Buscar

Exercicos de estequiometria - Questoes fechadas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

ESTEQUIOMETRIA (LISTA-5) 
 
 
 
ALUNO(A):______________________________________________________________________ 
DATA: 10 / 04/ 10 
 
 
QUIMICA 
Professor: 
ALEX 
 
1 
 
01 - (UERJ/2010) 
Para evitar a ingestão de quantidades excessivas de sódio, foi 
desenvolvido o sal light, no qual parte do cloreto de sódio é 
substituído por cloreto de potássio. 
Os quadros abaixo comparam as informações nutricionais para 
porções iguais de dois tipos de sal: 
−−−potássio
mg 368,0sódio
porçãopor QuantidadeteConstituin
ionalSal tradic
 
mg 249,6potássio
mg 184,0sódio
porçãopor QuantidadeteConstituin
Sal light
 
 
Além desses cloretos, não há outros compostos de cloro, sódio 
ou potássio nos sais. 
A redução percentual do íon cloro no sal light em relação ao sal 
tradicional é igual a: 
a) 10% b) 20% 
c) 40% d) 50% 
 
02 - (UFC CE/2010) 
O ferro metálico pode ser produzido a partir da reação do Fe2O3 
com CO de acordo com a seguinte equação química não 
balanceada: x Fe2O3(s) + y CO(g) → w Fe(s) + z CO2(g) 
Considere a reação completa entre 1,60 g de Fe2O3 e 3,00 g de 
CO e assinale a alternativa correta. 
a) O reagente limitante desta reação é o monóxido de carbono. 
b) A quantidade máxima de ferro metálico produzida será de 
aproximadamente 1,12 g. 
c) Após a reação se completar, restará 0,58 g de monóxido de 
carbono no meio reacional. 
d) A quantidade máxima de dióxido de carbono produzida 
será de aproximadamente 4,60 g. 
e) Se o rendimento for de 80%, serão produzidos 
aproximadamente 2,50 g de ferro metálico. 
 
03 - (UFMG/2010) 
Considere uma reação hipotética que ocorre em fase gasosa e 
envolve os reagentes X e Y e o produto Z. 
Num experimento, foram misturados, em um recipiente, 5 mol 
de X com 5 mol de Y. Após 1 minuto, nesse recipiente, havia 4 
mol de X, 3 mol de Y e 1 mol de Z, como registrado neste 
quadro: 
mol 1mol 3mol 4min 1 Após
0mol 5mol 5Início
ZYX
 
Suponha que essa reação prossegue até o consumo total do 
reagente limitante. 
Considerando-se a quantidade inicial de X e Y, é CORRETO 
afirmar que a quantidade máxima de Z a ser obtida essa reação 
é de 
a) 2,5 mol. b) 3,5 mol. 
c) 4 mol. d) 5 mol. 
 
04 - (UEG GO/2009) 
A glicose (C6H12O6) sofre combustão completa na presença de 
oxigênio, produzindo CO2 e H2O. Sabendo-se que nessa reação o 
sistema era formado por 216 g de cada um dos reagentes, 
determine 
a) o reagente limitante na reação. 
b) a massa residual, em gramas, do reagente em excesso. 
c) a pressão, em atm, exercida pelo gás carbônico, caso seja 
coletado em um recipiente de 200 mL, a 27º C. 
Dado: R = 0,082 atm.L.mol-1.K-1 
 
05 - (UFC CE/2008) 
O ácido fosfórico, H3PO4, pode ser produzido a partir da reação 
entre a fluoroapatita, Ca5(PO4)3F, e o ácido sulfúrico, H2SO4, de 
acordo com a seguinte equação química: 
(g) HF (s) CaSO 5 (l) POH 3
(l) SOH 5 (s) F)(POCa
443
42345
++→
→+
 
Considere a reação completa entre 50,45 g de fluoroapatita com 
98,12 g de ácido sulfúrico. 
a) Qual é o reagente limitante da reação? 
b) Determine a quantidade máxima de ácido fosfórico 
produzida. 
 
06 - (FUVEST SP/2010) 
Sob condições adequadas, selênio (Se) e estanho (Sn) podem 
reagir, como representado pela equação 
2 Se + Sn → SnSe2 
Em um experimento, deseja-se que haja reação completa, isto é, 
que os dois reagentes sejam totalmente consumidos. Sabendo-se 
que a massa molar do selênio (Se) é 2/3 da massa molar do 
estanho (Sn), a razão entre a massa de selênio e a massa de 
estanho (mSe : mSn), na reação, deve ser de 
a) 2 : 1 
b) 3 : 2 
c) 4 : 3 
d) 2 : 3 
e) 1 : 2 
 
07 - (FUVEST SP/2010) 
O sólido MgCl2·6NH3 pode decompor-se, reversivelmente, em 
cloreto de magnésio e amônia. A equação química que 
representa esse processo é: 
aquecimento
MgCl2.6NH3(s) MgCl2(s) + 6 NH3(g)
 
Ao ser submetido a um aquecimento lento, e sob uma corrente 
de nitrogênio gasoso, o sólido MgCl2·6NH3 perde massa, 
gradativamente, como representado no gráfico: 
 
 
 
As linhas verticais, mostradas no gráfico, delimitam as três 
etapas em que o processo de decomposição pode ser dividido. 
 
 2 
a) Calcule a perda de massa, por mol de MgCl2·6 NH3, em 
cada uma das três etapas. 
 3 Etapa
 2 Etapa
 1 Etapa
 
b) Com base nos resultados do item anterior, escreva uma 
equação química para cada etapa de aquecimento. Cada 
uma dessas equações deverá representar a transformação 
que ocorre na etapa escolhida. 
c) No processo descrito, além do aquecimento, que outro fator 
facilita a decomposição do MgCl2·6NH3? Explique. 
Dados: 
massa molar (g/mol): 
MgCl2·6NH3....... 197 
NH3..................... 17,0 
 
08 - (PUC RJ/2010) 
O elemento fósforo não ocorre livre na natureza, sendo 
encontrado comumente como rocha fosfática. Esta rocha é 
constituída principalmente por Ca3(PO4)2. O fósforo puro (P4) 
pode ser obtido a partir desta matéria-prima por redução com 
carbono, em forno elétrico, a 1500 °C (representação abaixo). 
2 Ca3(PO4)2(s) + 6 SiO2(s) + 10 C(s) → P4(g) + 6 CaSiO3(s) + 10 
CO(g) kJ103,1∆Η 3×= 
Calcule a energia, na forma de calor (kJ), necessária para o 
processamento de 500 kg de matéria-prima contendo 80% de 
Ca3(PO4)2. 
a) 2,0 × 106 b) 5,0 × 106 
c) 1,0 × 106 d) 5,0 × 103 
e) 2,0 × 103 
 
09 - (FGV SP/2010) 
O clorato de potássio, KClO3, é uma substância bastante 
utilizada nos laboratórios didáticos para obtenção de gás 
oxigênio, a partir da sua decomposição térmica, gerando ainda 
como resíduo sólido o cloreto de potássio. Uma amostra de 
12,26 g de uma mistura de sais de clorato e cloreto de potássio 
foi aquecida obtendo-se 9,86 g de resíduo sólido (KCl). 
Considerando-se que todo o clorato de potássio contido na 
amostra de mistura de sais foi decomposto, então a porcentagem 
em massa de KClO3 na amostra era inicialmente igual a 
a) 20%. b) 40%. 
c) 50%. d) 60%. 
e) 80%. 
 
10 - (UECE/2009) 
O gás cloro, descoberto em 1774 pelo sueco Carl Wilhelm 
Scheele, pode ser obtido através de eletrólise da solução aquosa 
de cloreto sódio cuja reação global ocorre de acordo com a 
equação: 
2NaCl(aq) + 2H2O(l) → 2NaOH(aq) + H2(g) + Cl2(g) 
Considerando que a solução de sal apresenta 45% em massa de 
NaCl, a partir de cada 100 kg da mencionada solução, as massas 
de hidróxido de sódio e cloro obtidas serão, aproximadamente, 
a) 36,00 kg e 31,95 kg. b) 36,00 kg e 63,00 kg. 
c) 30,77 kg e 27,30 kg. d) 30,77 kg e 54,60 kg. 
 
11 - (Unimontes MG/2009) 
O octano, constituinte da gasolina, queima na presença de 
oxigênio, segundo a equação química não balanceada: 
C8H18(l) + O2(g) → CO2(g) + H2O(l) 
Nos motores de automóveis, o ar é a fonte de oxigênio (O2) para 
que ocorra a combustão do octano. A quantidade de O2 presente 
no ar é de 21% v/v. Supondo que 5,0g de octano sejam 
consumidos, a quantidade de ar (L), medidos a 1,0 atm e 24ºC 
(297 K), necessários para a combustão desse hidrocarboneto é, 
aproximadamente, 
a) 13,4. b) 63,8. 
c) 127,6. d) 26,8. 
 
12 - (UERJ/2010) 
A quantidade total de glicose consumida pelo atleta foi de 0,5 
mol. Dessa quantidade, 80% produziram somente ácido lático, e 
o restante foi completamente oxidado no ciclo dos ácidos 
tricarboxílicos. 
O volume de CO2, em litros, nas CNTP, produzido pelas 
mitocôndrias dos músculos do atleta, corresponde a: 
a) 0,10 b) 2,24 
c) 6,72 d) 13,44 
 
13 - (UFG GO/2010) 
Segundo matéria publicada no jornal O Popular (27/09/2009), 
cerca de240.000 toneladas de monóxido de carbono resultaram 
de emissões veiculares em 2007. Em 2009, estima-se que houve 
um aumento de 20% da frota veicular. Com base nessas 
informações, e considerando as mesmas condições de emissão 
entre os anos citados, responda: 
Dados:R = 0,082 L atm/ K mol 
Temperatura = 25 oC Pressão = 1,0 atm. 
a) qual o volume, em litros, de monóxido produzido em 2009? 
b) Qual a massa, em toneladas, de dióxido de carbono 
resultante da conversão por combustão, com 47% de 
eficiência, do monóxido produzido em 2009? 
 
14 - (CEFET PR/2009) 
A reação de calcinação do calcário é basicamente a 
decomposição do carbonato de cálcio para a formação de óxido 
de cálcio e gás carbônico. A composição do calcário depende do 
tipo de composição geológica do local em que se encontra a 
mina, mas, basicamente, para se obter óxido de cálcio em 
quantidade suficiente para produção comercial é necessário um 
minério com pelo menos 85 % em carbonato de cálcio. 
Considerando-se que a reação de calcinação de um calcário com 
esta composição em carbonato de cálcio possui um rendimento 
de 95%, calcular a massa (aproximada) de calcário necessário 
para se obter 5,6 toneladas de óxido de cálcio. 
Dados: M(Ca) = 40 g⋅mol–1; M(C) = 12 g⋅mol–1; M(O) = 16 
g⋅mol–1 
a) 9 × 103 kg. b) 1,24 × 105 kg. 
c) 4 × 104 kg. d) 5 × 105 kg. 
e) 7 × 106 kg. 
 
15 - (UFPA/2009) 
A equação química abaixo representa a síntese para obtenção de 
ceras parafínicas, que posteriormente podem ser convertidas em 
nafta ou óleo diesel. 
25 CO + 51 H2 → C25H52 + 25 H2O 
Em um processo dessa natureza com 80% de rendimento, são 
produzidos 4.800 kg/h de C25H52. Considerando que o reator 
opera durante 8 horas ininterruptas e que os reagentes são 100% 
puros, o reator deverá ser alimentado com uma quantidade de 
CO (em toneladas) aproximadamente igual a 
a) 28,6 b) 47,3 
c) 76,3 d) 95,4 
e) 105,2 
Dados: Massas molares (g/mol): H = 1; C = 12; O = 16 
 
16 - (FATEC SP/2010) 
O “cheiro forte” da urina humana deve-se principalmente à 
amônia, formada pela reação química que ocorre entre ureia, 
CO(NH2)2 , e água: 
CO(NH2)2 (aq) + H2O (l) → CO2(g) + 2 NH3(g) 
O volume de amônia, medido nas CATP (Condições Ambiente 
de Temperatura e Pressão), formado quando 6,0 g de ureia 
reagem completamente com água é, em litros, 
Dado: VM = 25 L.mol–1 
Massas molares, em g⋅mol–1: C = 12; H = 1; O = 16; N = 14 
a) 0,5. b) 1,0. 
c) 1,5. d) 2,0. 
e) 5,0. 
 
 3 
17 - (UFRN/2010) 
Um airbag é uma bolsa que infla rapidamente e que, num 
acidente de carro, ajuda a prevenir lesões graves, como mostra a 
figura abaixo. 
 
Quando se produz a desaceleração repentina do carro, é 
conectado automaticamente um interruptor, que inicia uma 
reação química, liberando o gás nitrogênio em quantidade 
suficiente, conforme a equação a seguir: 
6 NaN3(l) + Fe2O3(s) → 3 Na2O(s) + 2 Fe(s) + 9 N2(g) 
Considere que o volume de um mol de gás, nas CNTP, 
corresponda a 22,4 litros. Nessas condições, de acordo com a 
equação química, quando reagem 3 moles de NaN3, o volume de 
nitrogênio gasoso que se obtém é, aproximadamente, de 
a) 101 litros. b) 202 litros. 
c) 56 litros. d) 45 litros. 
 
18 - (UNIR RO/2010) 
Os metais alcalinos e alcalinos terrosos são metais de baixa 
densidade, coloridos e macios. Reagem com água formando 
hidróxidos fortemente básicos e liberando gás hidrogênio de 
forma exotérmica. A massa de água, em gramas, necessária para 
reagir com magnésio suficiente para formar 112 L de gás 
hidrogênio, medidos nas CNTP, é, aproximadamente: 
a) 36 b) 560 
c) 180 d) 390 
e) 72 
 
19 - (UECE/2009) 
O sulfato de alumínio, usado para a decantação de sujeira na 
água das piscinas, para fixar as cores nos têxteis e como agente 
antitranspirante nos desodorantes, é obtido pela reação de 
deslocamento entre o alumínio e o ácido sulfúrico que produz, 
também, hidrogênio gasoso. 
Sobre essa reação, podemos afirmar corretamente, que a massa 
de alumínio necessária para produzir 89,6 L de hidrogênio, nas 
CNTP, é 
a) 18 g. b) 36 g. 
c) 72 g. d) 90 g. 
 
20 - (UNIFOR CE/2009) 
Componentes do sangue catalisam a decomposição da água 
oxigenada, segundo a equação: 
H2O2 (aq) → H2O (l) +1/2O2 (g) 
Considerando uma água oxigenada a 3% (m/V), a reação de 1,0 
mL dessa solução utilizada para limpar um ferimento, pode 
gerar um volume máximo de O2 (g), em L, nas condições 
normais de pressão e temperatura, correspondente a 
Dado: Volume molar nas CNTP = 22,4 L 
a) 0,01 b) 0,02 
c) 0,03 d) 0,04 
e) 0,05 
 
21 - (MACK SP/2010) 
O ferro é um metal essencial para a vida, responsável pela 
formação da hemoglobina, da mioglobina e de certas enzimas. 
Apenas 8% do ferro ingerido são absorvidos e entram na 
corrente sanguínea. A dose diária recomendada é de cerca de 
15mg para adultos e de 30mg para gestantes. Café ou chá em 
grandes quantidades inibem a absorção de ferro. O ferro ajuda 
no crescimento, promove a resistência às doenças, evita a fadiga, 
a anemia e garante uma boa tonalidade à pele. Supondo que uma 
colher de sopa de feijão possua cerca de 4,4×10–5 mol de ferro, 
uma gestante, para obter a quantidade diária de ferro 
recomendada, deverá ingerir 
Dado: Fe = 56. 
a) 4 colheres de sopa de feijão. 
b) 6 colheres de sopa de feijão. 
c) 8 colheres de sopa de feijão. 
d) 10 colheres de sopa de feijão. 
e) 12 colheres de sopa de feijão. 
 
TEXTO: 1 - Comum à questão: 22 
 
Uma das principais descobertas que impulsionou a produção de 
alimentos foi o processo industrial de Haber-Bosch da produção 
de amônia, que ocorreu há cerca de 100 anos, de acordo com a 
reação (1): 
.)mol/L(105,0Kc 
 e mol/kJ16Gº ,mol/kJ92ºH
(1) )g(2NH )g(H3)g(N
28
322
×=
−=∆−=∆
+ →←
 
 
22 - (UFRN/2009) 
Considerando-se um rendimento de 50% para a reação (1) e 
sabendo-se que, nas CNTP, 1,00 mol de gás ocupa 22,4 L, o 
volume de NH3 produzido a partir de 28 kg de N2 é: 
a) 4,48x104 L. 
b) 2,24x104 L. 
c) 44,8 L. 
d) 22,4 L. 
 
TEXTO: 2 - Comum à questão: 23 
 
O debate sobre a reserva de petróleo da camada pré-sal é um dos 
temas polêmicos neste segundo semestre de 2008, já que 
envolve política e economia. No início de setembro, foi feita a 
coleta simbólica do óleo dessa camada, no campo de Jubarte, 
Espírito Santo. 
 
 
A estimativa da Petrobras é que as reservas de Tupi, Bacia de 
Santos, variem entre 5 bilhões de boe (barris de óleo 
equivalente; 1 boe = 159 litros) e 8 bilhões de boe. O petróleo 
dessas reservas é considerado de excelente qualidade, pois 
apresenta 28 ºAPI. 
O grau API, escala higrométrica idealizada para medir a 
densidade relativa de líquidos, é calculado pela expressão: 
5,1315,141APIº −





ρ
= 
onde ρ é a densidade relativa a 15,6 ºC. 
Classificação do petróleo: 
ºAPI > 30: Petróleo de base parafínica 
22 ≤ ºAPI ≤ 30: Petróleo de base naftênica 
ºAPI < 22: Petróleo de base aromática 
 
23 - (FGV SP/2009) 
 
 4 
Considerando que 20% do volume do petróleo pode ser 
completamente convertido em gasolina (C8H18 massa molar 114 
g/mol), então a quantidade máxima de gás carbônico (CO2 
massa molar 44 g/mol) emitido na queima da gasolina 
(densidade 0,72 kg/L), produzida a partir de toda a reserva 
mínima estimada de petróleo da camada de pré-sal de Tupi é, 
aproximadamente, 
a) 3,52 × 108 toneladas. 
b) 3,52 × 1010 toneladas. 
c) 1,14 × 1011 toneladas. 
d) 4,40 × 1012 toneladas. 
e) 4,40 × 1013 toneladas. 
 
TEXTO: 3 - Comum à questão: 24 
 
A gasolina produzida nas refinarias é originalmente uma mistura 
complexa de hidrocarbonetos. Em função desta complexidade é 
comum utilizar um composto importante da gasolina para poder 
representá-la. Considerando-se que o heptano seja esse 
composto, identifica-se que a gasolina atualmente à venda nos 
postos de combustíveis é de fato mistura da gasolina original 
(75% do volume total) e etanol (25% do volume total). Além 
dessa, outro combustível atualmentedisponível em muitos 
postos é o álcool etílico combustível (que é essencialmente 
etanol). 
 
24 - (UFPA/2009) 
Se um veículo consumir um litro de gasolina original 
(representada pelo heptano), considerando-se que a combustão 
foi completa, a quantidade (em gramas) de bióxido de carbono e 
água que o veículo emitirá será, respectivamente, de 
Dados:Massas molares (g/mol):C = 12 O = 16 H = 1 
Densidade heptano: 0,7 g/mL 
a) 308 e 144. 
b) 308 e 126. 
c) 440 e 180. 
d) 2156 e 1008. 
e) 3080 e 1440. 
 
TEXTO: 4 - Comum à questão: 25 
 
O Brasil possui uma política de substituição do petróleo como 
fonte energética desde os anos 1960, como com a criação do 
Pró-Álcool, um programa governamental de estímulo à 
produção de etanol combustível a partir da cana-de-açúcar e de 
confecção de automóveis que utilizem esta fonte energética. Em 
2009 completam-se três décadas da implementação dos 
primeiros postos de distribuição de combustíveis que 
comercializaram o etanol, atualmente o mais importante 
biocombustível da matriz energética. Sua produção é baseada no 
melaço da cana-de-açúcar como matéria-prima. O processo 
utiliza a fermentação da sacarose, presente no melaço, pela 
proteína invertase, originando glicose (C6H12O6) e a frutose 
(C6H12O6), que, sob influência de outra proteína, a zimase, e na 
presença de água, produzem o etanol e gás carbônico. 
 
25 - (UEPB/2010) 
Considerando uma produção de etanol combustível de 11,5 
bilhões de litros e uma densidade desse líquido de 0,8 g/cm3, 
qual a quantidade de matéria de glicose/frutose requerida para a 
produção de todo esse álcool? Considere a reação com 100 % de 
rendimento. 
a) 1.1011 mol de glicose/frutose. 
b) 1.108 mol de glicose/frutose. 
c) 1.1012 mol de glicose/frutose. 
d) 1.1011 g de glicose/frutose. 
e) 1.1010 g de glicose/frutose. 
 
 
 
 
 
 
GABARITO: 
1) Gab: A 
2) Gab: B 
3) Gab: A 
4) Gab: 
a) O2 é o reagente limitante 
b) Massa residual = 216 g – 202,5 g = 13,5 g de C6H12O6 em 
excesso 
c) P = 830,25 atm. 
5) Gab: 
a) fluoroapatita F))(PO(Ca 345 é o reagente limitante da 
reação. 
b) 29,41gH3PO4 
6) Gab: C 
7) Gab: 
a) Em todas as etapas são perdidos 34 g de NH3 
 34g 3 Etapa
 34g 2 Etapa
 34g 1 Etapa
 
b) 
MgCl2.6NH3(s) → MgCl2.4NH3(s) + 2 NH3(g) 
MgCl2.4NH3(s) → MgCl2.2NH3(s) + 2 NH3(g) 
MgCl2.2NH3(s) → MgCl2(s) + 2 NH3(g) 
c) Além do aquecimento, o equilíbrio poderá ser deslocado 
para a direita por meio da retirada do gás amônia e ou 
diminuição da pressão. 
8) Gab: A 
9) Gab: C 
10) Gab: C 
11) Gab: B 
12) Gab: D 
13) Gab: 
a) 
L1051,2V
298082,0
28
102,28V1
g102,28ton10242,12009 
TR
M
mVP
11
10
104
⋅=
⋅⋅
⋅
=⋅
⋅=⋅⋅⇒
⋅⋅=⋅
 
b) 
 28 g CO -------------- 44 g CO2 
28,8 . 104ton CO --------------- x 
 x = 45,257 . 104ton 
45,257 . 104ton ------------------ 100% 
 y ---------------- 100% 
 y = 2,1 . 105 ton 
14) Gab: B 
15) Gab: D 
16) Gab: E 
17) Gab: A 
18) Gab: C 
19) Gab: C 
20) Gab: B 
21) Gab: E 
22) Gab: B 
23) Gab: A 
24) Gab: D 
25) Gab: A 
 
 
 
 
 
Bons estudos...

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

5 pág.
5 pág.
5 pág.
5 pág.

Perguntas Recentes