Buscar

FORMAÇÃO PARA PROFEISSIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL - MODULO 1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

MODULO 1 – ATIVIDADE 1 – SLIDE 11
Caso você seja ou foi educadora ou educador de crianças pequenas, que atividades você observou que contribuíram para o desenvolvimento da habilidade de reconhecer emoções nas crianças?
As práticas de atividades como dança, música, pintura e escrita ajudam no desenvolvimento emocional das crianças. Elas se sentem à vontade para exprimir por meio das palavras, por exemplo, os seus sentimentos mais controversos.
MODULO 1 – ATIVIDADE 2 – SLIDE 16
A - Caso você seja educador(a) de crianças pequenas, qual o maior desafio que você enfrenta em relação à regulação das emoções das crianças com quem você trabalha?
Como educador de crianças pequenas, o maior desafio sobre a regulação das emoções se dá em torno do controle das emoções e sentimentos, característicos desta fase de desenvolvimento.
B- Que situações são particularmente desafiadoras?
Aquelas que te fazem dar o seu máximo por mais difíceis que sejam.
MODULO 1 – ATIVIDADE 3 – SLIDE 18
Caso você seja educador(a) de crianças pequenas, pense em uma situação em que as suas competências emocionais auxiliaram ou dificultaram o seu exercício profissional. Considerando o que você está estudando sobre autoconsciência e autorregulação, qual dessas habilidades você acredita que pode aprimorar em si mesmo?
Mpdulo 1 – Atividade 4 – Slide 19
1
Vamos fazer uma atividade de reflexão sobre sua prática atual, identificando a habilidade de autoconsciência ou de autorregulação que você percebe que suas crianças precisam potencializar:
a
Em quais situações você percebe que essas habilidades ainda precisam ser aprimoradas?
Habilidades associadas à autorregulação, assim como a autoconsciência, precisam ser aprimoradas em situações de atividades em grupo, ou coletivas, visto que apresentam maior impacto e influência.
b
Qual a sua emoção quando você se encontra nesta(s) situação(ões)?
Isto pode variar dependendo da situação específica e da pessoa. Algumas emoções comuns encontradas nessas situações incluem: Satisfação: a sensação de ter o controle das próprias ações e pensamentos pode levar a uma sensação de realização e satisfação.
c
Que ação você poderia planejar para contribuir com o desenvolvimento dessas habilidades nas crianças?
Aprimorar projetos de socialização, atividades lúdicas e em grupo; métodos animados e divertidos de aprendizagens, como músicas e brincadeiras de memorização.
ÓDULO 2 | CONVIVER
SUMÁRIO
Atividade 1 – Slide 11
Preencha os quadros a seguir com situações de interação possíveis no contexto da sala de aula de Educação Infantil. Descreva como trabalhar cada pilar nos diferentes grupos etários.
1-Os bebês (zero a 1 anos e 6 meses)
a) aprender a conhecer
Resposta: Aqui é importante usar recursos lúdicos que estimulem a memória, como desenhos divertidos e brincadeiras que associem uma coisa a outra
b) aprender a fazer
Resposta: Como são bebês , eles tem pouca coordenação motora, por isso é importante usar brinquedos pequenos, macios e que não possam ser desmontados.
c)Aprender a conviver
 Resposta: A socialização é que é o foco desse aprendizado, o simples contato com outros bebês e adultos é o suficiente.
d)Aprender a ser
Resposta: Novamente, a barreira da idade ainda é muito forte, então o que se pode fazer é ensinar o bebê a se identificar.
2)A criança bem pequena (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)
a)Aprender a conhecer
Resposta: Incentivar o aluno na criação de resenhas e pesquisas bibliográficas.
b)Aprender a fazer
Resposta: Oferecer opções para a criança praticar a tomada de decisão.
c)Aprender a conviver
Resposta: Promover o fortalecimento da empatia.
d)Aprender a ser
Resposta: Evitar padrões de comportamento absolutos e incentivar a diversidade de personalidade.
3-A criança pequena (4 anos a 5 anos e 11 meses)
a)Aprender a conhecer
Resposta: Promover discussões sobre temas abordados nas aulas.
b)Aprender a fazer
Resposta: Deixar o aluno ser mediador do conhecimento, promovendo seminários
c)Aprender a conviver
Resposta: Atividades com funções voltadas para encarar a diversidade, tolerância e respeito ao próximo.
d)Aprender a ser
Resposta: Proporcionar debates críticos e conversas francas.
58Curtidas
1
· Ticiane Velasques Teixeira
· há um ano
Os bebês (zero a 1 anos e 6 meses)
Empatia: Desde o início da vida, os pequenos demonstram a capacidade de perceber o outro, no entanto, o desenvolvimento da empatia na infância é algo que deve ser trabalhado e incentivado pela família e pela escola, desde muito cedo.
Respeito às diferenças: Percebe que suas ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos; Perceberas possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa.
Cooperação: Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar espaços, materiais, objetos, brinquedos. Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social. 
Uso da comunicação para a resolução de problemas:Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando gestos, balbucios, palavras; reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.
A criança bem pequena (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)
Empatia: Demonstrar atitudes de cuidado e solidariedade na interação com crianças e adultos. Demonstrar imagem positiva de si e confiança em sua capacidade para enfrentar dificuldades e desafios;
Respeito às diferenças: Perceber que as pessoas têm características físicas diferentes, respeitando essas diferenças;
Cooperação: Compartilhar os objetos e os espaços com crianças da mesma faixa etária e adultos.
Uso da comunicação para a resolução de problemas: Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender, respeitar regras básicas de convívio social nas interações e brincadeiras, resolver conflitos nas interações e brincadeiras, com a orientação de um adulto.
A criança pequena (4 anos a 5 anos e 11 meses)
Empatia: Demonstrar empatia pelos outros, percebendo que as pessoas têm diferentes sentimentos, necessidades e maneiras de pensar e agir.
Respeito às diferenças: O convívio social é muito importante para que a criança entenda que o mundo não gira em torno dela. Conhecer novas pessoas, com ideias, hábitos e personalidades diferentes vai despertar o olhar da criança para o mundo ao seu redor ele vai entender que as diferenças existem e não são nenhum problema.
Cooperação:Ampliar as relações interpessoais, desenvolvendo atitudes de participação e cooperação, comunicar suas ideias e sentimentos a pessoas e grupos diversos.
Uso da comunicação para a resolução de problemas:O diálogo é sempre a melhor saída. Seja nos momentos bons ou ruins, nos acertos ou nos erros. Usar estratégias pautadas no respeito mútuo para lidar com conflitos nas interações com crianças e adultos.
52Curtidas
1
Os bebês (zero a 1 anos e 6 meses)
Aprender a conhecer
Usar recursos lúdicos que estimulem a memória, como histórias e desenhos divertidos, músicas com rimas, brincadeiras com objetos de cozinha como potes vazios, colheres de madeiras, tampas de panelas (eles amam), varal sensorial, alongamento.
Aprender a fazer
Nesta fase eles têm pouca coordenação motora, é importante usar brinquedos pequenos e macios, usar atividades como, brincar com massinhas, o que tem dentro da caixa, troca de roupa na frente do espelho, brincadeiras com tecidos, exploração com caixas de papelão.
Aprender a conviver
Nesse aprendizado, a socialização é o foco, o simples contato com outros bebês e adultos já é o suficiente, é importante nas horas das trocas, dos banhos, executar essas tarefas conversando com a criança, cantarolando músicas com rimas, estimulando a interação delas.                                                
Aprender a ser
O que se pode fazer nessa faixa etária, é ensinar a criança a se identificar, identificar outras pessoas ao redor, animais, identificar objetos do ambiente de convívio, brincadeiras com lego, blocos de montar, serra, serra, serrador.
A criança bem pequena (1 ano e 7 mesesa 3 anos e 11 meses)
Aprender a conhecer
Criar atividades utilizando massinha de modelar, grãos e vários materiais de texturas e tamanhos diferentes; realizar atividades de observação e pedir para eles descreverem e relatarem incidentes do cotidiano como, luz solar, vento, chuva; passeios na área externa da escola onde eles possam observar a natureza, folhas, flores, bichinhos.
 
Aprender a fazer
Criar junto com as crianças espaços com brincadeiras como, cabanas, rampas, tocas com caixas de papelão, criar situações onde eles possam praticar tomadas de decisões, incentivar as brincadeiras de faz de conta.
Aprender a conviver
Promover o fortalecimento de empatia entre as crianças e adultos, organizar atividades de interação, como jogos cooperativos, brincadeiras de rodas, realizar rodas de conversas e deixar que conversem livremente entre eles.
Aprender a ser
Mostrar através de histórias, fotos e gravuras que as pessoas têm características físicas diferentes e as diferenças devem ser respeitadas, incentivar a diversidade de personalidade.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes