subdivide-se em reformador, decorrente e revisor. O reformador modifica as normas constitucionais por meio das emendas, respeitando as limitações impostas pelo poder constituinte originário (artigo 60 da CF).

O decorrente é o poder investido aos estados-membros para elaborar as suas próprias Constituições. Por fim, o revisor adéqua a Constituição à realidade da sociedade, conforme artigo 3º dos ADCT.

Fundamentação:

Artigo 60 da Constituição Federal

Artigo 3º do Ato das Disposições Transitórias Constitucionais

Trata-se do poder de elaborar e modificar normas constitucionais. Portanto, é o poder de estabelecer uma nova Constituição de um Estado ou de modificar uma já existente. É a expressão da vontade suprema do povo, social e juridicamente organizado. São duas as espécies de poder constituinte: originário e derivado.

O poder constituinte originário ou de primeiro grau é o poder de elaborar uma nova ordem constitucional, ou seja, de criar uma Constituição, quando o Estado é novo (poder constituinte originário histórico), ou de substituí-la por outra, quando o Estado já existe (poder constituinte originário revolucionário). Portanto, é um poder inicial, ilimitado, autônomo e incondicionado.

Por sua vez, o poder constituinte derivado, instituído pelo poder constituinte originário, é subordinado e condicionado. Subdivide-se em reformador, decorrente e revisor. O reformador modifica as normas constitucionais por meio das emendas, respeitando as limitações impostas pelo poder constituinte originário (artigo 60 da CF).

O decorrente é o poder investido aos estados-membros para elaborar as suas próprias Constituições. Por fim, o revisor adéqua a Constituição à realidade da sociedade, conforme artigo 3º dos ADCT.

Fundamentação:

Artigo 60 da Constituição Federal

Artigo 3º do Ato das Disposições Transitórias Constitucionais

User badge image

Letícia Thiago

Há mais de um mês

"Em suma, podemos apontar três características básicas que se reconhecem ao poder constituinte originário. Ele é inicial, ilimitado (ou autônomo) e incondicionado. É inicial, porque está na origem do ordenamento jurídico. É o ponto de começo do Direito. Por isso mesmo, o poder constituinte não pertence à ordem jurídica, não está regido por ela. Decorre daí outra característica do poder constituinte originário - é ilimitado. Se ele não se inclui em nenhuma ordem jurídica, não será objeto de nenhuma ordem jurídica. O Direito anterior não o alcança nem limita a sua atividade. Pode decidir o que quiser. De igual sorte, não pode ser regido nas suas formas de expressão pelo Direito preexistente, daí se dizer incondicionado". (MENDES, Gilmar Ferreira; COELHO, Inocêncio Mártires; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de Direito Constitucional. 2 ed. São Paulo: Saraiva, 2008, p. 198).

User badge image

Marcelli Carvalho

Há mais de um mês

É uma força capaz de originar um novo Estado (ou um novo ordenamento jurídico, rompendo com a ordem jurídica anterior). Subdivide-se em:

  • Poder Constituinte Originário Histórico: Cria um novo Estado. Ex.: Constituição Brasileira de 1824.
  • Poder Constituinte Originário Revolucionário: todos os posteriores ao histórico. É aquele poder que percebe a necessidade de instauração de uma nova ordem jurídica. Ex.: CF/88.

Características do Poder Constituinte Originário:

  • Inicial (inicia um ordenamento juridico)
  • Abstrato (não está positivado, surge da necessidade de nova ordem jurídica)
  • Autônomo (não sofre limitação do ordenamento juridico anterior)
  • Ilimitado juridicamente: ilimitação relativa, pois deve trazer direitos e garantias fundamentais; não pode restringir liberdades individuais; o país não pode viver isolado;
  • Incondicionado e soberano na tomada de decisões.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes