A maior rede de estudos do Brasil

y2mate com - psicologia_da_educaao_e_da_aprendizagem_unidade_1_-Pcu-vGPQhU_360pvideo play button

Transcrição


Olá, seja bem vindo a disciplina de psicologia, da educação e da aprendizagem, só o professor, a maior alegria na Bayer Floriani, mestre em educação e docente dessa disciplina. Nessa disciplina, vamos estudar alguns conceitos relacionados à psicologia, a educação e a aprendizagem e as relações entre essas áreas, a contribuição de ambas com o foco voltado ao processo de ensino e aprendizagem. Ao contemplar a aplicação da psicologia à educação escolar, o primeiro tópico desta unidade abordará a importância dessa disciplina. O que é a psicologia da educação? O que é aprender? Como aprendemos tipos e ambientes de aprendizagem, motivação e incentivo no processo de ensino aprendizagem. No tópico dois vamos aprofundar as relações e implicações, a psicologia da educação e da aprendizagem e a prática da psicologia escolar. No terceiro tópico, vamos ver que existem diferentes modalidades educação, educação formal e informal e não formal, as relações entre a escola e sociedade e as diferenças entre a psicologia educacional, Psicologia escolar e Psicopedagogia. Já no tópico quatro, veremos todo o processo da psicologia no Brasil, sua origem, seu desenvolvimento, discursos teóricos, técnicas e as pesquisas da área, as tendências e as concepções atuais na psicologia da educação e o trabalho do psicólogo nas escolas. Enfim, essa disciplina abordará as relações entre os processos, entre os processos de desenvolvimento, desculpe e aprendizagem humana, e permitirá você acadêmico compreender de maneira mais específica a amplitude do processo de aprender. Vamos ao tópico. Esse tópico será dividido em quatro itens. No primeiro, vamos abordar porque estudar psicologia da educação e da aprendizagem apresentaremos a contribuição da psicologia da educação, o conceito e as características. A aprendizagem no segundo item será discutido sobre o que devemos aprender para sobreviver no meio, com segurança e eficácia. No terceiro, veremos como aprendemos e as formas. Aquisição das habilidades Finalmente apresentaremos a motivação e o incentivo no processo de aprendizagem descrevem dos seus conceitos e sua importância no processo de ensino aprendizagem. Conhecimento aprendizagem Como se aprende como ensinar a fase do desenvolvimento a diversas observações e teorias que tentam explicar o processo de aprender tanto na área da psicologia como da educação. Afinal, a aprendizagem integra os elementos como objetivo biológico, social, psíquico e cerebral, sendo portanto um fenômeno bem complexo que ocorre em um determinado momento histórico e desde uma cultura particular. Toda essa complexidade nos mostram, porque a aprendizagem é um processo contínuo literalmente de viver e aprender as nossas primeiras lembranças. Normalmente vem do jardim de infância ou dos pais, mas as lições sobre a vida se inicia um antes do nascimento. Já na vida uterina, o que a mãe come respira e sente, pode ser transmitido para o feto e permanecer por toda a vida, pois o caminho para atingir o crescimento, a maturidade e o desenvolvimento como pessoas em um mundo organizado, cujas interações com o meio nos permitem a organização do conhecimento, é a aprendizagem. E a psicologia da educação busca empregar os princípios e as informações que as pesquisas psicológicas oferecem acerca do comportamento humano para tornar mais eficiente o processo. Ensino aprendizagem A contribuição da psicologia da educação abrange dois aspectos fundamentais, conforme nos escreve Pilek, em seu livro Psicologia Educacional, da Editora Ática, ele coloca sobre a compreensão do aluno compreensão de suas necessidades, suas características individuais e seu desenvolvimento nos aspectos físico, emocional, intelectual e social. O aluno não é um ser ideal, abstrato, é uma pessoa concreta, com qualidades e preocupações. Ele nos fala também da compreensão do ensino aprendizagem, do processo ensino aprendizagem. Para o professor, não é suficiente apenas conhecer o aluno, é necessário que ele saiba como funciona o processo de aprendizagem, quais os fatores que facilitam o prejudicam a aprendizagem, Como o aluno pode aprender de maneira mais eficiente, além de outros aspectos ligados à situação envolvendo o aluno ou professor e a sala de aula? Assim, a psicologia da educação estabelece um conjunto de relações estáveis entre sujeito e objeto. A ação do sujeito estruturada por dados internos e externos constitui determina a motivação da observação. Ou seja, o estudo do homem se viabiliza quando é considerada a mediação recíproco a essa troca entre sujeito e objeto. Isso é, esses aspectos estão em interação constante. Por isso, é útil aos professores conhecer as teorias predominantes desenvolvidas pelos psicólogos aprendizagem, para que entendam a orientação do ensino nas escolas atuais e optem pela prática escolar que desejarem. Será que se o professor explicar com detalhes, a criança aprende melhor? Como os pais devem explicar as coisas para uma criança? Se deixarmos agir livremente, montar quebra cabeças, brincar com pedrinhas, estará aprendendo o que ela está aprendendo. E se a criança não aprende, será sinal de algum distúrbio sobre esses tipos de questões que a psicologia da educação pode refletir Portanto, estudar psicologia da educação e da aprendizagem é importante para construir uma prática pedagógica que possa garantir a todos e todas as crianças um processo de aprendizagem significativa. Mas afinal, o que devemos aprender? Essa questão? Aprendizagem significativa nos faz mesmo pensar sobre isso, o que devemos aprender Basicamente, temos que lembrar que devemos aprender como nos comportar no meio social. Isso engloba sobrevivência, desenvolvimento técnicas, meio social e a vida em si, ou seja, para sobreviver no meio, os indivíduos precisam conhecer uma série de características desse meio e a maneira como devem se comportar eficazmente diante dessas características. Outro ponto importante, como aprendemos, já vimos que aprendemos pela prática, pela vida social, pelas explicações, o porquê das coisas e pelas teorias científicas. Mas como isso acontece basicamente, pela observação, imitação os adultos tem papel fundamental em relação a isso para com as crianças. Quando falamos do conhecimento cotidiano, aquela observação é a imitação do dia a dia. Já em relação ao conhecimento do mundo social, mais do que a observação, imitação, temos a participação como elemento essencial. A escola surgiu para transmitir habilidades instrumentais, produto da acumulação cultural, com a escrita e a leitura. Desculpe, mas está muito além disso, compartilhando assim o conhecimento científico. O conhecimento científico é aquele que os cientistas buscam com métodos que variam de uma ciência para outra. É um conhecimento que tenta encontrar as causas e os princípios gerais e que está em contínuo desenvolvimento, motivo pelo qual seus resultados são isso sempre como provisórios o conhecimento construído na escola sistemático, organizado, baseado em princípios universais e muitas vezes oposto ao conhecimento cotidiano, porque se fundamenta justamente em hipóteses que aparentemente contradizem a experiência imediata. Aqui é fundamental que saibamos para que alguém aprenda. É necessário que quem irá aprender ninguém consegue ensinar nada, uma pessoa que não quer aprender. Por isso, é muito importante que o professor saiba incentivar os seus alunos, provocar interesse, curiosidade e entusiasmo, vontade, pesquisa, estímulo, o amor pelo conhecimento, problematização do conteúdo são algumas estratégias que contribuir nesse processo e que deveriam ser mais empregadas Na prática docente. A motivação deve partir dessa prática docente do interesse do aluno e da necessidade de conhecer, tendo o conteúdo obrigatoriamente significação e que a interação entre professor e aluno não sofra nenhum bloqueio ou outro tipo de interferência que funcione como inibidor da aprendizagem. Motivação psicologicamente é o processo que se desenvolve no interior do indivíduo e impulsiona a agir mental ou fisicamente em função de algum indivíduo motivado, encontro disposto a despertar esforço