A maior rede de estudos do Brasil

Gestão de pensamentovideo play button

Transcrição


oito de bem Estamos aqui para fazer o primeiro áudio do nosso pré treinamento. É um imenso prazer, porque com você damos início agora a nossa jornada de descobertas e será muito bacana poder dividir um pouco da história com você um pouco do meu conhecimento, da minha experiência também. Um pouco da minha vida não se encontra marcado no dia trinta e um às três da tarde. Vai ser um imenso prazer poder te abraçar pessoalmente e aposta. Certeza que esse encontro vai ser um encontro do Renascimento, um encontro com o seu verdadeiro eu, que está aí latente para sair da capa que você criou longo do tempo para se proteger Sim, dizem que quanto mais forte a armadura, mais frágil ser que habita. E eu tenho convicção disso e assim foi muito forte. Eu quero te agradecer imensamente para me deixar participar desse seu aumento desse seu processo de retirada da saca de armadura. Bem vindo meu dinheiro tem vindo a guerreira! Agora vou compartilhar com você como tudo aconteceu, Como que tudo mudou a minha vida? Tudo começou quando os sinais começaram a aparecer. Ou, na verdade, comecei a enxergar. Eu não entendia muito bem o que eles queriam dizer bom. Não se preocupe se isso acontece com você o nosso interior e busca sempre uma evolução. E por isso os sinais estão sempre presentes na nossa vida. Mas nem sempre estamos calibrados para compreender que aquilo que está acontecendo naquele momento são sinais. Até o treinamento você entenderá melhor como fazer para conseguir enxergar o primeiro sinal que consegui perceber Foi no ano de dois mil e quatro. Eu havia tido um ano anterior muito pesado e senti muito trabalho, procura e pouca realização. Eu estava insatisfeito com os resultados e parecer viver uma gaiola de rap que gerou uma espiral em alta velocidade. Não vale nada a lugar nenhum trabalhava das oito da manhã até às onze da noite. Já tem procurado meu filho, minha família, enfim, uma loucura. Não tinha tempo para nada além dos negócios, corre atrás de dinheiro. Tempo todo o marido tentavam ajudar, mas muitas vezes em vão eu não escutava. É que a convicção de que só eu sabia o que eu vivia e que ninguém pode dizer que fazer. Vivemos numa manhã, quando acordamos para trabalhar, ele virou para mim e disse que não estava chegando. É uma coisa. Muita atenção, os óculos, eles, que marcaria o médico e talvez fosse uma imitação. Quando chega em casa, à noite, estava praticamente cego de um dos olhos. Não tinha nada que justificasse claramente isso. Não sei um alto estresse no trabalho em nossa vida. Eu me assustei ao chegar de vê lo como esta, mas no outro dizia oftalmologista pede uma série de exames porque não tinha nada que constasse e disse que estava perdendo a visão, pois não temos tempo, nunca temos tempo e ele só no alarme, de repente na hora certa. E ele para tudo, porque o corpo sabe a hora certa para cabe a você respeitar o nome. Ele fez todos os anos até de escrever nada construir. Não havia absolutamente nada que justificasse a sintomas, então foi diagnosticado com estresse. Demorou uma semana para que eles voltassem chegar. Nesse momento ele dependia muito de mim. E eu pois, perceber conta não estava preparada para nenhum tipo de dependência, nem mesmo o meu marido. Nesse mesmo ano, tive a graça de receber outros sinais. Ao sair do trabalho, uma das manhãs da minha ajudante chegou. Eu simplesmente falei para ela, do nada. Disse que quase no momento de lucidez eu disse pra ela, pois como eu queria ser você cuidar da minha casa, fica aqui, não querem trabalhar. De repente, eu quem mim pensei que diz ter que estou dizendo o nosso falso. Eu cisma em ficar colado na gente, nos orientando fortemente, então às vezes não conseguimos executar os nossos momentos de lucidez e os sinais da vida. Nesse mesmo ano, meu pai descobriu um tumor no joelho e tinha tudo para ser simples e rápido de resolver. Quando chegou à biópsia médico que cuidava do caso me ligou. A medida serve, saiu o resultado. E o que a gente tem um tumor agressivo? A gente tem que correr para operar um tumor maligno. Isso tomou normalmente das seis meses de vida para os pacientes. Aos poucos, ele vai perder todas as forças dos músculos, também os movimentos, os ossos vão durar muito porque é um tumor ósseo e da noite para o dia e será totalmente dependente de todos vocês e do apoio da família. Naquele momento passou um filme na minha frente, o filme que eu nunca parei para assistir todos os momentos de recordação, como meu pai, não sempre com ele forte, dinâmico mandam controlador independente, livre, fazer mudança para mim e trabalhando na roça no sítio, arando capinando, grama plantando E eu tinha certeza que a notícia seria uma bomba, não só para ele, mas contra toda a minha família e que eu não estava preparada e nem com tempo para viver aqui. Eu tinha uma vida, contas a pagar, uma empresa falindo no marido, que já havia sido do emprego, o filho de cinco anos e não cabia nessa história toda um pai com câncer eu me desesperei. Eu chorei. Eu dormi, welcoming, levantei e foi viver tudo o que precisava ver a doença, A dependência do meu pai me ensinou muito. Ele trabalhou a vida inteira de domingo a domingo. Os bens não salvaram, e com ele eu comecei a notar a importância de se viver, de apoio, de ser resiliente, e quando falo resiliente não significa, você aceita coisa e não fazer nada por ela. Significa você aceitar e e correr atrás de fazer o que se pode fazer, fechamos as empresas. Eu fiquei só com meu consultório, cuidamos o meu pai até onde podemos e graças a Deus, meu marido pode me ajudar e depois decidimos embora para a Itália, quando já não tinha mais o que fazer. Por isso, suplicava Deus, oportunidade de viver de verdade, uma vida com toda a sua experiência, poder viver cada momento do meu filho crescem poder estar ao lado do meu marido e ele é mais não, só lhe concedeu a vida normalmente com a oportunidade de aprender a ver que consegui resgatar minha história de vida, minha essência, meu proposto e também de por ensinar outras pessoas. A Itália tem muitas belezas que convidam você refletir e aqui eu aprendi. A prática do fatene significou doze. Trazer, não fazer nada e provou que existe sim ter de laranja Lima na beira da estrada, mas não só de laranja. Também tem formação ou amor, e por aí vai. E a coisa melhor. Aqui não tem, disse o centro do pronto para comer qualquer sacrifício a gente foi de alguma forma doutrinada viver a vida de sacrifício. Entrar nesse mundo de início pode parecer muito fácil, Mas acredito extremamente doloroso a gente acostuma. Sofrer. Está no mundo onde os protege o tempo todo. De cinco os sentimentos passam a terem fazer negativa como se fosse um modo de se vingar manter esse presente no momento que você tem não é fácil, incomoda muito. Os nossos barulhos aparecem sempre quando ele está em silêncio em todas as lamentações. Dores que carregamos em tudo que escondemos do mundo, os pensamentos que não queremos saber que existe E não há perigo de eles virem até você, desde que você tenha consciência que você torne eles todos consciente para poder trabalhar com todos eles. E agora eu te convido a experimentar. Isso não é fantástico. Acho que está preparado para o que você vai acessar. Não tenha medo, ninguém está, mas a sua descoberta será mágica. Será incrível, posso garantir? Eu vou estar com você, de começar o fim com amor, Vivi Siqueira. Veja amanhã no Áudio dois