A maior rede de estudos do Brasil

3 - Gestão de Estoques IIvideo play button

Transcrição


e aí, pessoal Tudo bem que vocês para só vamos continuar com a gestão de estoques. Vamos agora falar daquele pedaço. Então que a gente estava tratando dos métodos de previsão de consumo, então a gente pode lembrar o seguinte, até antecipando a uma informação de uma aula posterior, quando você tem um item chamado de estocava, eu então o material estocado significa que a demanda dele é previsível. Nós estamos estudando os métodos de previsão de consumo e agora nós vamos começar falando desse método chamado método da média móvel. Ponderada, porque a gente já viu da média móvel e atenção. Quando a gente fala da média móvel, é um método que faz o uso da média aritmética. Então você revisando aí o exemplo, os exemplos que a gente tratou na aula anterior, você vai com certeza fica esperto que lá na média, móvel, média, aritmética, como quiser chamar. Nós temos uma desvantagem, que é o não uso dos pesos diferenciados para os períodos de consumo. Traduzindo para você entender melhor, nós temos que lembrar o seguinte. Quanto mais recente soldado, por exemplo, todo o mês de dezembro, então outubro e novembro são mais próximos. Então, quero faz uma previsão para dezembro outubro, em novembro, por exemplo, são mais próximos que janeiro, fevereiro. Então, no meu cálculo ideal seria priorizar os dados de outubro e novembro, porque são mais próximos E aí a média móvel ou média aritmética não utiliza diferentes pesos. Ou seja, você tem dados antigos e dados recentes, todos com o mesmo grau de importância. Isso lá, na média móvel, média aritmética. Agora, nós vamos falar da média móvel, ponderada para a previsão de consumo. E aí ela tem um diferencial que é o peso. Ou seja, é um método que vai atribuir maior peso para os valores de consumo. Dos períodos mais recentes estão, por exemplo, se estava falando de previsão de consumo de dezembro, outubro e novembro, teria um peso maior. Por que? Porque são dados mais recentes? Nós vamos ver o modelo de questão que fala de uma olhada na Islândia. Primeiro, vamos cuidar do método metro da média móvel Ponderada, então médio. Previsão de consumo, que utiliza a média ponderada como previsão de consumo, então atribui pesos maiores aos valores de consumo dos períodos mais recentes. Por exemplo, caso o objeto seja saber, o objetivo é objetivo seria saber o provável consumo do mês de dezembro. Como eu falei, então o valor do consumo de outubro e novembro terá maior influência no resultado Que dados de janeiro, fevereiro, Porque porque outubro e novembro são mais recentes comparada? Então, com o dezembro, que é o que eu quero calcular aqui. Nós temos uma questão que eu tomei como referência para a gente poder discutir que esse método é o seguinte uma questão Zinho, que ela cobrou dados aqui de dois mil e treze para a previsão de consumo e ele deu como informações dados de dois mil e oito até dois mil e doze haverá. Então eu tenho aqui o ano. Eu tenho aqui a demanda, que é o consumo de cada ano. E eu tenho o peso, Observe que eu falei. O dado de dois mil e oito teve peso. Mas o dado de dois mil e doze tem peso cinco. Porque se eu quero, dois mil e treze, Quanto mais recente fundado no caso, dois mil e doze, maior é o peso. Maior influência. Agora, quando dado, é muito antiga, dois mil e oito, por exemplo. Então o peso menor, claro, o examinador sempre vai poder te falar. Você vai ter que falar o peso, porque você não vai deduzir o peso normalmente vem numa sequência mesmo de um dois, três, quatro, cinco e na sequência, mas aí que é o seguinte Utilizando o método da média móvel ponderada, Qual provável consumo de dois mil e treze? Bom pessoal seguinte? Aqui está o cálculo feito. Você vai entender legal, mais opção. O que nós vamos fazer? Eu pego cada valor e multiplique pelo peso respectivo. Observa que oitenta vezes um oitenta, que é o valor de demanda, vez o peso. Um. Mas veja você soma, com oitenta e cinco vezes dois, que seria no caso, agora, o segundo dado e no caso dois mil e nove vezes dois, que é o peso, mas noventa vez. Os três veja aqui noventa vezes, três mas cento e dez vezes, quando está aqui dez vezes, quatro mais cento e vinte vezes Sim, então veja que eu sou meio aqui todos os produtos de consumo vezes o peso respectivo. Então, nesse caso eu fiz o meu numerador, cada valor multiplicado pelo peso respectivo. Ótimo Agora o denominador atenção, o denominador. Está aqui mais dois mais três mais quatro, Mas sim que que é isso por aqui é a soma dos pesos. Então aqui observa mais dois, mais três mais quatro mais cinco. Essa soma que dos pesos é o meu denominador. Então aqui eu vou ter então uma conta que resultará em mil quinhentos, e sessenta sobre quinze que é igual a cento e quatro. Então a resposta do concurso seria provável consumo de dois mil e três com base na média móvel. Ponderada, que é o método que ele pediu com base na média móvel ponderada, é igual a cento e quatro beleza. Então você percebe que o cálculo é tranquilo, você tem um numerador, os dados então multiplicados, o valor de consumo, a demanda vezes o peso respectivo e o denominador vai ser no caso do somatório dos pesos. Não podemos esquecer o seguinte O diferencial e a grande vantagem desse método é exatamente utilizar diferentes pesos para os períodos de consumo, seja quanto mais recente soldado, maior vai ser o peso desse dado, maior vai ser a influência dele sobre o resultado desse provável consumo. Tudo bem, tem mais um metro da olhadinha. Esse é um metro da média móvel com ponderação, exponencial, Bom ao diferencial dele. Agora nós vamos ter. Então, um uso muito pequena, ou seja, um uso muito reduzido de dados passados. Ou seja, o método nasceu a fim de minimizar os erros gerais pelo uso de muitas informações passadas. Por isso, meta utiliza apenas três dados. Ele vai pegar a previsão de consumo do último período. Eu a usar o consumo real do último período e o valor do coeficiente de ajuste que é beta. Então o examinador vai te dizer qual era o provável consumo do último período. Qual foi o consumo real do último período e vai te dizer quem é a constante Beto? Desafio pessoal é exatamente memorizar essa fórmula, então há previsão de consumo que você quer. Então, por meio desse método, vai ser consumo real vezes beta, mais números, beta vezes o consumo previsto. Então, está aqui essa equação Zinho, que é o desafio, então para este meta, agora as questões de prova elas costumam cobrar O que é que o método tem de diferente e atenção o método. Ele traz para nós um diferencial que é o que este caso média, móvel com ponderação exponencial. Ele traz para nós, para nós um pouco manuseio, ou seja, uma minimização de manuseio de informações passadas, Porque o problema maior de você utilizar muitas informações passadas é que você aumenta essa tua margem de erro. Ou seja, você acaba ampliando essa margem de erro. Então o ideal é você ter um pequeno manuseio de informações passadas. Quanto menos informações passadas eu utilizo, menor É a minha margem de erro. E o diferencial desse método chamado média móvel, com ponderação exponencial ou média móvel exponencialmente. Ponderado é exatamente o baixo, o pequeno ou pouco uso de informações passadas. Eu utilizo só dados do último período, pode observar que a gente só utiliza dados do último período. Eu pego a previsão de consumo do último período, ou seja, o dado de consumo do período passado previsto e o dado real. Ou seja, no mês passado. No ano passado, por exemplo, fiz uma previsão. Então esse é o consumo previsto. Mas quando aconteceu o ano, eu tive um consumo que foi um real. Pode ser igual a previsão ou não? Então, vou utilizar o consumo real e o consumo previsto no último período. E essas duas informações são tomadas como referência, somadas com o custo. Ou melhor, com a constante beta quer a constante de ajuste e aí o ideal é você lembrar o seguinte O que este método tem de interessante uma ideia de autocorreção. Ele promove uma autocorreção porque porque quando se fala dessa constante de ajuda de ajuste que é beta, ela vai tentar definir o valor dado a essa ponderação social. Entendeu? É o seguinte Na