A maior rede de estudos do Brasil

11 - Gestão de Comprasplay_circle_filled

Transcrição


e aí, pessoal, tudo bem que vocês. Sou tranquilo agora. A gente vem aqui estudando uma parte da administração de recursos materiais que eu posso até associar com a licitação lado Direito Administrativo com a Lei oito Meia minha meia, até algumas coisas a gente pode combinar falar também para poder, o assunto fica mais interessante. Mas vale a pena você lembrar que nós vamos falar aqui da gestão de compras, onde a gente vai falar, das teorias e dos aspectos da gestão de compras, que não estão obrigatoriamente vinculadas a licitação, são conceitos importantes para sua prova. Já no nosso módulo da parte, exercícios, a gente está fazendo questões. A gente vai perceber, naturalmente, que o examinador tem cobrado muitas questões sobre esse tema, mas são questões fáceis. A gente precisa estudar o caminho aqui. A sequência compreender a lógica desse processo de compras e vai dar certo porque você vai entender bom para começar. É importante saber o seguinte o processo de compras eles se orienta em alguns pilares. Por exemplo, nós estamos falando do preço, O preço então, extremamente relevante. Já teve tempos em que a gente falava de preços como único critério. É lógico que hoje Em tempos modernos, o preço não é aquele que fala mais alto sempre. Nós podemos, às vezes, abandonar esse critério, menor preço, visando um produto de maior qualidade, por exemplo, visando mais celeridade na entrega, melhores condições de pagamento, por exemplo. Bom, nesse caso, vale a pena destacar o seguinte Além do preço, a qualidade e a celeridade, a rapidez para encontrar os materiais são tópicos relevantes da administração, de materiais. E aí você precisa comigo aqui, tentar fazer uma análise de todo esse processo, que não é difícil. Não vamos começar a moradia, então que a gestão de compras, pilares do setor de compras e etapas do ciclo de compra disse a quem que vai estudar. Agora, bom são atributos essenciais para um bom processo de compras. O Bompreço, a qualidade, a celeridade e, nesse caso, aqui, preço, qualidade e celeridade. Eles são tópicos, são atributos que dificilmente eles se combinam em casos normais, porque veja quando você consegue um preço muito bom, normalmente você já fica preocupado com a qualidade do produto. E nesse sentido a gente tem que como um gestor achar um equilíbrio entre esses três atributos, buscar um bom preço, buscar uma qualidade desejável e Além disso, a gente buscar maior rapidez nesse processo de suprimento, até porque, a celeridade ela pode gerar um problema em toda a cadeia produtiva, se não for de ordem normal. Ou seja, se tiver atraso, se tiver alguma falha, uma situação atípica nesse processo de suprimento, como lentidão nesse suprimento, isso pode gerar problemas em toda a cadeia de produção da organização em todos os setores dessa instituição. Então, a gente começa mostrando que, além desses critérios, quais são as etapas desse processo, vão morar, então, etapas do processo de compra? A primeira coisa que nós temos aqui, que falar sobre a análise da necessidade de material bom, a administração de materiais, o processo de compras dentro da administração de materiais, Ele traz uma necessidade de que todos nós, como gestores, a gente busque de alguma forma suprir as necessidades da organização, dos clientes internos e dos clientes externos, pois nesse sentido pessoal, é inevitável conhecer as demandas de cada setor. É imprescindível conhecer as demandas de cada setor. Quando a gente pensa então no levantamento das necessidades material teoricamente, você então precisa da sinalização por parte dos órgãos, por parte das sessões que estão distribuídas ao longo da organização e nesse sentido queria que você se concentrasse no seguinte, quando a gente pensa num processo de suprimento dentro de uma organização, a gente pode refletir a respeito e perceber que, às vezes, quando a gente está falando de alguns materiais como os de escritório, é muito comum a gente ter uma distribuição deles na organização por pressão. Como assim distribuição por pressão presta atenção a distribuição de materiais dentro das organizações. Ela vai ocorrer ou por pressão? Ou a gente vai ter essa distribuição por requisição? Olha, o nome talvez seja sugestivo para você uma coisa quando você solicita o material, então você, integrante daquela sessão solícita, requisita parte de materiais. Nesse caso, a requisição é uma das formas de receber esse material por meio de uma requisição. Mas também tem casos em que você nem requisitou e alguém vai abastecer com esse material. Acontece muito com materiais de escritório, onde chega na nossa sessão uma resma de papel a quatro, por exemplo, um tonner para impressora. E aí esses materiais vão chegar mesmo sem você requisitar, porque porque existe uma planilha e um histórico de demanda? Existe aí precedentes. Existem informações disponíveis que sinalizam aquela necessidade, mesmo sem você requisitar. Então, atenção porque estou te falando na distribuição de materiais. Ela pode ocorrer, na verdade, por pressão, que é naturalmente sem a requisição de ninguém, por meio de tabelas de análises, por meio de tabelas e planilhas que sinalizam essa demanda ou pode ocorrer por requisição, que é quando você, componente daquele setor requisita, solicita material? Então seria por requisição, como nome sugestivo você vai lembrar tranquilamente. Bom. Além disso, é preciso entender o seguinte quando os setores da instituição sinalizam a necessidade, indicam as demandas e as necessidades daquela sessão daquela organização. O gestor de compras tomando conhecimento acerca do que deve comprar, do que é necessário comprar, ele vai tentar fazê lo com bastante qualidade para que ele possa de alguma forma atender cem por cento do nível de serviço logístico. Aliás, a atenção do que estou falando, quando a gente está falando dessa estrutura, que representa a sinalização da necessidade, ela é necessária para o setor de compras para que eles saibam que deve ser comprado. Então essa primeira etapa, se você olhar os lados, então tá. E a análise da necessidade material é só a primeira etapa onde então cada setor sinaliza Essa necessidade. No segundo momento, coloquei a cotação de compras, sabe que a cotação de compras representa uma análise de preços e fornecedores respectivos. Então, a cotação ela se destaca dentro do processo de pesquisa, por ser uma análise de preços e fornecedores respectivos. É lógico que a gente pode entender que a cotação ela faz parte da pesquisa e ela é necessária para a escolha do fornecedor. Aliás, de modo geral, se estabelece uma regra que, para poder escolher um fornecedor, é necessário. No mínimo, são necessárias no mínimo três, no mínimo, três cotações. Então, são necessárias no mínimo três cotações, ou seja, uma análise de três preços de fornecedores e classe distintos. Então, a gente fala de cotação como sendo uma análise, uma pesquisa de preço propriamente na sequência. Veja Eu tenho a pesquisa de mercado bom essa pesquisa pessoal, ela se destaca por ser um processo contínuo, ela é um processo contínuo e dinâmico. Ela é um processo contínuo e dinâmico, e ela envolve a análise de fornecedores ativos, fornecedores potenciais, ou seja, fornecedores que já me forneçam os ativos e também fornecedores potenciais, aqueles que têm potencial para me fornecer. Essa pesquisa envolve materiais mercado como um todo preços, fornecedores e aí vale a pena entender que o mercado ele tem uma dinâmica significativa. E se o mercado tem uma dinâmica significativa, naturalmente a pesquisa deve acompanhar por isso. A pesquisa é um processo contínuo e dinâmico, e isso a gente não pode perder de vista, lembrando que a pesquisa inclui também uma análise de preço, ou seja, a cotação está presente aí, tudo bem, não votar as lajes. Outra coisa que a gente vai analisar que o cadastro de fornecedor, o cadastro de fornecedor, ele para nós ou posso dizer também manutenção de cadastro, fornecedor. Ele para nós é uma ferramenta essencial, porque quando a gente fala de cadastro de fornecedor, vale destacar que normalmente, normalmente eu posso colocar isso