LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA
4 pág.

LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA


DisciplinaAlgoritmos14.811 materiais172.862 seguidores
Pré-visualização1 página
Avaliação:
	
	Disciplina:
	LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA 
	Tipo de Avaliação:
	AV1 
	Aluno:
	
	Nota da Prova: 
	8
	Nota do Trabalho:      
	Nota da Participação:      1,5 
	Total:  
	9,5
	Prova On-Line 
	
Questão: 1 (177122) 
Para a consideração da relação de emprego do  empregado doméstico, a seguinte característica é a mais relevante:  Pontos da Questão: 0,5 
	a jornada diária de trabalho não exceder de 08 (oito) horas. 
	o grau de instrução do trabalhador. 
	o valor da remuneração paga, em relação ao mercado de trabalho. 
	que os serviços sejam prestados de natureza contínua e de finalidade não lucrativa à pessoa ou entidade familiar, no âmbito residencial destas. 
	
Questão: 2 (177048) 
 O limite máximo para pagamento de salário in natura e/ou utilidade pelo empregador, é de:  Pontos da Questão: 0,5 
	70% 
	50% 
	30% 
	20% 
	
Questão: 3 (177066) 
Em relação aos princípios do Direito do Trabalho,  assinale a assertiva correta:  Pontos da Questão: 1 
	 A Consolidação das Leis do Trabalho é silente em relação à possibilidade de sua aplicação. 
	De acordo com a doutrina majoritária, os princípios possuem tríplice função: interpretativa, aplicativa e normativa. 
	O empregado estável não pode renunciar à estabilidade no emprego, mesmo que seu pedido de demissão conte com a assistência do respectivo sindicato de classe ou mesmo que haja a extinção do estabelecimento. 
	Como condição para a aplicação da regra in dúbio pro operario, é necessária a existência de dúvida quanto ao alcance da norma legal a ser aplicada, e esta aplicação não deve estar em desacordo com a vontade do legislador. 
	
Questão: 4 (177115) 
 Fundamentado na Consolidação das Leis Trabalhistas é licito afirmar que:   Pontos da Questão: 1 
	a empregada doméstica não tem direito ao aviso-prévio. 
	a hora noturna sofre um acréscimo de 50% sobre a hora normal. 
	 todo empregado, inclusive os domésticos e rurais, têm o direito à aposentadoria garantido pela Constituição Federal. 
	o empregado não pode se recusar, em hipótese alguma, a fazer horas extraordinárias. 
	
Questão: 5 (177052) 
A respeito de insalubridade e periculosidade.
I - O adicional de insalubridade devido a empregado que, por força de lei, convenção coletiva ou sentença normativa, percebe salário profissional será sobre este calculado.
II - A verificação mediante perícia de prestação de serviços em condições nocivas, considerado agente insalubre diverso do apontado na inicial, não prejudica o pedido de adicional de insalubridade.
III - A fixação do adicional de periculosidade, em percentual inferior ao legal e proporcional ao tempo de exposição ao risco, é nula, ainda que pactuada em acordos ou convenções coletivos.
IV - O adicional de periculosidade incide apenas sobre o salário básico e não sobre este acrescido de outros adicionais. Em relação aos eletricitários, o cálculo do adicional de periculosidade deverá ser efetuado sobre a totalidade das parcelas de natureza salarial.
Responda:  Pontos da Questão: 1 
	apenas três opções estão corretas. 
	apenas uma opção está correta. 
	todas as opções estão corretas. 
	apenas duas opções estão corretas. 
	
Questão: 6 (177059) 
Os trabalhadores rurais e os domésticos, entre outros, cumprem contrato de trabalho regido por legislação especial, mas foram contemplados na Constituição Federal de 1988 com direitos inerentes aos trabalhadores urbanos regidos pela CLT.  Pontos da Questão: 1 
	Todos os direitos assegurados pela Constituição Federal aos trabalhadores urbanos foram, também, atribuídos aos trabalhadores rurais, e somente alguns deles, aos domésticos. 
	Alguns dos direitos assegurados pela Constituição Federal aos trabalhadores urbanos foram, também, atribuídos aos trabalhadores rurais. 
	Todos os direitos assegurados pela Constituição Federal aos trabalhadores urbanos foram, também, atribuídos aos domésticos, e somente alguns deles, aos trabalhadores rurais.   
	Todos os direitos assegurados pela Constituição Federal aos trabalhadores urbanos foram, também, atribuídos aos trabalhadores rurais e aos domésticos. 
	
Questão: 7 (177077) 
Sobre duração da jornada de trabalho, podemos afirmar que:  Pontos da Questão: 0,5 
	o adicional de horas extras previsto em lei sempre prevalece sobre os adicionais previstos em acordos ou convenções coletivas. 
	Não existe tempo mínimo de descanso ou intervalo para o retorno ao trabalho, após o encerramento de uma jornada. 
	a lei estipula o "sobreaviso" do empregado como sendo o período em que o empregado permanece em sua própria residência (casa) aguardando o chamado do empregador para prestar serviço. 
	nas atividades insalubres não pode haver prorrogação da jornada em nenhuma hipótese. 
	
Questão: 8 (177117) 
 Quanto a  alteração de turno de trabalho, do noturno para o diurno ,marque a alternativa correta:   Pontos da Questão: 1 
	é direito patronal, porém não pode ser suprimida a remuneração do adicional. 
	pode ocorrer a qualquer momento, com a supressão do adicional noturno, por se tratar de período prejudicial ao descanso e ao convívio social do empregado. 
      
	é proibida por causar inúmeros prejuízos ao trabalhador. 
	configura-se em alteração ilícita do contrato de trabalho. 
	
Questão: 9 (177078) 
O empregado poderá  deixar de comparecer ao serviço, sem prejuízo do salário, em virtude de licença paternidade:  Pontos da Questão: 0,5 
	Até dois dias consecutivos, sem prejuízo do repouso semanal remunerado. 
	Por 5 dias, sem prejuízo do repouso semanal remunerado. 
	Até três dias consecutivos, sem prejuízo do repouso semanal remunerado. 
	Por um dia, sem prejuízo do repouso semanal remunerado. 
	
Questão: 10 (177094) 
 Não é cabível contrato de trabalho por prazo determinado em:
  Pontos da Questão: 1 
	Atividades empresariais de caráter transitório. 
	 Contrato de empreitada. 
	 Serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a predeterminação do prazo. 
	Contrato de experiência.