A maior rede de estudos do Brasil

Língua Portuguesa na BNCCvideo play button

Transcrição


olá para todos, como nós sabemos, esse é um ano muito importante para todos nós, diria Mesmo que é um ano histórico, porque é o momento em que todas as redes estarão se debruçando sobre ABC. A boa notícia é que muito do que está posto na base você já conhece, porque a base dialoga justamente com os parâmetros curriculares, com as diretrizes curriculares que já estão sendo postos em prática na sala de aula. Há muito tempo. A base trata de conceitos já conhecidos para vocês, como as práticas sociais de leitura escrita, os gêneros discursivos e a esfera de circulação. E o que isso implica implica que a escola precisa se abrir para trazer novos gêneros para a sala de aula. Como há vinte anos atrás, nós começamos a trazer os gêneros que circulavam fora da escola, como as notícias de jornal, as crônicas ou mesmo textos da cultura da infância, como as quadrinhas, as parlendas, que foi a grande novidade que os parâmetros Lucero. Atualmente. A escola terá que se abrir para os textos multimodais quanto ao eixo de leitura. Se antes nós tratávamos das estratégias de leitura e das modalidades de leitura, atualmente nós vamos falar de intertextualidade. Vamos falar de condições de produção, de recepção de textos e vamos falar de uma coisa muito importante para os dias atuais, que é o desenvolvimento de uma postura crítica em relação às informações lidas dos textos e a checagem da validade dessas informações. Como estaremos trabalhando com textos multimodais, outras habilidades terão que ser desenvolvidas também, como apreciar, analisar o movimento de câmara de luz, o espaço do corpo, a forma como as imagens estão sendo mostradas ou não mostradas. São novas habilidades para as quais nós, educadores, precisaríamos estar tentos o último ponto que eu gostaria de destacar com relação ao eixo de leitura, a necessidade de desenvolver um trabalho de adesão dos alunos, a leitura. E quando eu digo a adesão à leitura, não é só mais o prazer pela leitura de livros, mas sem a adesão, a leitura e o prazer por todos os novos gêneros discursivos que a gente tem hoje em dia das práticas sociais. Quanto ao eixo da oralidade, nós estamos falando do envolvimento dos alunos em práticas de leitura e produção de textos orais. Há ainda uma pessoa presente que a gente chama face a face ou não? Nesse sentido nós estamos falando em trazer para a sala de aula, por exemplo, as é webconferência, os programas de rádios, blogs e por aí afora. E finalizando o eixo de análise linguística e semiótica, o que é importante destacar para esse eixo é que a aprendizagem da gramática da ortografia, dos aspectos sintáticos das questões de coerência, coesão, progressão temática dos textos serão apreendidos pelos alunos nas práticas sociais de leitura escrito, que não significa de forma alguma que o professor não tratará dessas questões. É muito importante, sim que os alunos aprendam a fotografia aprendeu gramática, porém eles aprenderam em situações de uso real essa diferença. Outro aspecto muito importante a ser destacado da BBC se refere a progressão dos conteúdos ao longo dos anos escolares. É a primeira vez que um documento oficial traz esta essa questão. É uma novidade, É uma novidade muito importante de ser observada, porque pela primeira vez nós nós temos, teremos clareza do que precisa ser desenvolvido e aonde queremos chegar ao final de cada ano escolar. Isso está sendo pensado de uma forma sistêmica. Ou seja, como progressivamente vai se demandando dos alunos habilidades cada vez mais sofisticadas no que se refere a leitura e a escrita. Isso se reflete na diversidade, na complexidade dos gêneros textuais oferecidos ao longo dos anos escolares. Também as crianças que estão conosco hoje no primeiro ano serão os adultos que estarão se formando mais ou menos em dois mil e trinta, dois mil e trinta e cinco e nós precisamos dar a eles as ferramentas das quais eles necessitam para atuar no mundo, que será um mundo tão diferente do mundo que nós vivemos hoje em dia.