A maior rede de estudos do Brasil

8 - Gestão de Distribuiçãoplay_circle_filled

Transcrição


e aí pessoal vão mais uma aula que para a gente, então trabalhar mais tópicos da gestão de distribuição, vamos então dentro da administração de materiais, trabalhar com aquela parte que fala de transporte, de frete. E ainda fala um pouco mais sobre a questão do armazenamento. Nós falamos, em aula anterior sobre a questão de técnicas de armazenamento de materiais, sendo que essas técnicas são aquelas políticas mais adequadas os métodos mais adequados para poder fazer uma chamada, o melhor aproveitamento do chamado melhor aproveitamento do espaço disponível. E aí nós temos vários que a gente pode até revisar que agora eu tenho a chamada estocagem fixa. Eu tenho a estocagem livre, vão recorrer dessas duas quando fala de fixa. É quando eu tenho endereçamento fixo para cada tipo de material. Então tem uma grande vantagem. Você dispõe de um local fixo para cada material? Você tem a questão da organização. Além disso, a gente vai perceber que não há. Não há um favorecimento do uso de todo o espaço disponível, porque determinado lugar às vezes está disponível. Mas eu não posso colocar qualquer material lá por causa da estocagem, chamada de fixa. Então, você tem aí a organização e a celeridade para encontrar os materiais, mas, por outro lado, você vai encontrar problemas quanto ao aproveitamento do espaço disponível. Agora, a tensão sobre a estocagem livre nós vimos que é uma técnica que tende a guardar materiais quaisquer em local que esteja então disponível. Então, você não tem um endereçamento definido e fixo para cada material, exceto para aqueles que exigem estocagem especial. Então, o foco no que estou falando, se de repente você utiliza uma técnica de estocagem livre, como regra você guarda o que quiser, onde quiser. Mas tem um detalhe, mesmo que a técnica seja de estocagem livre. Se eu tiver materiais de armazenamento especial, os corrosivos, tóxicos, inflamáveis, coisa do tipo você então, vai colocá los em um endereço fixo. Mesmo que a técnica seja de estocagem livre. Materiais de estocagem especial, você armazena no local fixo. Por isso, é certo dizer, pensando que vou dizer, é correto dizer que seja na técnica de endereçamento fixo, seja na estocagem livre. O endereçamento é imprescindível, seja ela é extremamente necessário. Sendo assim, a gente também falou de Raqqa, por exemplo. Aqui é uma técnica de estocagem que vai, na verdade, ser adequada para guardar materiais longos e estreitos. Nós temos então até naquela ao anterior, algumas imagens que apresentam esse pacto para materiais longos e os três canos de PVC, tubos de metal e coisas do tipo a gente tem na técnica de Raqqa. A gente falou que castiga a venda para materiais de pequeno volume. Nós falamos da unitização tá lembrado técnica de armazenamento que busca juntar vários volumes para formar uma carga só. E detalhe lembra do que eu te falei Quando nós estamos tratando dessa estrutura de unitização, eu posso juntar vários volumes de materiais fazendo uso de paletes que eu vou chamar de palete zação e fazendo uso de contêiner, por exemplo, que aí eu vou ter de qualquer forma, a junção de vários volumes de materiais a fim de formar uma carga só essa política de unitização, chamada também de carga unitária, ela visa a visa trazer para nós a possibilidade de transportar materiais diversos por meios mecânicos, como se fosse uma única unidade. Hoje eu começa a se viu então, falando para você sabe o que é sobre o leiaute? Leiaute? A grosso modo, seria uma melhor disposição física, um desenho onde você poderia dizer que é o mais adequado para dispor materiais, objetos, equipamentos de pessoas. Você pensar um leiaute de qualquer lugar. A gente vai perceber que nada mais é do que a melhor disposição física dos materiais, dos objetos equipamentos. Estou aqui, por exemplo, nesse estúdio a gente tem uma posição para cada material onde vocês estão, está percebendo que cada tipo de estrutura que compõe esse estudo, ela tem um local definido, tem um local certo, mais adequado. E é por isso que a gente vai perceber que o leiaute ele é super relevante para qualquer cenário de organizações públicas privadas com fins lucrativos ou sem, vamos começar falando disso. Não adianta Bogotá E o leiaute? Então pode ser escrito aqui do português, ou então na estrutura aqui do inglês, com os dela se leiaute a melhor disposição física de materiais das máquinas das pessoas. O leiaute deve ser observado nas organizações, a fim de garantir a otimização no uso do espaço. Facilitar também os processos, tornar mais otimizado para garantir a melhor disposição. É necessário, então, para analisar as características do produto, as dimensões dele, por exemplo, o volume. Também é necessário observar sequência das operações, o custo dessa movimentação, a edificação que a gente tem muita coisa para tratar, lembrando. Por exemplo, se tiver materiais empilhados aqui, por exemplo, essas caixas estão empilhadas, é necessário saber que essa distância mínima da mercadoria para o teto ela é de setenta centímetros, por exemplo, a distância mínima da mercadoria para as paredes laterais de cinquenta centímetros. Então, esse aqui toda a estrutura do leiaute a gente precisa descobrir, então estão dentro dessa estrutura. Lembre se haverá distribuição de materiais e essa distribuição ela ocorre no caso para nós, considerando ela como um estágio pelo qual mercadoria chega até o usuário final, a distribuição ela pode ser por pressão, por requisição, Imagine por pressão. Ocorre através de tabelas de previsão que justificam a necessidade de mudar, dizer para vocês Suponha que então, lá da organização que você trabalha, você vai ser nomeado, então no órgão que você tanto almeja, aí ia entrando lá. Você percebe que toda sexta feira chega um pessoal e entrega resmas de papel a quatro sem ninguém ter solicitado. Olha só se você recebeu materiais para o funcionamento do teu departamento sem que ninguém tivesse solicitado. Essa distribuição é chamada por pressão, porque certamente existe uma tabela de demanda de necessidade. Existe uma pressão por meio da demanda que já era conhecida, que faz com que naturalmente seja feita a reposição de materiais. Não tem o setor. Agora veja se fosse o inverso. Suponha uma situação diferente. Toda segunda feira você tem que ir até o setor de distribuição e dizer estou precisando de quarenta mesmas. Veja nesse caso aí não estou falando de pressão, ainda estou falando de requisição. Ou seja, você teve que requisitar para que a mercadoria viesse. Não foi por pressão que é um acontecimento natural, devido à demanda que já era conhecida da olhadinha, então, por pressão, ocorre através de uma tabela de previsão que justifica a necessidade. Então, neste distribuição, tem se o processo facultativo, ou seja, ninguém realizou a solicitação ao material de limpeza. Material de escritório, por exemplo, por requisição é um modelo tradicional e ocorre através de uma solicitação do usuário. O usuário só recebe se solicitar, então é por requisição. Ele recebe, mesmo sem solicitar por pressão nessa estrutura, a gente acabou pulando de leiaute para distribuição, Mas eu vou voltar falando de leiaute, leiaute, já que a melhor disposição física interessante você saber também o seguinte Existem três tipos de leiaute que são mais tradicionais de se cobrar em prova. Leia aqui a melhor disposição física dos materiais, os objetos dos equipamentos, das pessoas. De fato, você já está sabendo força. Tem que saber que existe um leiaute por produto. Ou seja, você divide aí a sequência por produto. Existe o leiaute também por processos e existe um leiaute chamado de estacionário. Então todas essas são as estruturas de leiaute estacionarem aquele quando você pensa no navio? Quando se monta um navio, ele fica naquele local e passam os processos ao redor dele, então estacionário por produto. Quando a sequência se divide por produto por processo, quando acontece uma divisão por processo e o leiaute, Como eu disse para vocês é referente inclusive a melhor disposição física de pessoas, não somente de máquinas, objetos, equipamentos, não de pessoas também