A maior rede de estudos do Brasil

Como acontecem as ondas foliculares?


1 resposta(s)

User badge image

Júlia Parisi Verified user icon

Há mais de um mês

Basicamente a dinâmica folicular compreende o crescimento de um grupo de pequenos folículos antrais, seguida da seleção de um folículo dominante e regressão e atresia dos folículos subordinados.

Em cada onda, vários folículos (todos ainda de mesmo tamanho) são recrutados e começam a crescer por estímulo do FSH (Hormônio Folículo Estimulante), secretado pelo Hipotálamo. Essa estapa é chamada Fase de recrutamento.

Eventualmente, um dos folículos é selecionado e se torna o FD (folículo dominante), que passa a produzir Estrógeno (que em grandes concentrações induz uma maior produção e liberação das gonadotrofinas/tropinas (FSH e LH - hormônio luteinizante), nun sistema de feedback positivo). Essa fase é a Fase de seleção. Além de produzir Estrógeno, o folículo dominante também produz a Inibina, um hormônio que inibe a liberação do FSH, levando os folículos menores, ou subordinados, à atresia. Essa fase pode ser chamada de Fase de dominância (em algumas literaturas, não existe essa separação didática entre seleção e dominância).

Ao final dessa dinâmica, o aumento contínuo das concentrações séricas de Estrógeno (produzido pelo FD) induz a liberação de um pico de LH, que induz a ovulação e liberação do oócito, na chamada Fase de ovulação.

OBS: O número de ondas folículares por ciclo pode variar entre espécies domésticas

Basicamente a dinâmica folicular compreende o crescimento de um grupo de pequenos folículos antrais, seguida da seleção de um folículo dominante e regressão e atresia dos folículos subordinados.

Em cada onda, vários folículos (todos ainda de mesmo tamanho) são recrutados e começam a crescer por estímulo do FSH (Hormônio Folículo Estimulante), secretado pelo Hipotálamo. Essa estapa é chamada Fase de recrutamento.

Eventualmente, um dos folículos é selecionado e se torna o FD (folículo dominante), que passa a produzir Estrógeno (que em grandes concentrações induz uma maior produção e liberação das gonadotrofinas/tropinas (FSH e LH - hormônio luteinizante), nun sistema de feedback positivo). Essa fase é a Fase de seleção. Além de produzir Estrógeno, o folículo dominante também produz a Inibina, um hormônio que inibe a liberação do FSH, levando os folículos menores, ou subordinados, à atresia. Essa fase pode ser chamada de Fase de dominância (em algumas literaturas, não existe essa separação didática entre seleção e dominância).

Ao final dessa dinâmica, o aumento contínuo das concentrações séricas de Estrógeno (produzido pelo FD) induz a liberação de um pico de LH, que induz a ovulação e liberação do oócito, na chamada Fase de ovulação.

OBS: O número de ondas folículares por ciclo pode variar entre espécies domésticas

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes