A maior rede de estudos do Brasil

Mercado Financeiro Aula 9video play button

Transcrição


Olá pessoal! Tudo bem a sua professora Emiliane. Estamos agora na nossa aula número nove da disciplina mercado financeiro Nessa aula, nós vamos falar um pouco sobre o mercado de seguros no Brasil. Vamos falar também sobre o mercado de previdência privada, O que é a previdência privada, quais são seus tipos? Como é que ela funciona no nosso mercado e vamos falar também sobre as empresas de capitalização. Certamente você já ouviram falar nos tipos de, nos títulos de capitalização que são muito comercializados pelos bancos. E nós vamos ver o que são, como é que eles? Como é que eles trabalham? Quais são os benefícios e como é que eles, Como é que os bancos vendem esse tipo de produto? Começando, vamos falar sobre o mercado de seguros, uma seguradora, uma segunda, uma seguradora, uma instituição que assume riscos de terceiros e pagam uma quantia previamente à Justiça mediante o pagamento de uma quantia previamente ajustado, que é um prêmio que nós chamamos de prêmio. Então vamos falar agora do nosso dia a dia de todos nós somos segurados de alguma coisa, então você tem um carro, você compra um carro. Esse carro é um patrimônio, faz parte do seu patrimônio, você pega. Se você pensa Poxa, paguei caro esse carro, meu patrimônio. Se alguém rouba seu batom, esse carro, o meu prejuízo, então você vai ter uma seguradora e, mediante o pagamento de um prêmio de um valor para essa seguradora, ela se compromete a ressarcir você se você for roubado a consertar o seu carro, se o seu carro bater, fizeram uma estrada, Isso uma seguradora faz. Ele protege os consumidores. Ele protege o patrimônio dos consumidores mediante o pagamento de um prémio. Isso é uma seguradora. A cobertura do ativo segurado em troca de um prêmio cobrado, trocar a roupa volta aqui a cobrança do ativo segurado em troca de um prêmio cobrado dos segurados. O Conselho Nacional de Seguros Privados CNSP é o órgão normativo dessa categoria fixa Diretrizes Estabelece as normas para tanto, para a Constituição, quanto para o funcionamento das seguradoras no nosso país, que fixa as diretrizes e normas da política de seguros privados no nosso País. Lembrando? Eu falei de seguros de carro, mas existem seguro, existe seguro de casa? Existe seguro de garantia estendida, que é um seguro também. Quando você compra um eletrodomésticos, eletroeletrônicos, lá na loja, eles falam se não quer comprar garantia estendida. Porque o fabricante da um ano, se você compra a garantia estendida, você vai ter mais um ano de garantia. A loja está te vendendo um seguro, você tem o seguro de vida, é o seguro de vida, é um seguro que mais mais comercializado. É o tipo mais comercializado, de segurar o seguro de vida. Seguro de carro também é bastante comercializado. Aliás, o mercado de seguros no Brasil cresceu muito e tem muito potencial de crescimento, ainda muito em virtude do aumento no aumento do poder aquisitivo da população. Nós temos aí nos últimos anos os últimos governos, Nós presenciamos muitas pessoas da classe da classe de subirão para a classe C. É a chamada classe média do nosso país. Essas pessoas passaram a ter um poder de consumo maior. Então nós nós observamos que a venda de carros cresceu muito, agora menos. Mas nós já passamos por esse período de bom de maior renda, renda, maior poder aquisitivo maior, com venda de carros. Então nós tivemos um bom também no setor de seguros, começou se a vender muito mais seguros do que antes. Não se conseguirmos vender a finalidade das empresas de seguros. Então, proteger os indivíduos através da liberação de recursos suficientes para a reposição de suas perdas, então está protegendo o patrimônio do indivíduo, a seguradora promover a formação de poupança. Os prêmios arrecadados são convertidos em aplicações financeiras ou investimentos com o objetivo de garantir as operações de seguros. Então, as companhias seguradoras recebem os prêmios pagos pelos segurados. Esse valor que elas recebem, que não é pouco, não é pequeno. Esse volume muito grande, eles recebem esses valores. Eles aplicam esses valores. Essas empresas seguradoras elas aplicam esses valores e eles se tornaram os tais investe, são chamados investidores institucionais. E essas aplicações, elas são feitas com o objetivo de garantir as operações de seguro. É preciso que faz a aplicação. É preciso rentabilizar esse valor tanto para pagar os sinistros, se houver, quanto também para promover a formação de para formar poupança. Quem nós falamos dos investidores institucionais? Então, agora que nós vamos falar das seguradoras e das companhias de previdência privada, são grandes investidores institucionais, são agentes, são, são pessoas jurídicas que têm montantes enormes de recursos para aplicar no mercado deficitário. Então, eles são capazes de promover muitas melhorias. Essa poupança, muito importante são as empresas que precisam de recursos e recebem os recursos dessas grandes, desses grandes investidores institucionais. Elas podem investir, elas podem criar mais empregos, elas podem aumentar sua produtividade em série e tecnologia na produção. Então a participação desse tipo de empresa das seguradoras e das empresas de previdência dentro do sistema financeiro nacional é muito importante por esses dois lados contribuir para a minimização de sinistros. É obviamente que as seguradoras não querem pagar muito sinistro. Então, a fim de evitar as perdas, o segurador toma o aconselha medidas preventivas para proteção pessoal e do patrimônio. Um exemplo é quando as seguradoras oferecem bônus aos segurados que ficam durante toda a vigência do seguro, sem nenhum sinistro. O bônus vai de zero a dez. A cada ano que você fica sem sinistro, você aumenta um bônus. Esse bônus é um desconto em dinheiro. Você tem um desconto bônus um desconto dois. Cresce o seu desconto? Você vai acontecer o ano. Seu desconto está maior ainda no prêmio que você paga para a seguradora no quinto, até chegar no décimo, que é o desconto. Máximo que você pode ter. Se você ficar dez anos sem nenhum sinistro, você tem o desconto máximo. Se você tiver no bônus nove, e aí, você tem um acidente? Você tem o sinistro? Acontece alguma coisa? Você precisa usar o seguro. Você volta para o bônus oito. Você não quatro dez, Então você retrocede uma classe de bônus. É um incentivo para as pessoas tomarem mais cuidado. Porque as empresas seguradoras, ela se propõe a pagar o sinistro. Mas não é muito que elas gostam de fazer. Obviamente a Susepe, a Superintendência de Seguros Privados, Ela tem a atribuição de controlar e fiscalizar os mercados de seguros, previdência privada aberta, capitalização e resseguro. Está a previdência fechada. É responsabilidade de outro órgão? Não é da Susepe. A Susepe fiscaliza e controla. Vejam a diferença para o que é o órgão normativo, que fixa diretrizes que a Susepe. Ele, a Susepe foi a mão na massa. A Susepe controla a Susepe! Fiscaliza se vocês entrarem no site da Susepe, vocês vão ver as várias atribuições, os comunicados, tudo o que a Susepe propõe. Tudo que a Susepe faz no ramo de seguros está ali na página. Está muito bem organizadinha Página da pra gente obter bastante informações a respeito do funcionamento do mercado de seguros as principais funções da Susep fiscalizar as sociedades do mercado segurador brasileiro. Defender os interesses dos consumidores no mercado são se você tiver alguma reclamação para fazer. Se você tiver sido de alguns, é de alguma forma, desrespeitado Como segurado, não pagar o seu sinistro, não cumpriram o que prometeram. Você pode fazer ali sua reclamação, a sua denúncia na Susep, preservar a liquidez e a solvência das instituições no mercado. Cumprir e fazer cumprir as deliberações do Conselho Nacional de Seguros Privados, que é o órgão normativo da categoria de seguros resseguro, que é o resseguro. É uma palavra que a maioria das pessoas nunca ouviu falar. Não vamos dar um exemplo. Imagine que um grande complexo industrial, que era fazer um seguro, imagine que você tem que fazer você uma companhia seguradora, e tem que fazer um seguro de um satélite hoje uma plataforma de petróleo. Imagine o volum