A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Aula 10

Pré-visualização | Página 2 de 5

a presenciar situações de violência e precisam pautar suas condutas e respostas a estas situações em padrões éticos que os impeçam de compactuar com qualquer espécie de covardia ou injustiça contra o outro.
Se o profissional estiver atento a estas situações e imbuído da convicção de não compactuação, certamente também estará isento da prática de negligência, abusos e desrespeitos que, infelizmente, ainda estão presentes no exercício profissional de alguns.
OMS ( Organização Mundial de Saúde)
Em seu Relatório Mundial sobre Violência e Saúde, um extenso documento publicado em Outubro de 2002, define violência como sendo “o uso intencional de força física ou poder, real ou em forma de ameaça, contra si próprio, contra o outro, ou contra um grupo ou comunidade, que resulte ou tenha probabilidade de resultar em lesão, morte, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação”.
Assim, um ato violento é um comportamento que se opõe à ética, na medida em que nega os valores e direitos básicos da pessoa, a “coisifica” e a suprime de sua dignidade e condição de igualdade. Desta forma, tendo o profissional de saúde o reconhecimento da dignidade das pessoas, o respeito pelo outro e a consciência dos valores e direitos humanos, estará moralmente preparado para o enfrentamento destas situações.
Em 1982, a ONU (Organização das Nações Unidas) em assembleia geral instituiu a Resolução 37/194 que trata de princípios de ética médica aplicáveis à função do pessoal de saúde, especialmente aos médicos, na proteção de prisioneiros ou detidos, contra tortura e outros tratamentos cruéis. 
Nesta Resolução, composta por uma série de princípios que não se limitam às pessoas em condição de presos formais, mas se estendem a qualquer indivíduo em condição de privação de sua autonomia de liberdade consta, dentre outros de: 
“uma grave violação da ética médica, bem como uma ofensa aos instrumentos internacionais aplicáveis na área da saúde, participar ativa ou passivamente nos atos que constituem participação, , cumplicidade, incitamento ou tentativa para cometer tortura ou outros tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes”. 
Deixa claro, assim, a concepção de que presenciar maus-tratos, abusos ou comportamentos degradantes, não os denunciar ou evitar, transforma o profissional de saúde em cúmplice de crime contra o outro.
General AssemblyAssembleia Geral 
Resolução 37/194 111th plenary meeting Reunião plenária 111 18 December 1982 18 de dezembro de 1982 
 37/194. 37/194. Principles of Medical Ethics Princípios de Ética Médica 
 The General Assembly, A Assembleia Geral, 
 Recalling its resolution 31/85 of 13 December 1976, in which it Recordando sua resolução 31/85, de 13 de dezembro de 1976, em que invited the World Health Organization to prepare a draft Code of Medical convidou a Organização Mundial de Saúde a preparar um projeto de Código de Medicina Ethics relevant to the protection of persons subjected to any form of Ética relevantes para a proteção de pessoas sujeitas a qualquer forma de detention or imprisonment against torture and other cruel, inhuman or detenção ou prisão contra a tortura e outros tratamentos cruéis, desumanos oudegrading treatment or punishment, Official Records of the Economic degradantes, Registros Oficiais da Económicaand Social Council, 1982, Supplement No. 2 (E/1982/12 and Corr.1), chap. Conselho Social e de 1982, Suplemento No. 2 (E/1982/12 e Corr.1), cap.XXVI, sect. XXVI, seita. A, resolution 1982/44. A resolução, 1982/44. 
 Expressing once again its appreciation to the Executive Board of the Manifestando novamente a sua apreciação ao Conselho Executivo do World Health Organization which, as its sixty-third session in January Organização Mundial da Saúde que, como sua sexagésima terceira em janeiro1979, decided to endorse the principles set forth in a report entitled 1979, decidiu endossar os princípios estabelecidos em um relatório intitulado "Development of codes of medical ethics" containing, in an annex, a draft "Desenvolvimento de códigos de ética médica", contendo, em anexo, um projeto body of principles prepared by the Council for International corpo de princípios elaborados pelo Conselho Internacional de Organizations of Medical Sciences and entitled "Principles of medical Organizações de Ciências Médicas e intitulada "Princípios de médicoethics relevant to the role of health personnel in the protection of ética relevantes para o papel do pessoal de saúde na proteção de persons against torture and other cruel, inhuman or degrading treatment pessoas contra a tortura e tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes or punishment", ou castigo ", 
 Bearing in mind Economic and Social Council resolution 1981/27 of 6 Tendo em mente Conselho Económico e Social resolução 1981/27, de 6 de May 1981, in which the Council recommended that the General Assembly Maio de 1981, em que o Conselho recomendou que a Assembleia Geralshould take measures to finalize the draft Principles of Medical Ethics devem tomar medidas para ultimar os projetos de Princípios de Ética Médica at its thirty-sixth session, na sua sessão trigésimo sexto, 
 Recalling its resolution 36/61 of 25 November 1981, in which it Recordando sua resolução 36/61, de 25 de novembro de 1981, em que decided to consider the draft Principles of Medical Ethics at its decidiu considerar os Princípios projeto de Ética Médica em seuthirty-seventh session with a view to adopting them, trigésimo sétimo da sessão, com vista à sua adopção, 
 Alarmed that not infrequently members of the medical profession or Alarmados que não raro os membros da profissão médica ou other health personnel are engaged in activities which are difficult to outro pessoal de saúde estão envolvidos em atividades que são difíceis de reconcile with medical ethics, conciliar com a ética médica, 
 Recognizing that throughout the world significant medical activities Reconhecendo que em todo o mundo importantes atividades médicasare increasingly being performed by health personnel not licensed or são cada vez mais realizada por pessoal de saúde não licenciados ou trained as physicians, such as physician-assistants, paramedics, physical treinados como médicos, tais como médicos-assistentes, paramédicos, físicostherapists and nurse practitioners, terapeutas e profissionais de enfermagem,
 Taking note with appreciation of the "Guidelines for Medical Doctors Tomando nota com satisfação das diretrizes "para Médicosconcerning Torture and other Cruel, Inhuman or Degrading Treatment or sobre a Tortura e outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanos ou DegradantesPunishment in relation to Detention and Imprisonment", as adopted by the Punição em relação à detenção e prisão ", aprovado pelotwenty-ninth World Medical Assembly, held in Tokyo in October 1975, vigésimo nono Assembleia Médica Mundial, realizada em Tóquio, em outubro de 1975,
 
 Noting that in accordance with the Declaration of Tokyo measures Observando que, em conformidade com a Declaração de Tóquio medidas should be taken by States and by professional associations and other devem ser tomadas pelos Estados e pelas associações profissionais e outrasbodies, as appropriate, against any attempt to subject health personnel corpos, conforme o caso, contra qualquer tentativa de pessoal de saúde sujeitasor members of their families to threats or reprisals resulting from a ou membros da sua família de ameaças ou represálias resultante de umarefusal by such personnel to condone the use of torture or other forms of recusa por esse pessoal para tolerar o uso de tortura ou outras formas decruel, inhuman or degrading treatment, tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, 
 Reaffirming the Declaration on the Protection of all Persons from Reafirmando a Declaração sobre a Proteção de Todas as Pessoas contraBeing Subjected to Torture and other Cruel, Inhuman or Degrading A Tortura e outras