Intemperismo Quimico

Intemperismo Quimico


DisciplinaGeologia para Engenharia2.107 materiais25.499 seguidores
Pré-visualização1 página
Curso de Engenharia Civil
Disciplina: Geologia para Engenharia
INTEMPERISMO QUÍMICO
Componentes: 
Humberto de Alcantara
Danilo Santos
Gleidson Brito
Iguarã Neri
Jósé Sergio
2012
Intemperismo
		O termo \u201cintemperismo\u201d vem da expressão \u201cintempérie\u201d que é usada para descrever a ação do sol, vento e da chuva sobre objetos. Conjunto de processos, através dos quais as rochas se desintegram e se decompõem à superfície da crosta (onde estão sujeitas às intempéries). Os traços gerais de intemperismo químico estão diretamente relacionados com o processo de formação com o qual a rocha foi gerada.
Intemperismo quimico
		Quebra da estrutura química dos minerais que compõe a rocha ou sedimento (material de origem). As rochas, então, sofrem um processo de decomposição. A intensidade deste intemperismo é relacionada com a temperatura, pluviosidade e vegetação, ocorrendo principalmente nas regiões intertropicais.
 Quando minerais são alterados ou dissolvidos por reações químicas 
 FATORES QUE CONTROLAM A INTENSIDADE DO ATAQUE INTEMPÉRICO ÀS ROCHAS
Tipo de Rocha
Estrutura da rocha afeta sua susceptibilidade à fragmentação
Clima
Presença ou Ausência de Solos
Tempo de Exposição
 Diferentes rochas, sob condições idênticas, sofrem intemperismo em graus diferentes
Observe na foto ao lado, a evolução do solo. Na superfície, o solo é mais rico em argila e matéria orgânica. À medida que se aprofunda aumenta o número de cristais de feldspato, os quais já se encontram em processo de desagregação e de alteração química
Oxidação
		O processo de oxidação das rochas sempre ocorre com a água como agente intermediário. Pode-se tomar o exemplos de superfícies de ferro que permanecem limpas e brilhante na presença do ar seco, no entanto, na presença da umidade logo se enferrujam (oxidação). O oxigênio é um elemento que sempre estará dissolvido na água, tanto na água da chuva como na água subterrânea em grandes quantidades para oxidar o ferro do ferro ferroso para o estado férrico
Oxidação
Ex. pirita + O2 e H2O = goethita
Oxidação na construção civil
 Hidratação
 		A hidratação consiste na adição da molécula completa de água à estrutura do mineral causando uma expansão dos minerais, no entanto alguns cientistas consideram a hidratação como sendo um processo de intemperismo físico relacionado ao crescimento de minerais estranhos na rocha.
Anidrita + água = gipsita
gesso
Hidrólise
		Os íons de H + nas águas de infiltração, provenientes da dissociação das moléculas de água e dos solutos ácidos, reagem com os minerais alumino-silicatos das rochas quebrando a estrutura cristalina da maioria dos minerais, dando origem a novas espécies minerais, como as argilas.
Na construção civil
Dissolução
 Ocorre quando a água solubiliza completamente uma rocha, normalmente elas são calcárias. Os efeitos maiores da dissolução são a formação de cavernas em regiões calcário.
Na figura abaixo podemos ver a ação do intemperismo sobre estátuas de mármore na
França, devido a ação da chuva ácida.
Atividade dos ácidos em construções
	
		É um fenômeno relativamente simples com a redução da alcalinidade do concreto devido a penetração do acido, o mesmo reage e penetra no concreto e com o tempo resultam na perda gradual de massa e resistência da base.