A maior rede de estudos do Brasil

História em dois Minutos- Passeata dos Cem Milvideo play button

Transcrição


fala galera, bebida de volta ao car, auto da história aqui Quem fala o professor Ilário Xavier e esse é o quadro História em dois minutos, com ninguém, estou de volta para explicar para vocês a famosa Passeata dos cem mil, realizada na cidade do Rio de Janeiro no dia vinte e seis de Junho de mil e Novecentos e sessenta e oito bombas Carlos Naquele ano, o Brasil era governado pelo então presidente do Regime Militar, Arthur da Costa Silva. O general Arthur da Costa Silva, sessenta e oito, foi um ano bem revolucionário para o Brasil e para o mundo. Uma série de manifestações estudantis tomaram conta do país uma série de greves na cidade de Osasco, na cidade de Contagem. Apesar do regime militar ter proibido abertamente esse tipo de manifestação, a Passeata dos Cem mil foi o grande movimento primeiro e grande movimento de contestação ao regime militar que estava em vigor no Brasil desde o ano de sessenta e quatro, quando os militares chegaram ao poder, derrubando o então presidente João Goulart. O famoso Gian demorou mais. O povo partiu para o enfrentamento ao regime militar e o grupo que saiu na frente foi a UNE e a União Nacional dos Estudantes e o Grande Estopim foi uma ação policial no restaurante Calabouço, que era um reduto estudantil. Os estudantes protestavam contra o preço praticado lá no bandejão e a polícia invadiu o local e o comandante da operação acabou atirando e matando o estudante secundarista Edson Luiz. Ele morreu com um tiro no peito e a morte do Edson Luiz. Nessa operação militar acabou acirrando os ânimos. Os estudantes começaram a se organizar e em junho foi realizada. Em vinte e seis de junho, foi realizada uma passeata no Rio de Janeiro, que reuniu estudantes, artistas, intelectuais, profissionais liberais, líderes sindicais. Esse povo todo foi para as ruas do Rio de Janeiro com cartazes e abaixo a ditadura, pedindo o fim do regime militar e a redemocratização imediata do Brasil. O Governo militar, após essas manifestações da Passeata dos cem mil as greves, que ocorreu em São Paulo e também em Minas Gerais. Depois de passado algum tempo, o Regime militar implanta o Ato Institucional Número cinco, o decreto mais repressor aplicada durante o regime militar brasileiro, cerceando todas as liberdades individuais. Essa foi a famosa passeata dos cem mil, o abraço e até a próxima aula do quadro. História Em dois minutos