A maior rede de estudos do Brasil

6 - Evolução da Administração Pública Gerencialismo e PDRAEvideo play button

Transcrição


va personalidade jurídica a personalidade jurídica ainda da autarquia da fundação pública, que tem um planejamento estratégico e desenvolvimento e procura o ministério de origem para poder firmar esse contrato de gestão. Como assim? Ministério de Origem do Direito Administrativo Vocês precisam saber que toda autarquia, fundação pública, sai da estrutura da administração direta ou que estão, por exemplo? Nós temos o Inmetro. O Inmetro saiu da estrutura do Midic, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Então, se eu tiver que firmar contrato de gestão para se tornar uma agência executiva, ele vai firmar esse contrato de gestão. Como e de que esse exemplo que voltar para vocês olha de novo aqui, para a tela. Então nós temos aqui de um lado o Midic permite que a gente medica assinou contrato de gestão com o Inmetro, que é uma autarquia ou inmetro. Ao fazer isso, merda não foi mal. Ao fazer isso, o Inmetro se torna uma agência executiva e a única agência executiva de que se tem notícia na estrutura do Brasil foi um fenômeno que não deu muito certo. A publicização deu certo. As autarquias e as fundações públicas não procuravam seus ministérios de origem para firmar contrato de gestão e ficar mais autônoma. Que é isso que o contrato gestão faz, amplia a autonomia na produção de bens e serviços para a sociedade e a gente começa a ampliar o controle, finalística o controle de resultados a posteriori e não controle de processos. Porque dentro do contrato não importa como você presta serviço. Importa que você entrega os resultados dentro dos padrões de tempo, quantidade, qualidade firmadas no contrato de gestão. Aí você recebe recursos para entregar mais e melhores resultados. Quando a agência executiva assim se torna, ela fica mais livre ela tem uma autonomia e ela pode dispensar, por exemplo, licitação com dez por cento. Aliás, com vinte por cento da modalidade convite, quando antes era só dez por cento, passa a ser vinte por cento que dá mais autonomia em liberdade gerencial. Para essas agências autônomas ou agências executivas, que são títulos não são agências reguladoras. Porque agências reguladoras nascem na lei, agências reguladoras e são todas hoje existentes no Brasil, de autarquias de regime especial. Então, não mistura autarquia. Desculpa, não mistura a agência executiva, que é um título com a agência reguladora, que é uma figura jurídica do universo do mundo administrativo, está não confundiam com outro beleza. Seguinte objetivos para o núcleo estratégico aumentar a efetividade, no que estratégico de forma que os objetivos democraticamente acordado seja adequada, efetivamente alcançados para isso, Modernizar a administração burocrática que, no núcleo estratégico ainda se justifica olha, só ainda se justifica pela sua segurança e efetividade por meio de uma política de profissionalização do serviço público que ficou precário na época da burocracia, ou seja, uma política de carreira, a valorização de carreiras de Estado, de concursos públicos anuais de programas de educação continuada permanentes de uma efetiva administração salarial, ao mesmo tempo em que se introduz um sistema burocrático no sistema burocrático, uma cultura gerencial baseada na avaliação de desempenho, é importante a gente desse concurso anual Cadeia, todo ano quer concurso todo ano passe? Não, né? Houve um tempo bala seguindo dotar o núcleo estratégico de capacidade gerencial para definir, supervisionar os contratos de gestão com as agências autônomas. Quem são as agências autônomas, mesmas agências exerce cultiva responsáveis pelas atividades responsáveis como pelos serviços não exclusivos do Estado, realizados em parceria com a sociedade, seguindo objetivos para as atividades exclusivas, transformam as autarquias e fundações públicas que possuem poder de Estado em agências autônomas, ou seja, agências executivas, como já em si, nem para vocês administrada segundo o contrato de gestão. O dirigente escolhido pelo ministro segundo critérios rigorosamente profissionais, mas não necessariamente dentro do Estado, terá ampla liberdade para administrar os recursos humanos, materiais e financeiros colocados à sua disposição, desde que atinge os objetivos qualitativos e quantitativos, ou seja, indicadores de desempenho previamente acordados, onde no contrato de gestão, ou seja, ampliar autonomia gerencial. Para isto substituir a administração burocrática rígida voltada para o controle a priori de processos pela administração pública gerencial, baseada no controle a posteriori, os resultados e na competição administrada. Fortalecer práticas de adoção de mecanismos que privilegiem a participação popular, tanto na formulação quanto na avaliação de políticas públicas, viabilizando o controle social das mesmas, seguindo objetivos para os serviços não exclusivos, transfere para o setor público não estatal esse serviço que é o público, não estatal, gente, são as organizações privadas sem quinze lucrativos, ou seja, essas organizações sociais, por meio de um programa de publicização, transformando as atuais fundações públicas em organizações sociais, ou seja, entidades de direito privado, sem fins lucrativos, que tenham autorização específica do Poder Legislativo para celebrar contrato de gestão com o Poder Executivo e assim, ter direito a dotação orçamentária para extensão nisso. Dotação orçamentária, Quando uma organização social só uma organização social e não tem contrato de gestão, ela não recebe recurso público, recebe recursos públicos, não é obrigada a licitar. Se não receber recurso público, não é obrigado a prestar contas, mais uma vez, que, com autorização legislativa celebra se esse contrato de gestão com ela é obrigada a prestar contas dos valores relativos aos recursos repassados pela pelo ministério, porque então ela vai ter que prestar contas. Ela vai ter que licitar e é vedado a aferição de lucro, ainda que possa ser cobrado pelos serviços prestados oquei, desde que não seja para auferir lucro. Volta aqui lograr assim, uma maior autonomia, uma consequente maior responsabilidade para os dirigentes desse serviço. Tradicionalmente, um controle social direto desse serviço por parte da sociedade, por meio dos conselhos de Administração, extremamente importante isso, mais amplamente, fortalecer práticas de adoção de mecanismos que privilegia a participação social, tanto na formulação quanto na avaliação do desempenho da OAS, viabilizando o controle social e lograr finalmente uma maior parceria entre o Estado e que continuará a financiar a instituição, a própria organização social e a sociedade a que serve, que deverá também participar minoritária mente do seu financiamento via compra de serviços e a adoção? A extensão é uma entidade privada sem fins lucrativo, certo? Certo. Pode cobrar pelos serviços prestados? Pode, pode auferir lucro, não pode receber doação, Pode para benefício próprio? Não para que, para reverter esse valor para a sociedade, em termos de produtos e serviços, o que pode ser cobrado gente, serviço? Pode? Pode, sim, desde que não seja para auferir lucro que esse valor seja revertido para a própria prestação dos serviços, O que pode e pôde, seguindo aumentar, assim, a eficiência e a qualidade dos serviços, atendendo melhor o cidadão cliente a um custo menor. Olha só que interessante É isso que se objetiva, seguindo objetivos para a produção, para o mercado que aquela feita pelas estatais. Dar continuidade ao processo de privatização por meio do Conselho de Desestatização, reorganizar e fortalecer os órgãos de regulação dos monopólios naturais que forem privatizados, órgão de regulação, leci agências reguladoras Implantar contratos de gestão nas empresas que não puderem ser privatizadas sempre contrato de gestão, não só com esse, não pode ser com a empresa, também está bom. Então, olha que gente pergunta o papel da regulação importante quando se privatiza mais? Privatização é que faz surgir a agência reguladora. Não. Elas se tornam mais importantes. Por exemplo, o petróleo nacional não foi desestabilizado, não foi privatizado. Mas a gente tem uma agên