Buscar

TESTE DE CONHECIMENTO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

1.
		Um profissional de saúde, analisando as sentencas abaixo mencionadas, tem condicoes de afirmar que a relação entre a adoção de medidas de promoção à saúde e o fomento do papel do TRABABALHO como sendo promotor da saúde e não gerador de doenças está corretamente evidenciada na alternativa:
	
	
	
	O trabalho é essencialmente nocivo seja pelos inúmeros riscos ocupacionais inerentes aos seus processos ou pela reduzida realização de ações de promoção à saúde coletiva e proteção individual;
	
	
	Ações informativas sobre o potencial promotor de saúde do trabalho ressaltando seu valor social, seu impacto positivo no componente psíquico do indivíduo parecem não causar impacto efetivo;
	
	
	O incentivo às políticas internas de RH que promovam o reconhecimento das qualidades e habilidades laborais dos trabalhadores podem minimizar doenças ocupacionais somente do tipo psíquicas.
	
	
	Nenhuma medida de promoção pode amenizar papel nocivo dos processos produtivos;
	
	
	Medidas simples de humanização de processos de trabalho, como tornar ambiente mais tranquilo e saudável mediante redução da exposição aos riscos ocupacionais (físicos, químicos, biológicos, ergonômicos, mecânicos), além das específicas de redução de exposição a agentes nocivos incentivam o papel promotor de saúde do trabalho em si;
	
Explicação: O aluno deverá expor medidas relativas a ações de promoção à saúde e preventivas que podem ser promovidas no ambiente de trabalho de forma organizada, coletiva e outras direcionadas ao indivíduo que esteja exposto a determinados riscos ocupacionais específicos, na tentativa de evitar ocorrências de danos, sofrimento ou agravos.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Das afirmações abaixo relacionadas qual não expressa a relevância do nexo de causalidade entre trabalho e o adoecimento para o processo de prevenção, promoção e tratamento das patologias do trabalho?
	
	
	
	Determina de forma inquestionável afastamento permanente da função.
	
	
	Promove ao trabalhador as garantias previstas na legislação pertinente ao trabalho;
	
	
	Explica o grau de culpabilidade do empregador ou do empregado na ocorrência do evento.
	
	
	Auxilia na determinação do diagnóstico e na correta condução terapêutica da doença ou agravo do trabalhador;
	
	
	Permite a notificação do agravo quando necessário (ex: Acidente do Trabalho);
	
Explicação: O nexo de causalidade permite que a assistência seja adequada, além de contribuir para a qualificação das informações epidemiológicas (incidência, prevalência, gravidade, distribuição, outras) relativas às doenças e/ou agravos relacionados ao trabalho na medida em que são notificadas aos órgãos competentes e, na medida de sua correta identificação e diagnóstico assegura a proteção laboral no ponto de vista legal, trabalhista e previdenciária ao trabalhador afetado.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A Saúde do Trabalhador é uma área da Saúde Pública que tem por finalidade, segundo o Ministério da Saúde do Brasil, o estudo e a intervenção as relações entre o trabalho e a saúde. Considerando sua abrangência, marque a única opção que não apresenta um objetivo ou uma atuação específica da área em questão.
	
	
	
	Avaliação técnica e concessão de benefícios previdenciários aos trabalhadores com doencas ocupacionais diagnosticadas.
	
	
	Desenvolvimento de ações de vigilância dos riscos presentes nos ambientes e condições de trabalho.
	
	
	Proteção e promoção à saúde dos trabalhadores.
	
	
	Procedimentos de diagnóstico, tratamento e reabilitação de forma integrada.
	
	
	Organização e prestação da assistência à saúde dos trabalhadores.
	
Explicação: A área de Saúde do Trabalhador tem por objetivo central a proteção e promoção da saúde desse grupo de pessoas através da atuação dos profissionais através de desenvolvimento de ações de vigilância dos riscos presentes nos ambientes e condições de trabalho, organização e prestação da assistência à saúde dos trabalhadores, diagnóstico, tratamento, reabilitacao
	
	
	
		1.
		Quais as principais finalidades dos sistemas de classificação das doencas ocupacionais e relacinoadas ao trabalho adotados em muitos países do mundo?
	
	
	
	Regulamentar em todos os países as ações de proteção legal ao trabalhador.
	
	
	O principal objetivo é codificar as diversas doenças existentes e evidenciar a qual agente está relacionada de forma específica.
	
	
	Minimizar os custos dos benefícios concedidos aos trabalhadores segurados e que adoecem por doenças que são classificadas como ocupacionais sem ter nexo causal estabelecido.
	
	
	Finalidade legal na medida em que listam as doenças que exclusivamente estão associadas a processos de trabalho nocivos.
	
	
	Entender os danos e agravos ocasionados ou afetados pela função laboral para melhor identificá-los e orientar a assistência aos trabalhadores atingidos por estes processos, auxiliando ações de promoção e prevenção.
	
Explicação: A principal finalidade é permitir controle e prevenção desses acidentes, agravos e doenças relacionadas ao trabalho, além de orientar as ações de assistência médica e social promovidas pelas entidades governamentais.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Segundo a Classificação de Schilling são doenças do Grupo II em que o trabalho pode ser um fator de risco, contributivo, mas não necessário:
	
	
	
	asma, silicose e transtornos mentais.
	
	
	saturnismo, câncer de pulmão e transtornos mentais.
	
	
	varizes de membros inferiores, hipertensão arterial e câncer de pulmão.
	
	
	transtornos mentais, hipertensão arterial e dermatite alérgica.
	
	
	hipertensão arterial, hidrargirismo e silicose.
	
Explicação:
São consideradas as doenças: doença coronariana; doença do aparelho locomotor; câncer; varizes dos membros inferiores; outras, como Grau II da classificação de Schilling.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Segundo MENDES, 2003, a classificação das doenças ocupacionais é fundamental pela ¿necessidade de separar o que é diferente, e se possível juntar o que é semelhante¿. Qual das alternativas abaixo explica esta afirmacao do autor?
	
	
	
	Identificar doencas diferentes permite ampliar a lista de doencas ocupacionais reconhecidas pelo Ministério da Saúde.
	
	
	A classificacao é importante para perrmitir a codificacao das doencas do trabalho e facilitar a concessao de benefícios previdenciários.
	
	
	Mendes afirma que devemos reconhecer todas as doencas ocupacionais.
	
	
	Significa poder basicamente produzir informação técnica sobre cada doença em si.
	
	
	Saber se uma doença esta intrinsecamente relacionada ao trabalho e seu potencial nocivo (Grupo I de Schiller) ou se a mesma possui múltiplos fatores de risco (etiologia epidemiológica), muda absolutamente tudo, seja na abordagem diagnóstica e terapêutica como na própria repercussão laboral do agravo/dano/doença do trabalhador individual ou das coletividades.
	
Explicação: de acordo com MENDES em sua citação, visto que a categorização dos agravos/danos/doenças relacionadas ao trabalho vai permitir tratar com maior eficiência e eficácia cada uma das condições em si, além de permitir o reconhecimento de padrões de comportamento, efeitos similares; acompanhar os resultados das abordagens terapêuticas distintas para problemas iguais; produzir informação técnica sobre cada doença em si e seu grupo de doenças semelhantes. Seria desejável que o aluno pudesse relacionar com os instrumentos de investigação da relação trabalho-saúde-doença (anamnese ocupacional, por exemplo).
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Identifique a alternativa abaixo que se relaciona com aspectos do componente de trabalho que trata dos ambientes em que o trabalho se desenvolve.
	
	
	
	Edificação, iluminação, sinalização de segurança, ventilação, condições sanitárias.
	
	
	Exposição a diferentes riscos (químicos, físicos, mecânicos, biológicos, etc).
	
	
	Condições Ergonômicas (levantamento, transporte, descargas de materiais, etc).
	
	
	Recursos humanos (empregadoe empregador).
	
	
	Máquinas, ferramentas e equipamentos. E. Exposição a diferentes riscos (químicos, físicos, mecânicos, biológicos, etc).
	
Explicação: Considerando que o trabalho como processo é caracterizado por componentes básicos que incluem ambiente, meios, agentes influentes, o objeto e a finalidade em si. O processo produtivo de qualquer trabalho, quando analisado seu ambiente reúne elementos que em conjunto determinam o status do local serão realizadas as atividades, portanto, a alternativa correta apresenta condições gerais pertinentes ao ¿espaço¿ produtivo.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Sabemos que podem ser muitos os impactos das impactos das doencas ou agravos provocados pelo TRABALHO são inúmeros, complexos, e segundo a OMS podem variar desde disfuncoes e deficiencias até incapacidades de graus distintos. Das alternativas abaixo apenas uma nao se refere a este contexto, qual seria?
	
	
	
	Aposentadoria tardia.
	
	
	Transtornos psicológicos e sofrimento psíquico.
	
	
	Incapacidade total ou parcial para o trabalho, desemprego e perda econômica.
	
	
	Mudanca de posto de trabalho.
	
	
	Perda do status social e queda de rendimento familiar.
	
Explicação: Entendendo o conceito mais ampliado de saúde e considerando o impacto do trabalho na vida da pessoa podemos problematizar a questao da deterimnacao da ¿incapacidade¿ de forma mais abrangente e não unicamente focada ao trabalho, pois sabemos, que na dimensao psíquica existem impactos das doencas relacionadas ao trabalho e dos acidentes de trabalho que podem ser muito danosas ser humano em outros aspectos de sua vida, como por exemplo: familliar, social, privada, tendo também desdobramentos distintos em cada indivíduo dependendo de multiplos fatores intrínsecos à pessoa (culturais, econômicos, sociais, vivências, idade, sexo, grau de instrucao dentre outros). Não podemos, caro aluno, esquecer que tratar da saúde das pessoas requer uma visao biopsicossocial do processo saúde-doenca e entendimento do ser humano inserido em suas múltiplas dimensoes da vida em toda a sua complexidade.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Segundo a classificação proposta por Schilling (1984), as doenças em que o trabalho é causa necessária são tipificadas como doenças profissionais, stricto sensu, e como intoxicações agudas de origem ocupacional. Esta classificação se divide em 3 grupos: Grupo I Trabalho como causa necessária; Grupo II Doenças cujo trabalho é um fator contributivo, mas não necessário; Grupo III Doenças cujo trabalho é provocador de um distúrbio latente, ou agravador de doença já estabelecida. De acordo com esta classificação, marque a alternativa correta:
	
	
	
	São doenças do grupo II: doença coronariana e varizes dos membros inferiores
	
	
	São doenças do grupo I: doenças do aparelho locomotor e câncer
	
	
	São doenças do grupo II: bronquite crônica e dermatite de contato alérgica
	
	
	São doenças do grupo III: intoxicação por chumbo e silicose
	
	
	São doenças do grupo I: asma e doenças mentais
	
Explicação:
As doença coronariana e varizes dos membros inferiores, são exemplos de doenças cujo trabalho é um fator contributivo, mas não necessário.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Qual a principal característica do Sistema de Classificação das doenças proposta por Schilling, em 1984?
	
	
	
	Forma de relacionamento do trabalho com as doenças, diferenciando as doenças essencialmente ocupacionais daquelas relacionadas ao trabalho.
	
	
	Promover a padronização, inicialmente, no Reino Unido da classificação das doenças no âmbito das indústrias.
	
	
	Permitir a diferenciacao entre os tipos de agentes causadores das doencas exclusivamente profissionais.
	
	
	Diferenciar doenças graves, agudas e crônicas entre os trabalhadores em geral.
	
	
	Permitir a identificação dos riscos ocupacionais.
	
Explicação: Schilling identificou que todas as informações já existentes sobre as Doencas essencialmente ocupacionais (profissionais) poderiam mascarar a incidência de doenças que guardavam relação ou eram afetadas pelo trabalho, mas que eram de etiologia epidemiológica. Portanto, a principal característica de seu sistema de classificação é a proposição de existência de três formas de relacionamento entre trabalho e doença, permitindo que as abordagens preventivas para eliminação ou redução dos fatores de risco pudessem ser direcionadas segundo tipo de grupo de doenças, entre outros, portanto sendo mais efetivas.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A Classificação proposta por Schilling agrupa as doenças segundo sua relação com o trabalho. De acordo com essa Classificação, as doenças em que o trabalho é
	
	
	
	Causa necessária, estão no Grupo II de Schilling e têm como exemplos o câncer e as doenças mentais.
	
	
	Causa necessária, estão no Grupo I de Schilling e têm como exemplos a intoxicação pelo chumbo e a silicose.
	
	
	Fator contributivo, mas não necessário, estão no Grupo III de Schilling e têm como exemplos o câncer e a asma.
	
	
	Provocador de um distúrbio latente, estão no Grupo II de Schilling e têm como exemplos a silicose e as varizes.
	
	
	Fator contributivo ou provocador de um distúrbio latente estão no Grupo I de Schilling e têm como exemplo a asma e a asbestose.
	
Explicação: GRUPO I: Doenças em que o trabalho é causa necessária. São as chamadas doenças profissionais, estando incluídas as intoxicações agudas de origem ocupacional.
	
	
	
		1.
		A LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991 estabelece a obrigatoriedade de emissão da CAT ¿ Comunicação de Acidente de trabalho por parte do empregador sempre da constatação de sua ocorrência, independente de haver ou não afastamento do trabalho. Imagine um caso de acidente do trabalho onde o empregador não emitiu a CAT e após 15 dias o médico do trabalho orienta o acidentado a ele próprio notificar a ocorrência à previdência social. Sobre o caso hipotético mencionado é possível afirmar que:
	
	
	
	Lei Federal é clara quanto à responsabilidade do empregador, portanto, neste caso não procede a orientação do médico do trabalho.
	
	
	A conduta foi adequada, pois a Lei prevê em caso de recusa do empregador a comunicação do acidente realizada pelo empregado lesionado.
	
	
	A conduta do médico foi adequada apesar da CAT nesse caso não ter validade pra finalidade de concessão de benefícios previdenciários.
	
	
	A conduta não foi incorreta pois não foi mencionado se houve ou não afastamento do trabalhador.
	
	
	O empregado não conseguiria atestar a ocorrência do acidente passado o período mencionado de quinze dias, pois o prazo legal é de 24 horas.
	
Explicação: Caracterizado o acidente de trabalho, o empregador responsável tem a obrigação legal (Art 22 da Lei 8213/91) de emitir a CAT, no prazo de 24 horas após a ocorrência do acidente ou de a empresa ter tomado ciência deste. Caso assim não proceda, podem emitir a CAT o próprio trabalhador acidentado, seus dependentes, o sindicato de sua categoria, o médico que o assistiu ou qualquer autoridade pública (por exemplo, delegados de polícia, juízes, promotores). Fonte: Ministério do Trabalho e do Emprego.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		É vital que o profissional seja previamente informado acerca dos riscos aos quais estará exposto e de todas as medidas preventivas que deverão ser adotadas na sua prática profissional, bem como, entender os seus direitos e deveres no que refere às condições de trabalho e utilização de Equipamento de Proteção Individual ¿ EPI. Devidamente capacitado sobre os termos da Norma Regulamentadora NR -32 (MTE, 2005) que trata especificamente das medidas de proteção à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, o trabalhador da área saberá que NAO é sua obrigação:
	
	
	
	Utilizar sempre as vestimentas adequadas como sapatos fechados.
	
	
	Manusear e transportar os cilindros de gases medicinais sempre utilizando EPI e seguindo as normas de seguranca.
	
	
	Use os EPIs indicados em qualquer procedimento com quimioterápicos.Siguir às orientações e procedimentos adequados ao manuseio e descarte de materiais perfuro cortantes.
	
	
	Atender às campanhas de vacinação preventiva contra tétano, Hepatite B entre outras.
	
Explicação: Na realidade segundo a Norma Regulamentadora NR -32 (MTE, 2005) é proibido que os profissinoais de saúde manuseiem ou transportem sob quaisquer condicoes os cilindros de gases medicinais.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		a forma como alguns trabalhos são desenvolvidos podem gerar condições de risco diversas, caracterizando as atividades laborais em nocivas, perigosas, danosas as quais podem ocasionar relacionadas a doenças ou acidentes. Assim examine as alternativa abaixo e escolha aquela que apresente exemplo(s) corretos de correlacao entre o tipo de nocividade dos processos de trabalho, o agente e as consequencias que estes determinam.
	
	
	
	Relativo ao Objeto (perigo intrínseco) / máquinas antigas e inseguras / radiações ionizantes, descargas elétricas, outras.
	
	
	Relativo às condições de trabalho nocivas / elementos psicossociais do trabalho / fadiga, ansiedade, depressão, desgaste mental.
	
	
	Relativo ao ambiente / estresse; desgaste; grande esforço; esforços repetitivos / amputações, ferimentos diversos, esmagamentos dos membros, outros.
	
	
	Relativo ao ambiente / exposição ocupacional a poeira de sílica / trauma, isquemia, hipóxia, anóxia.
	
	
	Relativo aos meios / exposição ao chumbo / diversos tipos de cânceres.
	
Explicação: Oscar Betancourt que apresentou em sua publicação (BETANCOURT, 1999, apud MENDES, 2003, p. 100) uma classificação que deve ser considerada, a respeito dos processos perigosos alertando para: ¿ Processos perigosos relativos ao objeto do trabalho; ¿ Processos perigosos dos meios de trabalho; ¿ Processos perigosos que surgem pela relação entre objeto, meios e a atividade em si; ¿ Aqueles que surgem pela organização e a divisão do trabalho. A alternativa A, segundo Mendes (2003) é a única que evidencia de forma correta a naturea do dano, seu agente ou causador e as consequencias para saúde do trabalhador.
	
	 
		
	
	
	
		1.
		A Organização Mundial de Saúde estimou em 2011 que ocorrem aproximadamente três milhões de acidentes percutâneos com agulhas contaminadas por material biológico por ano entre trabalhadores da área da saúde em todo o mundo e cerca de dois milhões com exposição ao HBV, 900.000 ao HCV e 170.000 ao HIV. Assim, reconhecendo que se refere ao grupo de riscos mais frequentes e notadamente nocivos aos quais os profissionais de saúde estão diariamente expostos, o Ministério da Saúde no Brasil através de suas atribuições e a partir da criação em 2003 de uma Comissão de Biossegurança em Saúde - CBS tornando a implantação de ações de biossegurança. Assim, a biossegurança então compreende:
	
	
	
	Um conjunto de ações destinadas a prevenir, controlar, mitigar ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam interferir ou comprometer a qualidade de vida, a saúde humana e o meio ambiente.
	
	
	É a condição de segurança alcançada por um conjunto de ações destinadas a eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer o meio ambiente por meio de contamicacao dos solos e da água pelo descarte de resíduos das indústrias químicas.
	
	
	Um conjunto de normas nacionais elaboradas pelo Ministério da Saúde através da Portaria N. 1.914/11 para definir o grau de virulência dos agentes químicos e determinar os protocolos clínicos de assistência à saúde aos trabalhadores.
	
	
	Um conjunto de ações e regras técnicas definidas pelo MTE destinadas a prevenir os agentes etiológicos inerentes às atividades que possam interferir ou comprometer a saúde humana relativas ao manuseio de agentes físicos, químicos ou biológicos, que afetam a pele.
	
	
	Um conjunto de estudos e procedimentos técnicos voltados exclusivamente aos profissionais de indústrias farmacêuticas que visam a evitar ou controlar os riscos provocados pole uso de agentes químicos, agentes físicos e agentes biológicos à biodiversidade.
	
Explicação: A biossegurança compreende um conjunto de ações destinadas a prevenir, controlar, mitigar ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam interferir ou comprometer a qualidade de vida, a saúde humana e o meio ambiente. (OPAS; MS, 2010. p 15)
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A exposição a agentes patogênicos e riscos ocupacionais é condição para a determinação de algumas doenças relacionadas ao trabalho. Está correta a alternativa abaixo que correlaciona o agente etiológico e a situação do ambiente ou processo de trabalho que proporciona a condição de exposição ocupacional:
	
	
	
	Serviços de saúde de emergência, utilização de Raio X industrial- Agente físico - Ruído.
	
	
	Pirólise de plásticos - Agente químico - Ácido sulfídrico.
	
	
	Mineração de carvão - Agente químico - Asbesto.
	
	
	Fundição, fábrica de vidros, fornalhas, construção civil - Agente físico- Calor.
	
	
	Solda elétrica, trabalhos ao sol, construção civil - Agente físico - Radiação ionizante.
	
Explicação: Segundo Ministério da Saúde, o calor como agente nocivo classificado como agente físico que causa risco a saúde dos trabalhadores que atuam, sobretudo, em processos produtivos de indústrias de fundição, fábricas de vidros, atividades em que se operam fornalhas e na construção civil
		1.
		O manual técnico sobre perda auditiva produzida por ruídos, publicado pelo Ministério da Saúde em 2006, indica como sinais e sintomas da PAIR (Perda auditiva induzida por ruído), EXCETO
	
	
	
	Zumbido
	
	
	Intolerância a sons intensos
	
	
	Dificuldade de compreensão de fala
	
	
	Pupila fotorreagente
	
	
	Perda auditiva.
	
Explicação: Pupila fotorreagente não é sintoma de Perda auditiva induzida por ruído. Está relacionada ao sistema ocular.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A forma como alguns trabalhos são desenvolvidos podem gerar condições de risco diversas, caracterizando as atividades laborais em nocivas, perigosas, danosas as quais podem ocasionar relacionadas a doenças ou acidentes. Nesse momento é fundamental citar Oscar Betancourt que apresentou em sua publicação (BETANCOURT, 1999, apud MENDES, 2003, p. 100) uma classificação que deve ser considerada, a respeito dos processos perigosos alertando para os PROCESSOS PERIGOSOS relativos ao objeto do trabalho; aos meios de trabalho; os que suergem pela relação entre objeto, meios e a atividade em si e aqueles que surgem pela organização e a divisão do trabalho. Considerando essa diferenciacao marque a opcao CORRETA sobre o tipo de nocividade do processo de trabalho e a condição associada:
	
	
	
	Relativo ao ambiente: Pneumoconiose ou silicose, fibrose intersticial aguda nos pulmões ou asbestose, intoxicação aguda ao mercúrio, diversos tipos de cânceres, outros.
	
	
	Relativa ao ambiente: estresse; desgaste; grande esforço; esforços repetitivos; outros elementos psicossociais do trabalho.
	
	
	Relativo ao Objeto (perigo intrínseco): exposição ocupacional a poeira de sílica, asbesto; exposição ao chumbo.
	
	
	Relativo às condições de trabalho nocivas: máquinas antigas e inseguras.
	
	
	Relativa aos meios: epaços confinados; grandes alturas ou profundidades; eletricistas; atividades de manutenção de máquinas; construção.
	
Explicação: A única resposta correta evidencia o tipo de atividade nociva relativa ao objeto do próprio trabalho, ou seja, um perigo intrínseco ao trabalho, e correlaciona a condição que o proporciona sendo: a exposição ocupacional a poeira de sílica, asbesto; exposição ao chumbo (MENDES 2003).
	
	
	
	 
		
	
		3.
		São exemplos de doenças comumente relacionadas à exposição aos ruídos ou afeçoes auditivas as seguintes relacionadas:
	
	
	
	
	Síndrome de Raynaud e acrocianose e acroparestesia.
	
	
	Perda da Audição Provocada pelo Ruído e perfuração da Membrama do Tímpano.
	
	
	Perda da Audição Provocada pelo Ruído, ateração temporária do limiar auditivo, comprometimento da discriminação auditivae hiperacusia.
	
	
	Hipertensão Arterial, ruptura Traumática do Tímpano e doença de Kienböck do Adulto.
	
	
	Labirintite e síndrome de disfunção reativa das vias aéreas.
	
Explicação: 1) Ruído e afecção auditiva: Perda da Audição Provocada pelo Ruído (H83.3), Outras percepções auditivas anormais: Alteração Temporária do Limiar Auditivo, Comprometimento da Discriminação Auditiva e Hiperacusia (H93.2), Hipertensão Arterial (I10.-),Ruptura Traumática do Tímpano (pelo ruído) (S09.2). Referência: LISTA A de Doenças relacionadas ao Trabalho, a ser adotada como referência dos agravos originados do trabalho no Sistema Único de Saúde, para uso clínico e epidemiológico, foram sistematizados pela Portaria MS GM N. 1.339/99 (Decreto N. 3.048/99) os agentes ou fatores de risco de natureza ocupacional relacionados com a etiologia de Doenças Profissionais e de Outras Doenças Relacionadas com o Trabalho.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		O programa de televisão semanal, ¿Fantástico¿, da Rede Globo transmitiu em 29 de janeiro de 2012, matéria sobre o uso de formol em salões de beleza para o alisamento dos cabelos. Na referida matéria, explicavam que a substancia química tem a venda controlada e a liberação estipulada pela ANVISA com uma dosagem máxima de 0,2% do formol na composição dos produtos para tornar os fios mais lisos, funcionando nessa quantidade apenas como conservante e não causando danos à saúde. Essa medida é uma acao de protecao a saúde da população e dos profissionais de beleza que estão diariamente expostos ao Sobre a substância mencionada e os efeitos que causa está ERRADO dizer que:
	
	
	
	Também está vinculado a exposições não ocupacionais como, por exemplo, é o caso do tabagismo.
	
	
	Trata-se de um agente químico, o formaldeído é um gás, produzido e utilizado mundialmente em muitas atividades econômicas, porém não há comprovação de seus efeitos nocivos à saúde do trabalhador.
	
	
	Pode causar danos e lesões celulares através da intoxicação seja por exposição única ou repetida dependendo da concentração.
	
	
	Tem toxicidade elevada por ser solúvel em agua e rapidamente absorvido no trato respiratório e gastrointestinal e metabolizado, e também causa doenças de pele apesar de ser mais difícil penetração pela derme.
	
	
	Está entre os riscos ocupacionais da indústria de papel e produtos de madeira, assim como em atividades de analises histopatológicas.
	
Explicação: A Anvisa, mediante RDC nº 162 de 11 de setembro de 2001 estabeleceu que o uso do formol é permitido apenas como conservante na concentração de 0,2% e como endurecedor de unhas na concentração de 5%. O uso do formol foi proibido em produtos de limpeza (detergentes, desinfetantes, alvejantes e demais materiais saneantes ¿ RDC nº 35, de 03 de junho de 2008), baseados no artigo 5º da Resolução nº 184 de 22 de outubro de 2001, que proíbe o uso de substâncias carcinogênicas, terotogênicas e mutagênicas nas formulações de produtos saneantes. Sua venda também é proibida em drogaria, farmácia, supermercado, armazém e empório, loja de conveniência e drugstore. A infração das diversas resoluções referentes ao agente químico, como prevê a lei específica, configura infração sanitária. O limiar de exposição ocupacional diária permitido no Brasil é de 1,6 ppm (2mg/m3) até 48h/semana e o dos Estados Unidos, por exemplo, é de 0,75 ppm em 8h ( 1mg/m3). A finalidade dessa atuação da ANIVSA foi de restringir o acesso da população ao formol, coibindo o desvio de uso do formol como alisante capilar, protegendo a saúde de profissionais cabeleireiros e consumidores. Dados recebidos pela Anvisa mostram que as notificações de danos causados por produtos para alisamento capilar triplicaram no 1º semestre de 2009 em comparação com todo o ano de 2008, sendo que na maioria dos casos há suspeita do uso indevido de formol (e também de glutaraldeído) como substâncias alisantes.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A Leptospirose (A27) doença transmitida através de bactérias do gênero Leptospira, pode estar associada a atividade laboral rural principalmente àquelas relacionadas ao cultivo de grãos e cereais. Segundo estudo realizado por OLIVEIRA (2012) em 2008 no município de Várzea Alegre/CE ocorreu um surto de leptospirose em agricultores envolvidos com o cultivo de arroz, com a notificação de 350 casos suspeitos de leptospirose em agricultores de arroz e uma investigação foi realizada para identificar os fatores de risco mostrando que estavam relacionados à atividade ocupacional e ao não uso de roupas de proteção individual e exposição prolongada ao ambiente de trabalho. No Brasil, as medidas de prevenção e controle em relação à profilaxia vêm sendo discutidas no âmbito do Programa Nacional de Controle da Leptospirose, como: uso de luvas, botas e outras vestimentas à prova de água, além do conhecimento a respeito dos riscos aumentados na presença de ferimentos na pele. O estudo concluiu que a maioria dos casos estava associada à exposição ocupacional. Assim, o autor afirma ser imprescindível investir na detecção precoce dos riscos, tratar oportunamente os acometidos e manter a vigilância em alerta nas fases de maior exposição, e ainda considerar a profilaxia laboral com vacina específica, não utilizada no cenário brasileiro. Podemos afirmar que este caso demonstra:
	
	
	
	Que o uso de EPIs nesse caso específico da atividade rural pouco oferece proteção aos trabalhadores.
	
	
	A fragilidade dos dados do estudo comentados, pois 350 casos de notificação de Leptospirose no município podem caracterizar surto mas não podem ser associados à exposição ocupacional por não ser comprovado este agente biológico ao processo de trabalho referido.
	
	
	Que a liberação da vacinação como medida protetora dos profissionais poderia ter evitado o surto notificado no município estudado, sendo a única medida segura e efetiva contra a exposição ocupacional relatada.
	
	
	Que a atuação da segurança e saúde do trabalhador é importante mas que a rede de atenção à saúde é a principal responsável em proteger o trabalhador acometido antes mesmo do momento do diagnóstico.
	
	
	A importância do conhecimento a respeito dos agentes etiológicos, condições de risco, características, condições e meios de execução do trabalho, além, do papel essencial das notificações dos agravos para deflagrar as medidas de inspeção sanitária e investigação epidemiológica a princípio.
	
Explicação: Grupo 25 da LISTA A, agentes como Microorganismos e parasitas infecciosos vivos e seus produtos tóxicos (Exposição ocupacional ao agente e/ou transmissor da doença, em profissões e/ou condições de trabalho especificadas) podem causar a Leptospirose (A27).
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Profissionais da equipe de enfermagem estão constantemente vulneráveis ao adoecimento relacionado as situações e condições de trabalho. Qual condição psíquica está relacionada ao esgotamento físico e emocional intensos, estresse crônico, pressão relacionada ao desempenho das atividades laborais e pelas relações interpessoais?
	
	
	
	Hipertensão
	
	
	Dermatoses
	
	
	Síndrome de Guillain-Barré
	
	
	Síndrome de Burnout
	
	
	Síndrome de Turner
	
Explicação: A Síndrome de Burnout se caracteriza pelo esgotamento físico e emocional intensos, causados por estresse crônico, pressão relacionada ao desempenho das atividades laborais e pelas relações interpessoais problemáticas.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Entre as doenças laborais, a Síndrome de Burnout é a doença ocupacional a que estão mais expostos os profissionais das áreas de saúde, educação e serviços assistenciais. Nela, ocorre adoecimento físico e psíquico, que compromete os resultados do trabalho. Esse acometimento repercute nas organizações, pois gera elevado índice de absenteísmo, aumento de conflitos interpessoais. Nesse contexto, avalie as afirmações a seguir.
I. A Síndrome de Burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio psíquico decorrente de um estado de tensão emocional e estresse crônicoprovocados por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes.
II. A Síndrome de Burnout caracteriza-se por euforia, alegria, despersonalização, reviviscência episódica de evento estressor e diminuição do envolvimento pessoal no trabalho, em especial a debilidade mental.
III. Há vários estressores ocupacionais vivenciados pelos profissionais da área de saúde que afetam diretamente o seu bem-estar, e, se persistentes, podem levar à Síndrome de Burnout.
IV. Os estressores ocupacionais para enfermeiros estão relacionados à atuação profissional, ambiente de trabalho, administração de pessoal, relacionamento interpessoal, assistência prestada e vida pessoal.
 
É CORRETO apenas o que se afirma em
	
	
	
	
	II
	
	
	III e IV
	
	
	I, II e III
	
	
	I, II e IV
	
	
	I, III e IV
	
Explicação:
Todas as afirmações estão corretas, exceto a II, pois a Síndrome de Burnout não proporciona alegria e nem reviviscência episódica de evento estressor aos acomentidos
		1.
		Quando avaliamos os múltiplos fatores de risco ocupacionais relacionados as LER/DORT e suas manifestações sobre o trabalhador entendemos como é relevante o conhecimento das exposições laborais para orientar as ações de prevenção no ambiente de trabalho. Leia as afirmações abaixo listadas sobre estes fatores de risco e em seguida marque a alternativa incorreta.
	
	
	
	As posturas extremas ou inadequadas no trabalho são a um fator de risco bastante importante podendo causar afecções musculoesqueléticas graves por forcar as articulações, aumentar a carga ou estressar as estruturas musculares e esqueléticas de forma acentuada.
	
	
	Sao sobretudo doenças do aparelho locomotor de origem inflamatória e degenerativa cujos sinais e sintomas não são específicos e o aparecimento não ocorre de forma súbita.
	
	
	Enquanto a invariabilidade da tarefa (monotonia de esforço sobre mesma região anatômica) é altamente lesiva ao trabalhador, a existência de funções com alta exigência cognitiva não se caracterizam propriamente por fator de risco para ocorrência das LER/DORT.
	
	
	O posto de trabalho ocupado pelo trabalhador em si não ocasionam distúrbios musculoesqueléticos, mas levam ao trabalhador a adotar posturas, posições, comportamentos que o permitam a suportar cargas excessivas, pressões inadequadas, dimensões inapropriadas para exercer suas atividades podendo levar ao aparecimento das LER/DORT.
	
	
	A carga musculoesquelética mecânica (carga sobre os tecidos) e a carga estática (posição contra a gravidade) podem ser ocasionadas pela força, a repetitividade, a duração da carga, o tipo de preensão, a postura e o método de trabalho.
	
Explicação: As funções de alta exigência cognitiva podem ocasionar os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho seja causando um aumento da tensão muscular, seja causando uma reação mais generalizada de estresse (MS, 2012) sendo, portanto, um fator de risco tão relevante quanto à repetitividade das tarefas laborais.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Leia com atenção as sentenças abaixo e mediante os conhecimentos iniciais sobre as patologias conhecidas como LER, ou melhor, Distúrbios Osteomusculares relacionados ao trabalho (denominação sugerida pelo INSS em 1998), assinale a única opção incorreta.
	
	
	
	São patologias que acometem preferencialmente coluna vertebral, membros superiores e inferiores, sendo sempre ocasionadas por múltiplos fatores correlacionados.
	
	
	A prevalência destas patologias entre os trabalhadores é elevada no caso do Brasil, determinando cerca de 60% dos afastamentos laborais e 75% das emissões de CAT pelo INSS.
	
	
	As LER/DORT algumas vezes são uma consequência das condições de trabalho, mas nem sempre, pois existem fatores sociais e psicológicos que também podem determinar seu aparecimento.
	
	
	A denominação LER/DORT é muito questionada por profissionais da saúde, Conselhos de categorias médica e de enfermagem, e pelo próprio INSS e MTE devido a sua inadequação visto que os esforços repetitivos não são a única causa dessas patologias.
	
	
	Estes distúrbios osteomusculares acometem diversas categorias profissionais de distintos e variados setores da economia.
	
Explicação: As condições de trabalho são SEMPRE causa do aparecimento das LER/DORT ainda que ela seja multifatorial. As LER/DORT são manifestações clínicas do sistema musculoesquelético adquiridos pelo trabalhador exposto a determinadas condições de trabalho que são especificamente nocivas quando em excesso, em graus inadequados, em tempos prolongados de exposição entre outros fatores.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		As lesões por esforço repetitivo (LER) são afecções altamente incapacitantes que exigem medidas de prevenção para promover a saúde do trabalhador. Como medidas de prevenção da LER podem ser citadas, exceto:
	
	
	
	utilização de ferramentas adequadas às tarefas
	
	
	promoção da melhoria do relacionamento entre as pessoas
	
	
	estímulo a atividades lúdico-sociais
	
	
	eliminação de horas extras
	
	
	descontrole do ritmo de tarefas executadas
	
Explicação: Uma das medidas preventivas com relação a LER é o controle do ritmo das tarefas.
	
	
	
	 
		
	
		4.
	
		Abaixo estão listadas algumas justificativas a cerca da importância do diagnóstico das LER/DORT quando analisamos sob ponto de vista dos trabalhadores, empregadores e da sociedade em geral. A alternativa que não apresenta uma dessas justificativas é a:
	
	
	
	São manifestações clínicas que podem ser dolorosas, crônicas, invisíveis e irreversíveis para a saúde do trabalhador levando a deterioração de sua condição física e psicológica.
	
	
	Evitar especificamente confusões diagnósticas entre tarefas domésticas e atividades profissionais de limpeza, faxina ou cozinha industrial.
	
	
	Permitir a padronização e adequação da interpretação pericial (médicos peritos) facilitando a determinação do nexo de causalidade.
	
	
	Melhor tratamento, reabilitação e recuperação do trabalhador acometido.
	
	
	Podem afetar a capacidade produtiva do trabalhador acometido dificultando sua reinserção no trabalho após eventual afastamento e recuperação clínica.
	
Explicação: A importância social, pública, individual, coletiva, científica, jurídica, previdenciária do adequado diagnóstico das LE/DORT estão relacionadas à adequada concessão de benefícios, proteção, tratamento e recuperação dos trabalhadores atingidos, independente de sua ocupação e das tarefas que desempenha. Trata-se de uma etapa indispensável, a de diagnóstico, para posterior causalidade, tratamento, afastamento laboral, intervenção na organização e condições laborais, e até nas medidas preventivas na medida em que mais informação estará disponível para permitir orientar as ações de prevenção
		1
          Questão
	
	
	Leia o caso da Whirlpool, empresa reconhecida nacionalmente por ambiente de trabalho seguro e saudável. em seguida destaque a alternativa que evidencia os principais elementos de intervenção em que as propostas de melhoria do ambiente de trabalho foram promovidas. A Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, conquistou a segunda colocação na edição nacional do Prêmio SESI Qualidade no Trabalho (PSQT). O evento realizado na terça-feira (04), na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, reconheceu as melhores práticas adotadas pelas empresas para a melhoria nos processos de gestão de pessoas e nas condições de trabalho. A Whirlpool foi representada na categoria Ambiente de Trabalho Seguro e Saudável com o Programa de Ergonomia desenvolvido na Unidade Rio Claro. Iniciado em 2009, com a parceria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), o Programa é composto por um time especializado na área de ergonomia, que avalia condições de trabalho e sugere oportunidades de melhoria nos postos, com ênfase em saúde, segurança, conforto e produtividade. Operadores, supervisores e líderes da unidade passaram por treinamentos para a conscientização sobrea importância da qualidade de vida no ambiente de trabalho. Além disso, foi implantada uma série de ações, como o Programa Pause, que prevê descanso de dez minutos durante a jornada, o Rodízio de Postos, para revezamento de posturas no trabalho, e os Postos Sentados. Sobre a Whirlpool Latin AmericaA Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, é líder do mercado latino-americano de eletrodomésticos. Atualmente, conta com mais de 14 mil colaboradores e fábricas localizadas em Joinville (Santa Catarina), Manaus (Amazonas) e Rio Claro (São Paulo), além de 23 laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento e quatro Centros de Tecnologia. Para saber mais sobre a Whirlpool Latin America, acesse www.whirlpool.com.br.
		
	
	As ações promovidas pela empresa Whirlpool estão focadas no elemento essencial de informação e educação no ambiente laboral sobre os riscos ocupacionais.
	
	O programa explicitado apresenta ações destinadas exclusivamente à redução dos acidentes de trabalho causados por esforços repetitivos.
	
	Não foi implementada nenhum mudança em nenhuma das principais dimensões comentadas pela OMS como sendo relativas ao tema de ambientes saudáveis de trabalho.
	 
	Ambiente físico e psíquico do trabalho em destaque para a minimização dos riscos ocupacionais específicos citados e própria organização do trabalho e cultura da empresa (condições ergonômicas de trabalho, conforto, segurança e saúde dos trabalhadores).
	
	As ações propostas não parecem ser efetivas, pois dependem antes de mais nada do compromisso da empresa com a adoção das normas de segurança do trabalho e por isso, não são legais.
	Respondido em 27/03/2022 17:45:56
	
Explicação: O caso que apresentamos é um exemplo real de desenvolvimento da proposta de atuação ou intervenção nas quatro dimensões comentadas pela OMS em seu modelo proposto em 2010. Vide o segundo objetivo da nossa aula de hoje e releia o conteúdo.
	
	
	 
		2
          Questão
	
	
	A definição da OMS sobre Ambientes de Trabalho Saudáveis demonstra como a compreensão de saúde ocupacional evoluiu de um olhar restrito ao ambiente físico de trabalho para a inclusão de aspectos psicossociais e da saúde individual. Dos elementos citados abaixo quais não se relacionam diretamente ao ambiente em si onde o trabalho se desenvolve:
		
	
	Móveis, produtos e substancias químicas.
	
	Materiais e processos de produção.
	
	Maquinário e móveis inadequados.
	 
	Organização do trabalho deficiente, concepção do trabalho inadequada, pressão por cumprimento de metas e prazos;
	
	Exposição ao ar livre ou execução de trabalho em veículos
	Respondido em 27/03/2022 17:43:13
	
Explicação: Fatores psicossociais do ambiente de trabalho que também afetam a saúde dos trabalhadores incluem aspectos da organização do trabalho, modelo de liderança e gestão, cultura organizacional, entre outros. Todas as demais alternativas apresentam elementos considerados pela OMS como sendo relativos do ambiente físico do trabalho.
	
	
	 
		3
          Questão
	
	
	Avaliando a temática dos ambientes saudáveis sabemos que na prática exige das organizações (empresas) um esforço e iniciativas diversas para promover transformações contínuas, melhorias, no ambiente e processos de trabalho. Examine as questões abaixo e marque a alternativa incorreta sobre a importância das empresas investirem em ambientes mais saudáveis para seus profissionais.
		
	
	Pelo papel do trabalho como vital para sustentabilidade das empresas e da sociedade (interesse empresarial e social).
	
	As empresas devem investir em melhorias contínuas para ajudar na retenção dos seus talentos.
	
	Porque os custos de prevenção e promoção da saúde são menores do que os custos resultantes dos acidentes de trabalho, além de ser uma obrigação legal das empresas.
	
	Porque eles contribuem para a manutenção do desenvolvimento econômico
	 
	
	Para o empregador nao há vantagens de ordem prática em investir nas iniciativas de minimizacao de riscos ocupacionais e melhoria do ambiente laboral.
	Respondido em 27/03/2022 17:41:44
	
Explicação: Todas as alternativas, exceto a primeira, apresentam justificativas para o investimento das empresas em ambientes laborais mais saudáveis na medida em que a produtividade e o bem estar dos trabalhadores são diretamente impactados pelos riscos laborais e a ocorrência de acidades de trabalho os quais são promovidos por ambientes inadequados ou inseguros para trabalhadores
	
		1
          Questão
	
	
	A OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgou dados no dia 02 de setembro de 2009 no site da BBC Brasil que apontam: nos próximos 20 anos, a depressão deve se tornar a doença mais comum do mundo, afetando mais pessoas do que qualquer outro problema de saúde, incluindo câncer e doenças cardíacas¿. Depressão pode ser relacionada ao trabalho e quando avaliada nesse contexto é correto afirmar que:
		
	
	A depressão relacionada ao trabalho não pode ser diagnosticada pela presença de dores de estômago, dores de cabeça, dores pelo corpo e nas costas, pressão no peito.
	
	Causa transformações no comportamento físico, mental e emocional, que podem ou não influenciar na qualidade de vida e desempenho laboral.
	
	Os sintomas são bastante inespecíficos, tais como: tristeza excessiva, desânimo, dificuldade de concentração, alterações no sono e devem estar presentes para caracterizar o diagnóstico adequado.
	 
	O diagnóstico pode ser mais assertivo em uma atuação conjunta de um médico e um psicólogo que considerem manifestações físicas e psíquicas relativa ao trabalho e que também afetem o trabalhador na sua vida particular e social.
	
	O estresse não é considerado um sintoma de depressão no ambiente de trabalho, se sim de outras doenças do comportamento do trabalhador.
	Respondido em 27/03/2022 17:34:47
	
Explicação: A depressão é um distúrbio neurológico que pode acometer o físico, o humor, o pensamento e até mesma a subjetividade do indivíduo e sua maneira de se ver e sentir no mundo ao seu redor. O diagnóstico nem sempre é fácil, precoce e sua relação com o ambiente e condições de trabalho exige uma atuação em equipe de profissionais da saúde que sejam especialistas e possam assistir o acometido com atenção e conhecimento para aliviar o sofrimento mental.
	
	
	 
		2
          Questão
	
	
	Examine o questionamento apresentado adiante e marque a alternativa mais assertiva com relação entre às transformações do mundo do trabalho e a incidência das doenças ocupacionais que afetam a saúde mental do trabalhador. "Se a melancolia é de novo o mal do século, se o número de depressões aumenta, isso não se passa em um contexto social onde os laços simbólicos estão rompidos?" (Julia Kristeva, escritora e psicanalista, Magazine Littéraire, 2005, p. 26).
		
	
	Ausência de local definido para realização do trabalho é um fator gerador de estresse e depressão que não são de fato representativos de perda de vínculo ou laço laboral.
	 
	A autora comenta uma característica atual do ambiente social que pode estar associada ao aparecimento da depressão. No ambiente laboral, a perda da identidade do trabalhador e do vínculo com o trabalho podem ser considerados esses laços simbólicos mencionados.
	
	Os vínculos empregatícios e nova forma de organização das empresas não guarda relação com o aumento da incidência de quadros depressivos.
	
	As causas de depressão não ocupacional e ocupacional são absolutamente diversas e múltiplas e nada tem a ver com ausência de laços simbólicos.
	
	Os casos de depressão aumentam no mundo contemporâneo capitalista globalizado em razão das transformações sociais e não devido às ocorridas no mundo do trabalho.
	Respondido em 27/03/2022 17:36:26
	
Explicação: A psicanalista faz um questionamento buscando correlacionar a ausência de existência de vínculos seja entre as pessoas ou entre elas e as instituições inseridas na sociedade, o que causaria um quadro depressivo cada vez mais frequente. Quandopensamos nessa hipótese apresentada no contexto das mudanças em processamento no mundo do trabalho reconhecemos que a perda de vínculo, despersonalização, perda de ligação com o trabalho e a empresa são exemplos de laços perdidos, rompidos que deixam o trabalhador exposto a um cenário negativo, inseguro, opressor e competitivo que pode ser gerador de transtorno mental.
	
	
	 
		3
          Questão
	
	
	Considerando o tema das modificações do mundo de trabalho contemporâneo assinale a alternativa INCORRETA com relação às principais mudanças que atingem o mercado e, por consequência, as relações laborais e os trabalhadores.
		
	
	Impacto das novas tecnologias.
	
	Mudanças na economia, nos mercados e nas organizações
	
	Mudanças nas características demográficas da força de trabalho.
	
	Novas competências para o trabalho e importância da educação
	 
	Aumento do emprego e com acentuada melhoria das condicoes laborais.
	Respondido em 27/03/2022 17:38:24
	
Explicação: Segundo visto em aula, todas as alternativas representam as características dos movimentos de mudança que afetam em profundidade o mercado de trabalho atual e que se consolida como sendo tendência para as próximas décadas, evidenciando modificações significativas na forma como se organizavam os setores econômicos empregadores da forca de trabalho. Com relacao ao emprego o que se observa é de fato o aumento do desemprego e subemprego com acentuada precarização das relacoes trabalhistas.
	
	
	 
		4
          Questão
	
	
	Examine as alternativas a seguir relacionadas a conteúdo, condições e ambiente de trabalho e marque aquela que apresenta características do mercado de trabalho em transformação principalmente pela incorporação tecnológica.
		
	
	Trabalhadores pouco qualificados nos setores produtivos e comerciais.
	
	Estabilidade de mercado de trabalho.
	
	Vínculo único, integral, relação empregado ¿ empregador, relações hierarquizadas e em rede interna organizacional.
	
	Local de trabalho fixo, atividades presenciais, jornadas de trabalho determinadas (turnos/períodos).
	 
	Flexibilidade, modelos de trabalho à distância, novas funções, e manejo de muitas ferramentas tecnológicas, de comunicação e organizacionais.
	Respondido em 27/03/2022 17:39:44
	
Explicação: As principais transformações no mercado de trabalho, sobretudo devido à incorporação tecnológica, atingem o próprio conteúdo do trabalho, as qualificações dos profissionais para realizá-lo, os modelos de trabalho, assim como, nas formas de emprego. A partir da era Pós-Industrial até os dias atuais, com maior velocidade nas últimas duas décadas, são movimentos inovadores econômicos, sociais, tecnológicos impactantes que se expressam na acentuada globalização, na modernização dos processos produtivos, na informatização maciça das organizações. Tudo isso faz com que a sociedade, o mercado, as relações de trabalho se alterem
	
		1
          Questão
	
	
	O conceito de promoção da saúde no ambiente de trabalho que transcende as ações preventivas de acidentes do trabalho e de doenças ocupacionais e se estende às práticas de vida saudável é:
		
	
	Responsabilidade Social.
	
	Ergonomia.
	
	Saúde Ocupacional.
	
	Segurança do Trabalho.
	 
	Qualidade de Vida no Trabalho (QVT).
	Respondido em 27/03/2022 17:33:46
	
Explicação:
O conceito de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) tem por finalidade a promoção da saúde das pessoas em todos os sentidos, transcendendo as ações simplesmente focadas no controle de acidentes do trabalho e de doenças ocupacionais
		1
          Questão
	
	
	Considerando os impactos comentados em aula na vida dos trabalhadores afetados por algum adoecimento causado pelo trabalho, qual o(s) principal(is) desafio(s) do profissional da área da saúde do trabalhador de uma empresa diante de um caso de doença ou acidente ocupacional atestada?
		
	 
	Auxiliar o trabalhador a reinserção funcional, se for o caso, oferecer condições de reabilitação funcional, desenvolver ações de promoção, prevenção e segurança no ambiente de trabalho nocivo, reduzindo riscos e exposição a eles.
	
	Nenhum, pois após o NTEP o problema do trabalhador doente passa a ser responsabilidade do INSS.
	
	A concessão de benefícios que auxiliem de fato o trabalhador incapacitado de exercer suas funções habituais em caso de doenças graves.
	
	Analisar o impacto não somente na vida do trabalhador como na empresa que será afetada pela perda da forca de trabalho.
	
	A determinação da gravidade da doença diagnosticada.
	Respondido em 27/03/2022 17:32:51
	
Explicação: A atuação no âmbito individual é importantíssima e responsabilidade do profissional que assiste ao trabalhador, mas a abordagem coletiva e, sobretudo, preventiva é a finalidade primária de qualquer atuação na área da saúde.

Outros materiais