A maior rede de estudos do Brasil

Extensivo Quimica - Aula 09 - Reacoes Quimicas - (parte 1 de 1)video play button

Transcrição


agora beleza. Hoje a gente começa com mais uma hora. O vestibulando já veremos hoje reações químicas Antes, porém, o pessoal queria deixar um recado para vocês. Inscrevam se no nosso corredor YouTube, porque só assim vocês vão ficar a par de todas as nossas novidades. Beleza pessoal como a gente para acredita na mão. Notas iniciais Está extremamente dependente das aulas anteriores, principalmente as aulas de ácidos, bases, sais e óxidos norte. É completamente absurdo você tentar a primeira reações químicas sem você saber. A respectiva nomenclatura que envolve ácidos borges, sais e óxidos não faz sentido, ou seja, não continuem sem que você tenha esta base mínima. Muitos conceitos que vão ser mostrados ao longo desta aula são normalmente evitados pelas provas mais modernas. Vocês vão perceber que ao longo desta aula, nós vamos abordar vários assuntos que podem ser classificados, infelizmente, como algumas decorebas e realmente algumas delas são inevitáveis, só que na maioria dos casos, esses tipos de imunizações são evitados pelos vestibulares atuais. Por exemplo, a tabela de solubilidade normalmente não é cobrado. Só que existem algumas exceções, Por exemplo, no caso de formação de gases muito conhecidos, como o gás carbônico, algumas reações de reutilização Reações de ácido base que você já sabe que o ácido base fornece sal, mais água, Esse tipo de ação mais comum pode se isso é cobrado, Então fica atento e finalmente o balanceamento de equações não vai ser ainda estudado plenamente na onde hoje nós teremos uma aula no futuro, onde aí sim, a gente vai falar um pouco mais sobre o balanceamento de equações, tanto por tentativa quanto também através de um outro método conhecido por óxido redução, a gente vai tornar a falar disso na próxima aula vão a gente introdução a química, como vocês bem sabem por excelência a ciência da transformação. Exatamente por isso, o conceito de reação química é muito presente. A gente até pode dizer que a ideia mental direta que nós fazemos, a própria química, a transformação de uma série de reagentes e uma série de produtos. Pois era então nós temos alguns exemplos e contra exemplos relacionando tanto reações químicas quanto meras mudanças físicas. O que a gente vai falar agora? Ou supor que vocês tenham uma folha de papel, essa folha de papel? Ela possui algumas características que são muito perceptíveis. Por exemplo, o próprio vocês sabem que é branco. Se vocês colocarem uma determinada quantidade de papel, uma balança e também utilizarem uma régua, é facilmente possível de descobrir a densidade do papel. Isso é tranquilo E a gente sabe também que se nós fizermos bolinhas ou aviões isso outro tipo de mudança mais superficial, como por exemplo rasgar a folha. Isso não vai fazer com que o papel deixe de ser papel, ou seja, as características inerentes que permitem que a gente identifique aquele pedaço de folha, como, por exemplo, a cor e a densidade vão permanecer. Se você pega uma folha de papel e rasga aquela folha de papel, se era branca, continua branca. Ou seja, esse tipo de alteração não é o suficiente para que nós possamos caracterizar tal mudança como sendo uma mudança química. Isso é meramente uma mudança física. Agora, se a gente queimar a dita Folha, a gente vai perceber vários tipos de mudanças. Nós vamos perceber o escurecimento, o desprendimento de fumaça, a folha se torna menos flexível, mais quebradiça e muitas outras evidências que vão permitir a gente dizer que realmente houve uma mudança estrutural mais notável. E é exatamente essa mudança estrutural mais notável que vai evidenciar a reação química. Outro exemplo Se eu pegar um pedaço de vela, quebrar ao meio picotar a vela, continuou se novela, mas seu queimar o perceber tanto a produção de luz quanto também o desprendimento de gás, ou seja, a queima de uma vela, também é um exemplo que evidencia o processo de uma reação química tranquilo e vamos a gente estrutura básica de uma reação. Uma reação química vai possuir dois lados o lado dos reagentes e o lado dos produtos. Obviamente, a gente pode ter um ou mais agentes e também podemos ter um ou mais produtos. Não existe uma obrigação contra isso. Nesse caso, a gente vai observar uma reação muito simples a reação, o ferro metálico com enxofre. Quando nós reagimos ferro com enxofre, vai ocorrer a produção de um outro tipo de material e esse novo material que é formado a partir dessa reação, no caso é o sulfeto ferroso. Se nós observarmos as características iniciais tanto do ferro quanto do enxofre, elas são muito diferentes das características do sulfato ferroso, por exemplo, o ferro. Ele tem aquela cor típica cinza metálica característica dos metais. Já o enxofre é um amarelo brilhante e o sulfeto ferroso é um material bastante escuro, muito diferente desses caras. Além disso, o ferro possuem propriedades magnéticas seu aproximar antes dessa reação acontecer um pedaço de lima o ferro vai grudar no clima. Já quando a reação ocorre, termina de acontecer. Se você aproximar o clima perto desse cara, você vai perceber que não existe nenhum tipo de atração, ou seja, esse cara é muito diferente dos caras que originaram. Isso significa que nós temos aqui várias evidências de que realmente houve uma reação química também na reação química. Existem dois lados típicos o lado dos reagentes e todos os produtos e os reagentes se combinam para formar o produto ou os devido os produtos, nós também podemos ter. Conforme já disse, apenas um reagente divulgou a gente olha só a reação! Essa receita é evidenciada por alguns fatores. Primeiro, conforme já tinha dito, se a gente tem cores diferentes e inicialmente o produto possui uma coloração mais escura, o ferro possui características magnéticas. Após a reação, qualquer indício desse comportamento desaparece, ou seja, esse cara não é atraído pelo ímã. E é lógico através de todos esses processos de mudança, a gente pode realmente dizer que uma reação química aconteceu a noção de balanceamento pessoal, uma vez que a gente já sabe mais ou menos o que é uma reação química, é importante que a gente estude agora a representação da tal reação. Então, por exemplo, que nós temos uma outra reação química na qual o gás hidrogênio reage com o gás oxigênio e forma água, existe um problema com essa reação. E qual o problema? Bom realmente. Se não reagirmos hidrogênio oxigênio, nós teremos a formação de água. Só que uma reação química possui duas funções, primeiro informar o que está acontecendo, quem são seus agentes que são os produtos. Isso realmente está sendo feito, mas além disso, nós precisamos de uma outra informação que também precisa ser mostrada, que é a proporção na qual esses caras reagem. Se não olha que acontece, nós temos dois que eu estou representando através de duas bolinhas brancas. Nós temos ou dois que nós estamos representando através de duas bolinhas grandes, rosadas, e nós temos um ou dois jogos, um gol, uma bolinha rosada, dois hidrogênios, duas bolinhas brancas. Vamos fazer a contagem? Nós temos aqui, aparentemente duas bolinhas, mas duas bolinhas, quatro bolinhas, digamos assim que reagindo, fornecem apenas três bolinhas. Isso leva a gente é um certo absurdo, porque na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma a aceitação do grande mestre. Sala vazia. Olhando essa reação dessa forma, nós podemos concluir de maneira errada que um dos átomos de oxigênio simplesmente desapareceu da reação. É exatamente por isso que a reação dessa forma está incorreta, porque ela não representa ainda plenamente aquilo que está acontecendo de fato. Agora, olha, por exemplo, está outra reação já balanceada. Nós temos dois alargadores, um jogadores aqui, uma galeria aqui. Isso representa inicialmente duas moléculas de hidrogênio. Depois nós temos uma molécula de oxigênio ou dois e ocorre a formação de duas águas, uma aqui, outra água aqui embaixo. Agora o convido você a fazer a contagem de átomos Lula um dois três quatro átomos de hidrogênio, um dois três quatro átomos de hidrogênio, obviamente comparando reagentes