A maior rede de estudos do Brasil

AULA 1 4 - COMPETÊNCIA CONFLITO DE COMPETÊNCIAvideo play button

Transcrição


vamos lá, gente. Então compete à Justiça do Trabalho processar e julgar o habeas corpus quando ato questionado Envolver matéria sujeita à sua jurisdição que não compete, não compete à Justiça do Trabalho processar e julgar crimes. O fato da Justiça do Trabalho é competente para o habeas corpus. Não a torna competente para os crimes. É o que fica claro nessa de três meia. Oito, quatro e muito cuidado com examinadores. Aquela, na primeira fase da queda, na segunda fase seguinte, crimes contra a organização do Trabalho. Ou seja, o examinador daquela aquela induzida. Ah, você marcar a competência da Justiça do Trabalho crimes contra a organização do Trabalho, estão fora fora da competência da Justiça, do Trabalho também. Aliás, crimes contra organização do Trabalho, inclusive, estão lá no artigo. Cento e nove da Constituição. São de competência da Justiça Federal. Estão fora fora da competência da Justiça, do Trabalho. Vamos em frente. Estamos a parte três, de competência da Justiça do Trabalho. Já falamos sobre dano moral e patrimonial. Já falamos sobre greve. As ações possessórias decorrência do exercício do direito de greve. Já falamos sobre o habeas corpus e, sobre os crimes, odiamos crimes. Na verdade, crimes contra a organização do Trabalho. Inclusive, estão fora da competência da Justiça do Trabalho e vamos em frente. Nós vimos que compete à Justiça do Trabalho processar e julgar as penalidades. Não foi penalidades Que tipo de penalidades administrativas, impostas a quem vê se você lembra impostas aos empregadores. Lesão aqui para a gente pelos órgãos impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização, das relações, pelos órgãos de fiscalização, das relações de trabalho. A gente se compete à Justiça do Trabalho, processar e julgar essas penalidades administrativas impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização, das relações de trabalho. Então o que nós temos, temos que mais. Temos uma súmula, uma súmula vinculante que a súmula vinculante número vinte e um navio com este número vinte e um que você tem guardar e a súmula vinculante número vinte e oito é o seguinte Se vem da empresa o auditor fiscal do Trabalho, ele aplica uma penalidade ao empregador, autuá empresa e a empresa que recorria administrativamente. Se você parar agora aula e falar no artigo meia três meia parágrafo primeiro da tem falando artigo meia três mil, parágrafo primeiro da série, você vai ver condição de admissibilidade do recurso administrativo. O depósito prévio do valor da multa para que seja admissível seu recurso. Só que na súmula vinculante número vinte e um disse que é inconstitucional, tal exigencia. Então, é ilegal e inconstitucional a exigência de depósito prévio de multa administrativa como condição de admissibilidade do recurso administrativo cuidado e a súmula vinculante vinte e oito. Ela disse que é inconstitucional a exigência de depósito prévio da multa para a propositura de ar. São ação anulatória. Você tem um auto de infração a Josiane, explicou João. Mesmo que você pode propor uma ação anulatória carnavais, uma ação anulatória para anular essa alta da inflação. E aí é condição para a propositura desta ação. Que você faça o depósito dessa multa? Não, não, não, não é condição. Então cuidado com essas duas súmulas vinculantes. Vamos mais o item quinto agora, quando nós estudamos na parte dois eu disse a vocês, vêem. Se você lembra que compete à Justiça do Trabalho executar, eu disse até de ofício de ofício as contribuições sociais. Compete à Justiça do Trabalho executar de ofício de ofício as contribuições sociais decorrentes das sentenças decorrentes das sentenças, que é proferir gente dentro desse contexto, você precisa aguardar o seguinte quais são essas sentenças às quais compete à Justiça do Trabalho executar de ofício as contribuições sociais? Se cai exatamente como está assim, na prova você marca correta, já que o examinador pode perguntar um pouquinho mais, ele pode saber exatamente quais são as tais sentenças. Então vamos ver, são dois tipos de sentença. São as sentenças condenatórias em pecúnia e as sentenças homologatórias de acordo, sentenças condenatórias, infrequência e sentenças homologatórias de acordo aqui no nosso processo do trabalho estão querendo pegar a caneta azul conseguiu. Então isso foi alterado com a reforma trabalhista, então Artigo oito, sete e meia parágrafo único da que traz quais são os títulos executáveis no processo do trabalho? Prevê no parágrafo único que compete à Justiça do Trabalho executar de ofício as contribuições sociais decorrentes das seguintes sentenças Apenas está agora o artigo oito sete meia parágrafo único, em consonância com a súmula três meia, oito do TST E aí você tem que guardar quais são essas sentenças, somente sentenças condenatórias em pecúnia e somente sentenças homologatórias de acordo condenatórias em pecúnia homologatória de acordo. Não cabe à Justiça do Trabalho executar as contribuições sociais incidentes sobre os salários que já foram pagos lá lá atrás, durante o período contratual reconhecido, só cabe à Justiça do Trabalho executar as contribuições, que são incidentes sobre aquilo que o juiz acabou de deferir na sentença ou acabou de homologar por sentença, certo. Então, se ele condenar o empregador a pagar horas extras, compete à Justiça do Trabalho executar de ofício as contribuições sociais incidentes sobre essas horas extras. Se o juiz homologa o acordo sobre as parcelas que tem natureza salarial, não incidem contribuições previdenciárias. Não compete à Justiça do Trabalho executar de ofício, inclusive as contribuições sociais, incidentes sobre o valor do acordo, sobre as parcelas de natureza salarial desse acordo homologado na Justiça do Trabalho iguais, Só que eu, várias vezes, na nossa prova da OAB, então, guarde isso aí é um ponto importante. Ainda mais agora, com a modificação do artigo oito, sete, meia, parágrafo único, da certo, vamos em frente à primeira próximo próximo. Detalhe importante que você tem que saber para a nossa prova agora são os conflitos de competência no processo do trabalho. Aqui nós guardamos, guardamos antes de chegar. Então, no conflito de competência, no processo do trabalho, vamos revisar. Compete à Justiça do Trabalho, processar e julgar dano moral e patrimonial. Certo. Se o empregado sofre um acidente do trabalho, revisando ele, morreria. A ação dos sucessores contra o empregador é de competência da Justiça Estadual, da Justiça, do Trabalho, da Justiça do Trabalho. E as ações contra o INSS estão dentro ou fora da competência da Justiça do Trabalho. Fora. Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar greve as ações possessórias ajuizadas em decorrência do exercício do direito de greve? Sim, desde que da iniciativa privada muito bem. Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar o habeas corpus. Mas este pergunto se a Justiça do Trabalho é competente para o habeas corpus, habeas corpus. Ela também é competente para as ações penais. Crimes, crimes são de competência da Justiça, do Trabalho. Crimes estão fora crime. Isso fora mais ariana e crimes contra a organização do Trabalho Fora fora da competência da Justiça do Trabalho, de anos crimes. Depois, compete à Justiça do Trabalho julgar as penalidades administrativas impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização, das relações de trabalho. Mas se você quer propor uma ação para anular o auto de infração ou mesmo se você quer interpor recurso administrativo, você tem que fazer o depósito prévio do valor da multa. Não são inconstitucionais essas exigências certo? Ótimo. E vimos por último, compete à Justiça do Trabalho executar, executa assim executar de ofício as contribuições sociais decorrentes das sentenças que proferiu, mas o examinador pergunta quais as sentenças? Você vai lembrar sentenças condenatórias em pecúnia e sentenças homologatórias de acordo muito bem. Agora vamos em frente, vimos muita coisa até agora. Olha, nós vimos todo o artigo Cento e catorze da Constituição, nós vimos duas a dez estatutários fora, crimes fora lembra disso? Nós vimos três súmulas vinculantes. Nós