Buscar

INFLUÊNCIA DAS PRESCRIÇÕES MEDICAMENTOSAS EM ODONTOLOGIA NO CONTROLE ANTIDOPING REVISAO DE LITERATURA JOUFPA

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

INFLUÊNCIA DAS PRESCRIÇÕES MEDICAMENTOSAS EM ODONTOLOGIA NO CONTROLE ANTIDOPING: REVISÃO DE LITERATURA
¹Matheus da Silva Rodrigues 
4Adan Lucas Pantoja de Santana
1Graduando em Odontologia, Universidade da Amazônia (Unama);
²Mestrando em Dentística, Universidade Federal do Pará (UFPA);
Matheus20021998@gmail.com 
Introdução: É fato publico e notório que a canábis tem ganhado cada vez mais espaço no âmbito da saúde devido aos estudos relativos à ligação entre as substâncias canabidiol e tetrahidrocanabinol. Seus potenciais terapêuticos resultantes da ligação destes compostos aos receptores do sistema endocanabinoide se mostram cada vez mais promissores, potenciais estes, que expandem as possibilidades de tratamento dentro da odontologia.Objetivos: Correlacionar as prescrições medicamentosas feitas pelo cirurgião­dentista que podem ser objeto de doping esportivo. Matodologia: Foi realizado levantamento junto ao site da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) acerca dos principais medicamentos utilizados na clínica odontológica, com base na literatura, com potencial para causar doping esportivo positivo. Resultados: Foram observados que os fármacos mais utilizados na odontologia são os anestésicos locais associados a vasoconstritores adrenérgicos (adrenalina), anti­inflamatórios não esteroides (AINES), corticosteroides, analgésicos e antibióticos betalactâmicos. Destes fármacos a solução vasoconstritora adrenérgica e os corticoides possuem o potencial de causar doping positivo sendo consideradas como substâncias restritivas, toda substância proibida que for encontrada nos testes de controle sem notificação será considerada dopagem de acordo com a Agência Mundial Antidopagem ­ AMA. Conclusões: O presente estudo evidenciou a importância do profissional de odontologia ter conhecimento e domínio sobre os fármacos prescritos. Ressaltando que medicamentos utilizados frequentemente na vivência clínica podem causar doping positivo repercutindo negativamente na carreira do paciente-atleta.
Área: Modalidade: Revisão de Literatura 
Palavras Chave: canábis, odontologia,.	Comment by Adam: Verificar de acordo com o DeCS (Descritores emCiências da Saúde; Disponível em https://decs.bvs.br/ ). Todas as palavras-chavedeverão ser separadas por ponto final, com a primeira letra da primeira palavraem letra maiúscula (ex.: Dentística operatória. Estética dentária. Odontologia.)
Referências
CUNHA, CC. Odontologia no esporte: relação de medicamentos utilizados na odontologia e doping. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia).UFRJ, Campus N. Friburgo,	2015.
COSTA, S.S. et al. Odontologia desportiva: melhor performance com a atuação do dentista na prática da atividade física. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 14, n. 04, p. 131­138, 2015. ISSN; 1981­ 4313.
COSTA, S.S. Odontologia desportiva na luta pelo reconhecimento. RevodontolUniv CidSP; v. 21, n.2, p.162.

Outros materiais