A maior rede de estudos do Brasil

Gestão em Saúde

  1. Gestão em saúde Pergunta 1
  2. 1 ponto
  3. Educação e comunicação.
  4. O texto a seguir foi retirado do artigo SILVA, V.C.; ROCHA, C.M.F. A comunicação em saúde no sistema único de saúde: uma revisão de literatura. In: FERLA, A.A.; ROCHA, C.M.F. Fazeres em Saúde Coletiva: experiências e reflexões de jovens sanitaristas. Porto Alegre: Rede Unida, 2014. p. 133-143. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/183936. Acesso em: 1 jan. 2019.
  5. “A comunicação em saúde está envolvida com a participação social e a democracia, pois para garantir a participação emancipatória e garantir os espaços de participação social, é necessária a qualificação das condições de fala e escuta dos atores envolvidos. É por meio da comunicação que acontece a “construção e implementação das políticas públicas, uma vez que informa para a tomada de decisão, amplia a participação e o debate, considera e negocia com a pluralidade os interesses da sociedade e territórios”. (Silva, 2013; p. 9)
  6. Avalie as afirmações e assinale a alternativa CORRETA.
  7. I. A nível coletivo, a comunicação em saúde ajuda a tomar consciência das ameaças para a saúde, pode influenciar a motivação para a mudança que visa reduzir os riscos, reforça atitudes favoráveis aos comportamentos protetores da saúde e pode ajudar a adequar a utilização dos serviços e recursos de saúde.
  8. II. São problemas de comunicação entre usuários e profissionais em saúde: falta de informação ou informação inadequada ao usuário, atitudes inadequadas durante o processo de comunicação e uso de tom de voz e vocabulário inadequados.
  9. III. O desenvolvimento da comunicação assertiva e a capacidade de lidar com situações de conflito e negociação seriam algumas das competências importantes para desenvolver na comunicação. Ao desenvolver a assertividade o profissional de saúde consegue transmitir respeito e segurança na comunicação, seja com seus pares ou com o usuário.
  10. Apenas a afirmação III está correta.
  11. Apenas a afirmação I está correta.
  12. Apenas as afirmações I e III estão corretas.
  13. Apenas a afirmação II está correta.
  14. Apenas as afirmações II e III estão corretas.
  15. Pergunta 2
  16. 1 ponto
  17. Com relação às bases das Políticas de Educação em Saúde (Brasil, 2009), analise o texto para responder a questão:
  18. Texto
  19. A Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) foi criada pelo decreto lei 4.726 de 9 de junho de 2003 e é responsável por formular as políticas públicas que direcionam a formação de recursos humanos em saúde, bem como o desenvolvimento, a distribuição, a regulação e a gestão dos trabalhadores da saúde.É um órgão importante para as políticas públicas de educação em saúde e desempenha um papel ampliado nesse aspecto (Brasil, 2009). Sobre o SGTES, analise as afirmações abaixo:
  20. I. Um dos objetivos do SGTES é a humanização do atendimento ao usuário do SUS por meio das melhores políticas de qualificação dos trabalhadores em saúde.
  21. II. Uma das principais finalidades do SGTES é a promoção da organização da formação em saúde.
  22. III. O SGTES acompanha e propõe as políticas de gestão, planejamento e regulação do trabalho em saúde, envolvendo a negociação com os diversos segmentos da sociedade e do governo, bem como a regulação e regulamentação do trabalho para melhor adequação das políticas nos âmbitos municipal, estadual e federal.
  23. IV. Cabe à SGTES promover a articulação entre os distintos órgãos de educação, fiscalização do exercício profissional, sindicatos, movimentos sociais, visando a melhor adequação da formação em saúde.
  24. V. Promover a articulação entre os três níveis de poderes visando à integração e ao aperfeiçoamento com relação às questões de formação de recursos humanos em saúde, sua distribuição e ofertas de trabalho nas regiões é uma das finalidades do SGTES.
  25. Assinale as afirmações que estão CORRETAS.
  26. II, IV e V.
  27. I, II e III.
  28. II e III.
  29. I e II.
  30. III, IV e V.
  31. Pergunta 3
  32. 1 ponto
  33. O texto a seguir foi retirado do artigo Organização e Estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS). Fonte:<http://portalms.saude.gov.br/sistema-unico-de-saude>
  34. O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial, por meio da Atenção Básica, até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país. Com a sua criação, o SUS proporcionou o acesso universal ao sistema público de saúde, sem discriminação. A atenção integral à saúde, e não somente aos cuidados assistenciais, passou a ser um direito de todos os brasileiros, desde a gestação e por toda a vida, com foco na saúde com qualidade de vida, visando à prevenção e à promoção da saúde. A gestão das ações e dos serviços de saúde deve ser solidária e participativa entre os três entes da Federação: a União, os Estados e os Municípios. A rede que compõe o SUS é ampla e abrange tanto ações quanto os serviços de saúde. Engloba a atenção básica, média e alta complexidades, os serviços de urgência e emergência, a atenção hospitalar, as ações e os serviços das vigilâncias epidemiológica, sanitária e ambiental e assistência farmacêutica.
  35. Avalie as afirmações e assinale a alternativa CORRETA:
  36. I. O Ministério da Saúde é o gestor nacional do SUS, formula, normatiza, fiscaliza, monitora e avalia políticas e ações, em articulação com o Conselho Nacional de Saúde. Atua no âmbito da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) para pactuar o Plano Nacional de Saúde. Integram sua estrutura: Fiocruz, Funasa, Anvisa, ANS, dentre outros.
  37. II. Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) é o foro de negociação e pactuação entre gestores federal, estadual e municipal, quanto aos aspectos operacionais do SUS.
  38. III. Comissão Intergestores Tripartite (CIT) é o foro de negociação e pactuação entre gestores federal, estadual e municipal, quanto aos aspectos operacionais do SUS.
  39. Apenas a afirmação II está correta.
  40. Apenas as afirmações I e III estão corretas.
  41. Apenas a afirmação I está correta.
  42. Apenas a afirmação III está correta.
  43. Apenas as afirmações II e III estão corretas.
  44. Pergunta 4
  45. 1 ponto
  46. Portaria nº 2.761, de 19 de novembro de 2013,institui a Política Nacional de Educação Popular em Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (PNEPS-SUS).Esta portaria veio regulamentar a participação da Educação Popular fortalecendo a educação em saúde, em conformidade com os princípios e as diretrizes do SUS e em seu artigo 3º estabelece suas diretrizes. (Brasil,2013)
  47. Com base na leitura do texto acima, marque a opção correta:
  48. Algumas das diretrizes do PNEPS são o diálogo, a amorosidade, a problematização e a construção compartilhada do conhecimento.
  49. Apoiar a sistematização, a produção de conhecimentos e o compartilhamento das experiências originárias do saber, da cultura e das tradições populares que atuam na dimensão do cuidado, da formação e da participação popular em saúde e contribuir com a implementação de estratégias e ações de comunicação e de informação em saúde identificadas com a realidade, linguagens e culturas populares são algumas das diretrizes da PNEPS.
  50. Uma das diretrizes do PNEPS é implementar a Educação Popular em Saúde no âmbito do SUS, contribuindo com a participação popular, com a gestão participativa, com o controle social, o cuidado, a formação e as práticas educativas em saúde.
  51. São diretrizes do PNEPS a participação, controle social e gestão participativa e a formação, comunicação e produção de conhecimento.
  52. Faz parte das diretrizes do PNEPS o cuidado em saúde e intersetorialidade e diálogos multiculturais.
  53. Pergunta 5
  54. 1 ponto
  55. A Educação em Saúde traz consigo a valorização dos saberes e práticas populares e a ruptura do modelo biomédico como única dimensão para o cuidado de saúde e ações programáticas não centradas apenas na doença. No entanto, as situações limitadoras da educação em saúde estão conectadas principalmente aos aspectos estruturais, organizacionais e de inflexibilidade e falta de comprometimento das equipes.Com base neste texto, algumas limitações da Educação em Saúde podem ser descritas:
  56. I. Dificuldades de trabalhar em equipe, caracterizada por falta de meios e instrumentos, remuneração dos profissionais, falta de motivação dos profissionais.
  57. II. Falta de espaço físico ou inadequação caracterizada por estruturas por vezes alugadas e/ou improvisadas impossibilitando a adequação. Inadequação ou ausência de espaço educacional.
  58. III. Baixa adesão dos profissionais às práticas educativas, caracterizada por realização de educação em saúde pelos médicos, e restrita à visita domiciliar e consulta e ação curativas priorizadas ao invés da educação em saúde.
  59. Analise as afirmações e assinale a alternativa CORRETA.
  60. As afirmações II e III estão corretas.
  61. Apenas a afirmação I está correta.
  62. As afirmações I e III estão corretas.
  63. Apenas a afirmação II está correta.
  64. Apenas a afirmação III está correta.
  65. Pergunta 6
  66. 1 ponto
  67. Os gestores do SUS em nível federal, estadual e municipal dividem entre si as responsabilidades e neste sentido cada um dos poderes irá se organizar e gerenciar recursos humanos e materiais conforme essa hierarquia.Analise as afirmações abaixo e indique qual é a CORRETA.
  68. Não cabe aos municípios promover diretamente ou em cooperação com o estado, ou União, os processos conjuntos que estão relacionados à educação permanente em saúde.
  69. Cabe ao município formular e promover a gestão da educação permanente em saúde e processos relativos à mesma, orientados pela integralidade da atenção à saúde, criando, quando for o caso, estruturas de coordenação e de execução da política de formação e desenvolvimento, participando no seu financiamento.
  70. Cabe ao governo federal articular e participar das políticas regulatórias e de indução de mudanças no campo da graduação e da especialização das profissões de saúde e articular e pactuar com o Sistema Estadual de Educação processos de formação, de acordo com as necessidades do SUS, cooperando com os demais gestores, para processos na mesma direção.
  71. O estado deve apoiar e promover a aproximação dos movimentos de educação popular em saúde na formação dos profissionais de saúde, em consonância com as necessidades sociais em saúde e incentivar junto à rede de ensino, no âmbito municipal, a realização de ações educativas e de conhecimento do SUS.
  72. Cabe ao estado propor e pactuar com o sistema federal de educação processos de formação de acordo com as necessidades do SUS, articulando os demais gestores na mesma direção.
  73. Pergunta 7
  74. 1 ponto
  75. Leia os textos a seguir:
  76. Texto 1
  77. Toda a formulação e proposta de políticas em Educação em Saúde têm como base os princípios e diretrizes do SUS e a necessidade de auxiliar na autonomia dos indivíduos e da população em geral. A estratégia de ação da Educação em Saúde é a saúde da família reconhecendo esta como o núcleo primário do indivíduo e o agente de saúde como o instrumento primário de contato com esta realidade.
  78. Texto 2
  79. “A Educação em Saúde pode ser feita na família, na escola, no trabalho ou em qualquer espaço comunitário. Este é um componente que está presente na Carta de Ottawa, resultante da I Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, em 1986, no Canadá, que resgata a dimensão da Educação em Saúde, além de avançar com a ideia de empoderamento, ou seja, o processo de capacitação (aquisição de conhecimentos) e consciência política comunitária”. (Besen,2007; p.65)
  80. Com base na leitura dos textos acima, marque a opção CORRETA:
  81. Para que ocorra a participação comunitária é necessário o fortalecimento da interação do sistema informal de saúde com as comunidades, com uma relação dialógica, franca e aberta.
  82. Para garantir a participação comunitária é necessário criar políticas de saúde elaboradas com mecanismos que permitam e garantam o acesso à participação popular, desde o processo de elaboração da legislação, até ao acesso dos recursos humanos, materiais e financeiros.
  83. Uma das bases da educação em saúde é a manutenção dos papéis de professor e aprendiz, mantendo a visão de saúde centrada na doença.
  84. As estratégias tradicionais são capazes de motivar e garantir a participação da população.
  85. A Assembleia Mundial da OMS em 1983 teve enfoque na mudança do planejamento das novas políticas de ação em saúde, dando ênfase no planejamento regional, nos diversos objetivos e em doenças específicas, da visão ampliada e globalizada de educação, das ações políticas capazes de facilitar as mudanças de comportamento dos indivíduos e da população visando à promoção de estilos saudáveis de vida.
  86. Pergunta 8
  87. 1 ponto
  88. Com relação ao uso de novas tecnologias e uso das mídias em saúde, analise o texto para responder a questão
  89. .“O uso de novas tecnologias de informação e comunicação em saúde tem crescido nas últimas décadas, com o advento do uso de e-mail e de mídias sociais, que dinamizam o fluxo de dados e informações para a tomada de decisão de gerentes e gestores, assim como contribuem para a questão da produção do conhecimento em redes e ampliação dos canais de comunicação para acesso aos serviços de saúde [...] A análise histórica dos Observatórios de Saúde na América do Sul e Central revela que a opção esteve focada entre a questão da gestão de profissionais de saúde/saúde dos trabalhadores nos serviços de saúde”.(Pinto, 2016)
  90. I. Com relação às redes de observatório, suas principais tarefas seriam o apoio às entidades locais no monitoramento de saúde e doença, identificando lacunas de informação de saúde, orientando sobre os métodos de saúde e avaliando o impacto da desigualdade de saúde, além de poder traçar cenários para fazer alertas precoces de futuros problemas de saúde pública.
  91. II. A rede de observatório estuda, além disso, os diversos ciclos de vida e analisa morbidade e mortalidade, comportamentos e uso de álcool, tabaco e drogas, modos de vida (nutrição, sexualidade e contracepção) e saúde ambiental.
  92. III. Algumas das atividades executadas pelas redes de observatório em saúde seria a proposição de políticas de educação em saúde.
  93. IV. Não cabe a rede de observatório o mapeamento dos agravos em saúde e oferecer informação pertinente em saúde para profissionais, tendo em vista que seu foco maior é a população.
  94. Assinale as afirmações que estão CORRETAS.
  95. I, II e III
  96. II e III
  97. II, IV
  98. I e II
  99. III, IV
  100. Pergunta 9
  101. 1 ponto
  102. Uma das ações em educação em saúde que necessita ser compreendida da seguinte forma nos serviços de atenção primária seria a corresponsabilização, isto é, a importância dos usuários se responsabilizarem por sua saúde e a necessidade de protagonismo e empoderamento dos usuários.Considerando as referências do texto, avalie as informações a seguir sobre as atividades exitosas da educação em saúde e escolha a alternativa INCORRETA:
  103. Ação de palestras ativas com demonstração da ação em saúde.
  104. Preparação de recursos humanos em saúde.
  105. Rodas de conversas sobre a cultura da paz e bullying na escola para crianças e adolescentes.
  106. Orientação para gestantes por equipe multiprofissional comporta por nutricionista, assistente social, educador físico, psicólogo e fisioterapeuta do núcleo de atendimento.
  107. Grupos de diabéticos e hipertensos.
  108. Pergunta 10
  109. 1 ponto
  110. Leia os textos a seguir:
  111. Texto 1
  112.  A revisão das conferências e normas operacionais a partir do final da década de 1970, quando teve início o movimento pela Reforma Sanitária, já apontava para a necessidade de uma política pública específica para a Educação na Saúde que repensasse as propostas tidas como tradicionais e desalinhadas às necessidades dos serviços. Nessa trajetória, o Ministério da Saúde (MS) cria, em 2003, a Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), chamando para si a responsabilidade institucional da construção e implementação da inédita Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS), como estratégia do SUS para a formação e o desenvolvimento de trabalhadores para o setor. (Cardoso, 2017)
  113. Texto 2
  114. A educação para o trabalho é considerada uma matriz qualificadora para a assistência à saúde da população. A expansão do sistema de saúde brasileiro, ocorrida a partir dos anos 1970, e a consequente necessidade de desenvolvimento de mão de obra para o setor, impulsionaram o surgimento de diversos programas de formação, que buscaram construir modelos político-pedagógicos comprometidos com a promoção do diálogo entre o ensino e os serviços de saúde. (Cardoso,2017)
  115. Com base na leitura dos textos acima, marque a opção CORRETA:
  116. A aprendizagem significativa leva em consideração o conhecimento prévio do aprendiz em suas vivências cotidianas, mas este tipo de aprendizagem não é valorizado pela Educação Permanente em Saúde.
  117. A Educação Permanente em Saúde é conceituada como a produção e sistematização de conhecimentos relativos à formação e ao desenvolvimento para a atuação em saúde, envolvendo práticas de ensino, diretrizes didáticas e orientação curricular.
  118. Núcleo de educação em urgência é a instância de articulação interinstitucional e locorregional para a gestão de processos educativos significativos e agregadores de transformação na atenção à saúde, na gestão setorial, no ensino de saúde e no controle social do Sistema Único de Saúde (SUS).
  119. A Educação Permanente em Saúde se fundamenta no uso de metodologias ativas de conhecimento, contrárias às transmissivas. Trata-se, mais especificamente, de uma pedagogia problematizadora, baseada na relação dialógico-dialética entre educador e educando, ou seja, ambos aprendem juntos.
  120. Ações educativas em educação permanente em saúde têm como objetivo promover, na sociedade civil, a educação em saúde, mediante inclusão social e promoção da autonomia das populações na participação em saúde.



Enfermagem

ESTÁCIO


1 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes