A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
58 pág.
Apostila - Contabilidade Introdutória II

Pré-visualização | Página 2 de 22

Contábeis - CON. Exigirá uma reciclagem permanente do 
corpo docente, com a assimilação da nova filosofia do curso, a contínua modernização do Escritório/Modelo, dos 
equipamentos e das instalações para atendimento ao aluno (Prática Contábil). 
O OBJETO E AS FUNÇÕES DA CONTABILIDADE 
Nos últimos 150 anos de doutrina contábil, muitas foram as teorias que procuraram identificar o objeto de estudo e as 
finalidades da Contabilidade. Destas teorias, a que é hoje universal e quase unanimemente aceita, é a do patrimonialismo, 
exposta por Vicenzo Mazi, que elegeu como objeto da contabilidade o PATRIMÔNIO, com enfoque para os fenômenos nele 
ocorridos. 
Esta teoria possui princípios identificados e normas estabelecidas que constituem um conjunto estruturado de 
conhecimentos certos e universais, capazes de prever futuros fenômenos patrimoniais. 
 
 1. Conceito de Patrimônio 
Em contabilidade, a palavra patrimônio tem sentido amplo: por um lado significa o conjunto de bens e direitos 
pertencentes a uma pessoa ou empresa; por outro lado inclui as obrigações a serem pagas. 
Bens e Direitos Obrigações
(a receber) ( a serem pagas)
PATRIMÔNIO DE UMA PESSOA OU DE UMA EMPRESA
 
Bens: Coisas úteis, capazes de satisfazer às necessidades das pessoas e das empresas e se subdividem em: 
Bens materiais, corpóreos ou tangíveis: Têm forma física, são palpáveis. Ex: Veículos, imóveis, estoques de mercadorias, 
dinheiro, moveis e utensílios etc. 
Bens imateriais incorpóreos ou intangíveis: São os não palpáveis, não constituídos de matéria. Ex: Marcas e patentes. 
Bens imóveis: são aqueles vinculados ao solo, que não podem ser retirados sem destruição ou danos: Edifícios, construções etc. 
Bens móveis: são aqueles que podem ser removidos por si próprios ou por outras pessoas: máquinas, equipamentos, estoques de 
mercadorias etc. 
 Em Contabilidade entende-se por Direito ou Direitos. 
Contabilidade Introdutória II – Material didático 
Universidade Católica de Goiás Professor Paulo Henrique Alves Parreira 
 
5 
Obrigações: São dividas com outras pessoas ou instituições. Em Contabilidade tais dívidas são denominadas obrigações 
exigíveis, isto é, compromissos que serão reclamados, exigidos: pagamento na data do vencimento. 
ATIVO : È o conjunto de bens e direitos da propriedade da empresa. São os itens positivos do patrimônio; trazem benefícios, 
proporcionam ganho para a empresa. 
Passivo: Significa as obrigações exigíveis da empresa, ou seja, as dívidas que serão cobradas, reclamadas a partir da data de 
seu vencimento. 
Patrimônio Líquido: Parte do patrimônio que efetivamente sobra para seu proprietário após somar bens e direitos e subtrair do 
total das obrigações; situação líquida, riqueza líquida; medida de riqueza da empresa. 
Equação Patrimonial: 
PL(Patrimônio Liq.)=Ativo – Passivo 
 
Situação Líquida Negativa: 
Ativo < Passivo 
 
Situação Líquida Positiva: 
Ativo > Passivo 
 
Situação Liquida Nula 
 
Ativo = passivo 
 
Exercícios 
 
1) Segundo a Resolução CFC 750/93 
qual e o objeto da contabilidade? 
 
2) Defina o que é Patrimônio? 
 
 
3) O que são Bens, e quais as suas subdivisões? 
 
 
4) Defina o que é ativo? 
 
 
5) Defina o que é Passivo? 
 
 
6) Qual a formula da Equação Patrimonial? 
 
7) Para que você possa familiarizar-se bem com a escrituração dos fatos no livro Diário e razão, é conveniente que procure 
solucionar os fatos propostos nesta Prática realizando os lançamentos de acordo com o Diário e razão. 
 
1. Compra de mercadorias, à vista, conforme Nota fiscal nº 761, da Comercial Souza Ltda., no valor de R$ 8.000. 
2. Compra de três armários de aço, à vista, conforme Nota fiscal nº 213 da Comercial Mendes Ltda., no valor de R$ 3.000. 
3. Venda de mercadorias, à vista, conforme nossa Nota fiscal nº 100, no valor de R$ R$ 8.000 (não considerar o valor do 
custo de aquisição). 
4. Venda de três armários de aço, à vista, conforme nossa Nota fiscal nº 11, por R$ 3000. 
5. Compra de mercadorias, a prazo, conforme Nota Fiscal nº 384 da Casa Theodoro S/A, no valor de R$ 5.000. Houve, no 
ato, aceite de cinco duplicatas no valor de R$ 1.000, cada uma para vencimento de 30 em 30 dias. 
6. Venda de mercadorias, a prazo, ao Sr. Cláudio de Biasi, conforme nossa Nota fiscal nº 18, no valor de R$ 1.500. Houve 
aceite, no ato, de três duplicatas no valor de R$ 500 cada uma, com vencimento para 30, 60 e 90 dias. 
7. Abertura de conta bancária, com depósito inicial em dinheiro, no Banco Urupês S/A, no valor de R$ 10.000. 
8. Saque efetuado para reforço de Caixa, conforme nosso cheque nº 1 do Banco Urupês S/A, no valor de R$ 2.000. 
9. Compra de uma casa situada na Rua X, s/n, conforme escritura lavrada no Terceiro Tabelião, no valor de R$ 100.000. 
Foram pagos, à vista, como sinal, R$10.000, através do nosso cheque nº 2 do Banco Urupês S/A, e o restante será pago 
em 60 dias, conforme Nota Promissória. 
Contabilidade Introdutória II – Material didático 
Universidade Católica de Goiás Professor Paulo Henrique Alves Parreira 
 
6 
10. Venda de mercadorias, ao Sr. Olavo, conforme nossa Nota Fiscal nº 653, no valor de R$ 6.500, sendo que R$ 500 foram 
recebidos no ato, em dinheiro, e o restante será recebido em três parcelas de R$ 2.000, conforme aceite de duplicatas. 
11. Venda de mercadorias, à vista, ao Sr. João César, conforme nossa Nota Fiscal nº 32, no valor de R$ 500. O cliente 
efetuou pagamento através do cheque nº 300 do banco do Estado. 
12. Pagamento de uma duplicata ao fornecedor JX Ltda. No valor de R$ 300, com 5% de desconto. 
13. Venda de mercadorias à vista, no valor de R$, com desconto destacado na NF de R$ 50. Total da NF: R$ 300. 
14. Recebimento de aluguel do Sr. Paulo, em dinheiro, no valor de R$ 1.200, com 10% de desconto. 
15. Compra de mercadorias, à vista, do fornecedor JL Ltda., no valor de R$ 9.000. na NF, houve desconto incondicional de 
R$ 1.000. Total da NF: R$ 8.000. 
16. Recebimento, em dinheiro, de uma duplicata da Sra. Celeste, no valor de R$ 100, com 30% de juros. 
17. Compra de 5 computadores no valor de R$ 15.000, onde R$ 5.000 foram pagos à vista, e o restando a prazo conforme 
Nota Promissória. 
 
 3) De acordo com os fatos abaixo: 
1) Constituição de uma sociedade com o capital de R$ 80.000,00 integralizado no ato 90% em moeda corrente do pais, 
conforme contrato social arquivado na JUCEG. 
2) Compras de mercadorias R$ 9.000,00 sendo 30% à vista e o restante mediante aceite de duplicatas. 
3) Compra de máquinas e equipamentos para uso da entidade a prazo R$ 2.000,00 com aceite de Notas Promissórias. 
4) Venda de mercadoria por R$ 2.000,00 sendo 50 % à vista, com emissão de duplicatas. 
5) Pagamento de energia R$ 300,00. 
6) Pagamento de R$ 200,00 Ref. Manutenção. 
7) Pagamento de 20% do item “2”, com 30 de juros. 
8) Recebimento de 30% do item “04” com 20 de desconto. 
9) Compras de mercadorias R$ 3.000,00 a prazo com aceite de duplicatas. 
10) Vendas de mercadorias R$ 1.500,00 a prazo. 
11) Compra de um veículo para uso da entidade por R$ 5.000,00 sendo 40% à vista e o restante mediante aceite de nota 
promissória. 
12) Pagamento de 50% do item ‘ 9 ‘ com 20% de desconto. 
13) Recebimento de R$ 500,00 Ref. O item “10” com 20% de juros. 
14) Pagamento de Aluguel do M~es R$ 1.000,00 
15) Compra de mercadorias R$ 2.000,00 à vista. 
16) Abertura de C/C no Banco do Brasil R$ 6.000,00. 
17) Pagamento de 40% do item “11” com 15% de juros Cheque n° 001. 
18) A empresa obteve um empréstimo bancário no valor de R$ 9.000,00. 
19) Pagamento de combustível R$ 200,00. 
20) Pagamento de salário do mês de R$ 500,00. 
21) Vendas de mercadorias R$ 25.000,00 à vista. 
22) Pagamento do restante da dívida ref. O item “11”. 
23) Venda do veículo a prazo por R$ 8.000,00.