A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
SIMULADO ENADE 2021

Pré-visualização | Página 3 de 7

abaixo, a opção que contem as afirmativas corretas com relação à nova visão sobre o ensino de História Antiga.
		
	
	As afirmativas I e III estão corretas. 
	
	As afirmativas II e III estão corretas. 
	
	As afirmativas I e II estão corretas.
	 
	As afirmativas II e IV estão corretas. 
	
	As afirmativas I e IV estão corretas.
		
	
	
		21
           Questão
	Acerto: 0,1  / 0,1   
	"Chegamos à terra dos Ciclopes, homens soberbos e sem leis, que, confiando nos deuses imortais, não plantam nem lavram; entre os quais tudo nasce, sem que a terra tenha recebido semente nem cultura [...] Não têm assembleias que julguem ou deliberem, nem leis [...] e cada um dita a lei a seus filhos e mulheres, sem se preocuparem uns com os outros." (Homero. Odisséia)
A partir do texto elaborado na Grécia antiga, marque VERDADEIRO (V) ou FALSO (F) para as seguintes afirmações:
I. O texto observa na existência daqueles Ciclopes estranhos uma sofisticação de costumes e de comportamentos ainda não conspurcados pela vida da Polis.
II. Os Ciclopes apresentavam uma ausência de regras comuns de convivência e de um espaço coletivo de deliberação política.
III. Esses estranhos seres revelavam uma indiferença para com a religião politeísta e uma extrema afabilidade nas relações familiares.
IV. Eles representavam para os gregos uma possibilidade de expansão da democracia e de instalação de colônias fora da Grécia.
		
	
	F, V, V, F
	 
	F, F, V, F
	
	V, F, F, F
	
	F, F, F, V
	
	F, V, F, F
		
	
	
		22
           Questão
	Acerto: 0,1  / 0,1   
	Uma comum idéia que era ratificada pelos estudiosos ao longo do século XIX era de que os grupos indígenas do Brasil poderiam ser divididos em dois grupos homogêneos. Essa noção foi apresentada na Revista do Instituto Histórico Geográfico Brasileiro em 1845, com a seguinte definição:
"Em dois grupos se podem estes [os índios] commodamente dividir. O 1º. comprehende todas aquellas nações, ou raças de gentios indígenas, que fallam com pouca discrepância a mesma língua geral e commum, a que por isso os europeus chamaram língua brasílica. Estes pela maior parte habitavam o litoral no tempo da conquista. No 2º. entram os que vivendo quase todos mais para o sertão têem entre si línguas e costumes differentes (Artigo..., 1845, p. 499)".
KODAMA, Kaori. Os estudos etnográficos no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1840-1860): história, viagens e questão indígena. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 5, n. 2, p. 253-272, ago. 2010.
Tal percepção dual seria uma continuidade de uma noção formulada pelos colonizadores, no período entre os séculos XVI e XVII.
Com base nessa divisão, assinale a alternativa que apresenta as duas nomeações dadas aos grupos indígenas e uma consequência que essa homogeneidade traz para os estudos de temáticas indígenas no período.
		
	
	Guaraní e Tupi - proximidade e identificação indígena com conceitos cunhados pelos colonizadores.
	
	Tapuia e Tamoia - aculturação dos indígenas que vão para os territórios urbanos e são absorvidos pela cultura dos homens citadinos.
	
	Tupi Guarani e Ashantis - reivindicação indígena pelo uso de uma nomeação plural por parte dos estudiosos.
	
	Tupi e Tamoia - perda das raízes ancestrais que aproximam os indígenas da escravidão.
	 
	Tupi e Tapuia - limitação da percepção científica da pluralidade étnica das sociedades indígenas.
		
	
	
		23
           Questão
	Acerto: 0,1  / 0,1   
	"Até o final da década de 80, existiam na África treze conflitos regionais (Angola, Etiópia, Libéria, Sudão, Chade, entre outros). Um ano depois, esse número diminuiu para seis, diante dos altos custos de sua manutenção. Com o relaxamento das tensões EUA-URSS (distensão), os países africanos também deixaram de ser o desencalhe de armas convencionais dos dois países. Entre 1984 e 1987, as despesas militares diminuíram de 5,2% do PNB, acumulado dos países em conflito para cerca de 4,3%. O cenário que resulta é desolador. Destruição econômica e destruição social, com a disseminação da fome e da epidemia da Aids." (OLIVA, J. e GIANSANTI, R. Espaço e modernidade: temas da geografia mundial. São Paulo: Atual, 1995). Os conflitos existentes na África, juntamente com a fome e as epidemias, são elementos que constituem o triste cenário deste continente. Entre as explicações para compreendermos a existência dessas intermináveis guerras regionais, podemos apontar que:
		
	 
	As atuais fronteiras foram traçadas pelos colonizadores europeus sem respeitar a antiga organização tribal e a distribuição geográfica das etnias no continente.
	
	Os conflitos ocorrem por conta do interesse de diversas tribos, em constituírem um espaço comum africano para agregar as diversas comunidades em um mesmo grupo étnico-linguístico cultural.
	
	As comunidades étnicas optaram por entrar em conflitos armados, estimulados pela inserção do capitalismo neoliberal e, principalmente, por conta dos diversos produtos industrializados disponíveis nos mercados africanos.
	
	A atual disputa pelo potencial mercado de alimentos impulsiona as grandes potências africanas a investirem maciçamente na produção e venda de armamentos.
	
	O continente africano exerce importante papel estratégico nas relações políticas e ideológicas entre os países que compõem os blocos econômicos mundiais.
		
	
	
		24
           Questão
	Acerto: 0,1  / 0,1   
	"François I, cuja tirada insolente é bem conhecida, o sol brilha para mim assim como para todos os outros: o que eu gostaria era de ver a cláusula do Testamento de Adão que me exclui da divisão do mundo, apoia as pretensões de seus súditos. Ele chega mesmo a obter do papa Clemente VII uma interpretação mais flexível do Tratado de Tordesilhas: admite-se que a divisão do mundo assinada em 1494 concerne apenas às terras então conhecidas e não as terras posteriormente descobertas pelas outras coroas". Lá onde Villegagnon desembarcou ... A França Antártica (1555.1560).  Disponível em: http://bndigital.bn.br/francebr/antartica.htm
 
No início da colonização portuguesa na América, povos de outras nações tentaram se estabelecer no Brasil. O objetivo era garantir espaço territorial no Novo Mundo visto que a chegada de espanhóis na América e o grande afluxo de ouro e prata geraram interesse em outras nações. Ainda no século XVI, especificamente no Rio de Janeiro, tivemos a presença de franceses cujo objetivo era:
		
	
	Aliar-se aos espanhóis no processo de ocupação do Novo Mundo.
	
	Dominar o comércio de pau-brasil junto à Europa, coordenando a extração da mercadoria na colônia portuguesa na América.
	
	Expulsar os portugueses e colonizar todo território do Brasil.
	 
	O estabelecimento de uma colônia no Rio de Janeiro.
	
	Encontrar ouro e prata e explorar todo o território litorâneo brasileiro.
		
	
	
		25
           Questão
	Acerto: 0,1  / 0,1   
	"À tarde saiu o Capitão-mor em seu batel com todos nós outros e com os outros capitães das naus em seus batéis a folgar pela baía, em frente da praia. Mas ninguém saiu em terra, porque o Capitão o não quis, sem embargo de ninguém nela estar. Somente saiu ele com todos nós em um ilhéu grande, que na baía está e que na baixa-mar fica mui vazio. Porém é por toda a parte cercado de água, de sorte que ninguém lá pode ir, a não ser de barco ou a nado. Ali folgou ele e todos nós outros, bem uma hora e meia. E alguns marinheiros, que ali andavam com um chinchorro, pescaram peixe miúdo, não muito. Então volvemo-nos às naus, já bem de noite. Ao domingo de Pascoela pela manhã, determinou o Capitão de ir ouvir missa e pregação naquele ilhéu. Mandou a todos os capitães que se aprestassem nos batéis e fossem com ele. E assim foi feito. Mandou naquele ilhéu armar um esperavel, e dentro dele um altar mui bem corregido. E ali com todos nós outros fez dizer missa, a qual foi dita pelo padre frei Henrique, em voz entoada, e oficiada com aquela mesma voz pelos outros padres e sacerdotes, que todos eram ali.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.