A maior rede de estudos do Brasil

Podcast "Como vencer a procrastinação?"video play button

Transcrição


Olá, aqui! Quem tá falando? O professor Rodrigo Rodrigues do Gel Brasil, Eu estou aqui para fazer. Esse pode queixe sobre uma temática muito importante que é a procrastinação. É isso mesmo. Não é um pouco complicado! Mas nós precisamos falar e muito desse tema, na verdade, é um grande tema, já trabalhado há muito tempo dentro da neurociência. Esse tema vem repercutindo muito na internet e hoje, em qualquer roda de bate papo aí, principalmente quando a gente começa a falar de produtividade, quando a gente começa a falar de ensino aprendizagem, quando a gente começa a bater um papo sobre aprovação em concurso público, o tema Procrastinação parece que é meio obrigatório para aparecer na conversa. Bom, nas minhas redes sociais ou tem o costume de abrir a caixa de perguntas? E geralmente, quando o tema é livre, muitas perguntas aparecem em relação a essa temática de procrastinação. Então, esse papo vai ser muito bacana para você entender o que é aprender, a identificar o que causa, como vencer. Enfim, vai ser muito produtivo, Fica aqui com a gente. Eu já quero começar definindo de maneira muito clara o que é, a procrastinação, a gente presta atenção a procrastinar é simplesmente o ato de boa chegar ou adiar uma tarefa, um conjunto de tarefas, mais Isso esse ato de adiar ele vai entrar em conflito com seus objetivos. Então novamente postergar, adiar uma tarefa, um conjunto de tarefas. Mas quando você faz isso, você tem ciência de que há uma relação conflituosa e isso vai atrapalhar o teu objetivo de fato, é o que nós temos consciência da nossa procrastinação, mas é importante analisar a questão do conflito, é isso mesmo? Imagina, Você tem um objetivo a ser alcançado. Está na medida em que você posterga ou a dia você está entrando em conflito com a realização desse objetivo? Isso é a procrastinação. E olha só toda vez que a gente começa a adiar uma tarefa, um conjunto de tarefas, e isso passa a gerar um conflito em busca da realização de objetivo e pensa comigo. Vai. Imagina que esse objetivo é uma conquista, uma aprovação em um concurso público. Esse conflito, ele vai gerar um resultado negativo. Para você Tem a certeza disso. Porque a partir do momento que você se torna uma pessoa que procura China ou em se comete esse ato de procrastinação, você vai ficar, se tornar vai ficar mais ansioso ou ansiosa. O teu nível de estresse, ele tende a aumentar. Você não vai ficar no estado emocional, mental, feliz dificilmente vai acontecer. Você vai ter aquela sensação de culpa, uma sensação de arrependimento. Rodrigo. Por quê? Porque de fato você que iria realizar o seu objetivo, você sabe das tarefas que precisam ser feitas. Mas por um motivo você não consegue dar conta. E a procrastinação afeta negativamente o nosso comportamento. Tem a nossa vida, é um mal que atinge muitos estudantes e não estudantes. Também mais a nossa temática, que é sempre trazer o debate para o campo da área de ensino e aprendizagem. Então, já inicia a nossa conversa, tinha ajudando a entender o que é. Mas, além de você entender o que é e saber como isso te afeta, quais são as consequências? É importante você também entender como funciona o comportamento de uma pessoa que sofre desse mal. Uma pessoa que tem a prática de postergar algo de adiar algo. É uma pessoa que ver, aumente, tem o viés da impossibilidade muito forte. Então, olha só se você aquele tipo de pessoa que faz alguma coisa que realizam uma tarefa somente quando você está muito animado, empolgado por ser uma pessoa suscetível a sofrer da procrastinação. Porque se você está empolgado, você faz. Se você não está empolgado, você não faz Então para para analisar esse comportamento. Será que você é um tipo de pessoa que realiza a tarefa só quando está empolgada? E quando essa empolgação acaba você, aquele tipo de pessoa que abandona, olha só você abandona a tarefa porque não está mais empolgado. Esse ato de agir de maneira impulsiva é simplesmente você agir a partir das suas emoções. É uma pessoa que, na verdade, tem um comportamento sendo governado pelas emoções. Já parou para pensar nisso outra questão importante de análise do comportamento de uma pessoa que sofre desse mal uma pessoa que procura China, aquela pessoa que depende da motivação para agir. Então, se uma atividade de fato, motivo essa pessoa, ela vai agir e vai realizar a tarefa e não haverá procrastinação. Mas se por algum motivo esse combustível que é a motivação, ele vai embora, Essa pessoa tem já não mais agir. Então, observa, também faz esse momento de reflexão. Agora que você está ouvindo a si, pode querer pensa comigo vai Você é um tipo de pessoa que só executam a tarefa quando tem motivação. Se você não tem motivação, você não executam a tarefa. Você pode estar sofrendo da procrastinação um comportamento também o viés de comportamento também, que vai passar pelo campo de análise da procrastinação, a expectativa negativa. Rodrigo Como assim possa aquele tipo de pessoa que tem esse viés? Um traço de personalidade negativo um pouco mais exagerado? Porque eu posso garantir que todo ser humano tem esse traço de viés de negatividade na sua personalidade? Aliás, é um traço muito importante que ajudou o ser humano. É garantir a sua sobrevivência e a sua evolução genética no gene, sendo transmitido por geração em geração. Só que quando você tem uma expectativa negativa, um viés de negatividade, além do comum, isso também vai ser um procrastinador. Então para para pensar nisso, você é a pessoa que enxerga muitos pontos negativos e pouquíssimas vezes consegue observar os pontos positivos. Esta Rodrigo. Mas o que isso tem a ver com a procrastinação o comportamento de uma pessoa que tem um viés negativo exagerado? Além do padrão, ele vai fazer com que a pessoa tem uma mentalidade fixa como assim, Rodrigo, seria mais ou menos assim. Olha, eu já sei que tudo vai dar errado. Por isso não faço, Percebeu. Eu sei que eu não vou dar conta, por isso não faço. Eu sei que não vou fazer tão bem assim. Por isso, não faço. Eu sei que não tem essa qualidade, por isso não faço aquele tipo de pessoa que já espera um futuro ruim e por esperar algo ruim. Olha só por ter uma expectativa ruim de algo. Essa pessoa ela por vezes se mantém fixa no lugar. Ela não vai vir. Percebeu isso? Olha como o viés, esse traço de personalidade onde você tem a expectativa negativa exagerada. Contribui também para a sua procrastinação bom indiquem três caminhos importantes de reflexão para você aqui nesse pode querer. Só que eu quero que se entregar ainda mais conteúdo. Eu quero que esse bate papo seja muito valioso, mas muito valioso para você, e agora vou dar mais densidade. Eu quero falar um pouco sobre como é o cérebro de uma pessoa que de fato procura China, Então entendo seguinte na área mais central do nosso cérebro, existe a amídala. Olha, só não confunda, Esta não é a vida lá e vi que tem na sua garganta. Esqueça isso. Eu estou falando da amídala cerebral a amídala só para você entender é o centro de controle ao centro emocional no nosso organismo. Ele que na verdade nós teremos a geração de todas as nossas emoções e que eu posso falar para você um cérebro de um procrastinador, o volume da amídala. Ela é um pouco maior que o normal. Logo, é uma pessoa que tem de a ser facilmente governada pelas emoções. Então, se ela está triste, ela não faz. Se ele está feliz, ela vai fazer muito. Se ela teve uma chateação, não vai fazer esta com preguiça, não faz uma pessoa que não consegue ter o equilíbrio entre a área de atuação da amídala e a área de atuação do corte. Aliás, o córtex te dando mais informação, além do córtex a parte do teu cérebro responsável pela tomada de decisão racional. Então, percebi no cérebro do procrastinador não há um equilíbrio e logo corta que se ele não consegue identificar a procrastinação acontecendo. E logo você se mantém uma condição de adiar a sua tarefa da comissão. Louco. Rodrigo mas observou uma pessoa que não procura China justamente o contrário. A amígdala tem um volume menor, logo a um equilíbrio nessa conexão entre o córtex e amídala. Nessa relação de equilíbrio, o c