A maior rede de estudos do Brasil

CEME1_AULA3video play button

Transcrição


Olá pessoal, vamos volta aqui. Vão continuar falando aqui sobre a conversão eletromecânica de energia nas últimas aulas, a gente falou sobre o processo de conversão eletromecânica de energia e chegamos até o circuito elétrico e Valencia e transformador monofásico. Então, nessa aula a gente vai falar aqui sobre a determinação dos parâmetros do Sul do circuito elétrico, que representa esse transformador e que pode ser representado em um circuito elétrico. Está como a gente vai representar esse equipamento em um circuito elétrico, formular o método que a gente vai viabilizar que para se determinar que eles parâmetros que a gente viu na última aula são dois ensaios, está sai vazio e o ensaio em curto circuito e ver como é que a gente faz? Cada uma dessas histórias de gente começa aqui falando sobre ensaio vazio. Qualquer objetivo desse necessários não sai do Brasil. A gente vai determinar que esse parâmetro para que a resistência que representa as perdas de potência ativa no núcleo de ferro desse transformador está colocada aqui, professor, como é que eu meço essa resistência e lá no núcleo não é um parâmetro fictício como ela? Como isso que está relacionada às perdas de potência ativa se representa essas feiras, a partir de uma resistência a que a gente chama que já recebi essa forma, a gente pode lembrando aqui um registro percorrido pela corrente elétrica participa energia para ti dessa equação aqui, o efeito já resistência vezes o quadrado da corrente. A gente pode representar as feiras de potência ativa a partir de um registo. O outro parâmetro que nós vamos determinar aqui é a marginalização enxergasse na organização desse núcleo. Aí que também vai ser representado aqui por um parâmetro chamado de dizer. O reator tância de magnetiza ação está representado aqui. Então esse ramo deixou um PAC. A figura. Esse ramo aqui era um objetivo aos parâmetros desse ramo. São objetivos desse ensaio, como que a gente vai fazer esse ensaio? Que, como que se faz assim saia. E na prática, gente alimenta o lado de baixa tensão, do transformador intenção nominal e mantém o lado de alta em aberto para que o lado de baixo, para que é uma atenção mais acessível, não só se estiver aqui, por exemplo, transformador de distribuição vai ser um transformador Aqui. No caso, por exemplo, ele pode ser um transformador que vai estar transformando duzentos e vinte para treze mil e oito centos três mil e oitocentos votos. Então é mais mais fácil. Você tem acesso a uma tensão de duzentos e vinte e muitos mais. Seguro também de ser trabalhado. Que trabalhar aquele nível de tensão de distribuição que treze mil e oitocentos. Então, vamos lá que é necessário se dirigir para esse ensaio aqui. Para acessar, a gente vai ter que ter uma medição de potência ativa no primário tensão. Recorrentes esses parâmetros, eles vêm com subisse zero aqui, fazendo referência ao ensaio vazio, vem uma devido às condições de ensaio. Aquilo que acontece como secundária está em aberto Uma das duas condições para a circulação de corrente. Ela não é atendida, que é ter um caminho fechado para essa circulação de corrente corrente do secundário. Ela vai ser dizer se a gente considerar que essa faixa que representa transformador ideal significa que essa corrente aqui essa parcela de corrente aqui está representando por e. Peninha corrente no primário, como quem subíndice linha que só para diferenciar a ela. Daí que está aqui com registro primário de entrada de transformadores de corrente vai ser zero. Dessa forma, eu vai haver circulação de corrente apenas por esse por essa parte aqui no circuito também estão lá, havendo circulação só para aquela parte, toda a energia que entra no meu circuito vai alimentar alimentar aqueles dois, parando nesses dois conjuntos de para que são que resistência e reata ânsia da bobina do primário e os parâmetros aqui no ramo de marginalização da prática. A gente sabe que a resistência que o a perda de potência ativa no núcleo de Ferro Transformador é muito maior do que é pelo prefeito jogo na bobina, já que aqui a resistência no primeiro ela é baixa na mesma, no mesmo vale aqui para a marginalização do núcleo está então energia consumida numa organização ela é muito mais baixa do que a organização da própria bobina de transformador. Então, que nós vamos fazer o seguinte vão fazer uma aproximação, desconsiderar nesse ensaio. Dessa forma, toda a energia que é entregue transformadora, gente vai considerar que ela está sendo absorvida pelo ramo de marginalização. Também daqui, a gente com os valores de tensão e corrente do ensaio, a gente consegue calcular a potência aparente consumida necessário. Conhecido a potência ativa, a gente consegue determinar o ângulo dessa potência com os parâmetros de tensão e corrente. A gente determina o modo e com a potência ativa da razão entre potência ativa e por ter esse aparente, a gente consegue chegar no ano a partir dessa relação. Já o conselho que sai lá, daquele triângulos e de potência, a gente já conhece, considerando aqui que admita ânsia desse ramo de marginalização. Ela é dada pela razão entre corrente, tensão, professor, mas porque está trabalhando com a de militância, porque esses dois parâmetros é que eles estão em paralelo, está e a gente sabe que as militâncias em paralelo não se soma a ficar mais simples aqui. Gente calcular de militância do que calcula a intolerância. Porque, uma vez calculado móvel dessa de militância, esse parâmetro, quem vai determinar o ângulo teta que a gente obteve que anteriormente não consigo representar essa admite Tância, já de uma forma direta. E o inverso dela vai me dar a importância que era o que eu queria que a princípio do meu ensaio esta não está aqui. Consigo representar essa intolerância aqui de entrada desse ensaio Aí e separando essa esperança que emprega real e parte imaginária, não consigo chegar nos para tantas fizeram e a receber simples vocês tranquilo para ir para chegar a esses dois parâmetros em um ensaio? Circuito Aberto, Tranquilo, ensaio, Aqui acontecem com isso também não é nada tão complexo assim como que é feita assim. Saiba quais são os objetivos a gente vai encontrar. Separamos que estão faltando agora para a representação do circuito, que são quem resistência à relutância do primário resistência a importância do secundário desse transformador. Observem o seguinte No ensaio anterior a gente alimentou o lado de baixa tensão, deixou o lado de alta em aberto. Nesse ensaio, nós vamos fazer o contrário não alimentar ao lado de alta tensão e deixar acontecer quitar o lado de baixa, porque, pelo seguinte, nesse mensagens, trabalha com corrente nominal. Então a gente alimenta o lado de alta tensão que concorrentes nominal. Por ser um lado de alta tensão corrente, ele vai ser mais baixo lembrando da relação de transformação lado Transformador, Frequentamos então, lado de baixa que isso vai me traz de consequência, bom. Primeiro a gente vai fazer aqui as mesmas medidas que a gente fez anteriormente. Então vou fazer medição de potência ativa corrente, intenção. Agora elas vêm consumir, ser ser para que a corrente continua, Não aconteceu com ele esta seja quando o circuito e o que é que esse curto circuito ele me traz de consequência de trás o seguinte pessoal, agora tenho todos os parâmetros aqui, a princípio participando do ensaio, só que novamente eu tenho que aliás é receber dizer minerais, Parâmetros do ramo democratização são muito maiores do que os parâmetros das bobinas. E como esse ramo está em derivação, eu vou considerar O que é isso aqui. É uma integração infinita ou que esse ramo de marginalização está em aberta surpresa. Parcela de corrente que vai circular através dele vai ser desprezível. A derivação de corrente que ocorre aqui é muito baixa. Meu duas linhas que representa ele é muito menor do que uma linha. Dessa forma, desprezar ele para conseguir chegar a uma estimativa para os parâmetros. De repente fizesse essa esperança aqui, ela também vai participar da limitação de corrente aqui no lado de alta. Então, na hora de fazer o cálculo da importância de entrada, não vou