Buscar

AULA 2- TUTELAS EXECUTIVAS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Aula 2- Tutela Executiva e Procedimento Especial no Processo Civil
1- Classificação
 
1.1 Em razão do título
Nula Executio Sine Título- Não há execução sem título
a) Judicial, sujeito a prescrição	Comment by VIVIAN SATURNINO PRADO: Art. 515. São títulos executivos judiciais, cujo cumprimento dar-se-á de acordo com os artigos previstos neste Título:I - as decisões proferidas no processo civil que reconheçam a exigibilidade de obrigação de pagar quantia, de fazer, de não fazer ou de entregar coisa;II - a decisão homologatória de autocomposição judicial;III - a decisão homologatória de autocomposição extrajudicial de qualquer natureza;IV - o formal e a certidão de partilha, exclusivamente em relação ao inventariante, aos herdeiros e aos sucessores a título singular ou universal;V - o crédito de auxiliar da justiça, quando as custas, emolumentos ou honorários tiverem sido aprovados por decisão judicial;VI - a sentença penal condenatória transitada em julgado;VII - a sentença arbitral;VIII - a sentença estrangeira homologada pelo Superior Tribunal de Justiça;IX - a decisão interlocutória estrangeira, após a concessão do exequatur à carta rogatória pelo Superior Tribunal de Justiça;X - (VETADO).§ 1º Nos casos dos incisos VI a IX, o devedor será citado no juízo cível para o cumprimento da sentença ou para a liquidação no prazo de 15 (quinze) dias.§ 2º A autocomposição judicial pode envolver sujeito estranho ao processo e versar sobre relação jurídica que não tenha sido deduzida em juízo.
b) Extrajudicial, sujeito a prescrição	Comment by VIVIAN SATURNINO PRADO: Art. 784. São títulos executivos extrajudiciais:I - a letra de câmbio, a nota promissória, a duplicata, a debênture e o cheque;II - a escritura pública ou outro documento público assinado pelo devedor;III - o documento particular assinado pelo devedor e por 2 (duas) testemunhas;IV - o instrumento de transação referendado pelo Ministério Público, pela Defensoria Pública, pela Advocacia Pública, pelos advogados dos transatores ou por conciliador ou mediador credenciado por tribunal;V - o contrato garantido por hipoteca, penhor, anticrese ou outro direito real de garantia e aquele garantido por caução;VI - o contrato de seguro de vida em caso de morte;VII - o crédito decorrente de foro e laudêmio;VIII - o crédito, documentalmente comprovado, decorrente de aluguel de imóvel, bem como de encargos acessórios, tais como taxas e despesas de condomínio;IX - a certidão de dívida ativa da Fazenda Pública da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, correspondente aos créditos inscritos na forma da lei;X - o crédito referente às contribuições ordinárias ou extraordinárias de condomínio edilício, previstas na respectiva convenção ou aprovadas em assembleia geral, desde que documentalmente comprovadas;XI - a certidão expedida por serventia notarial ou de registro relativa a valores de emolumentos e demais despesas devidas pelos atos por ela praticados, fixados nas tabelas estabelecidas em lei;XII - todos os demais títulos aos quais, por disposição expressa, a lei atribuir força executiva.
1.2 Em razão da modalidade de obrigação
 a) Fazer ou não fazer
b) Entrega de coisa
c) Pagar quantia
 
 1.3 Em razão dos atos expropriatórios
a) Direta
b) Indireta
 2- Princípios da execução
1. Sincretismo processual
No cumprimento de sentença instaurasse outro ato (incidente), apesar de ter outro nº de autos, o cumprimento não é outro processo como acontecia antes da reforma de 2005.
2. Patrimonialidade art.789 CPC
- O devedor responde com todos os bens presentes e futuros.
Medidas atípicas art. 139 do CPC
As medidas não estão predeterminadas em lei, ou seja, as medidas estão sujeitas em jurisprudências. 
A aplicação deve ser apenas em casos excepcionais, é necessário que se esgote todas as medidas típicas. É preciso inclusive, demostrar a questão do desiquilíbrio do que alega, e do que demostra na vida real.
· Por exemplo:
Apreensão de passaporte
Apreensão de CNH
3. Disponibilidade
4. Utilidade da Execução art. 797 CPC
5. Menor onerosidade art.805 CPC
Quando a execução puder ser realizar por mais de uma forma o juiz deverá optar pela menos gravosa ao devedor.
A partir deste princípio é possível absorver que a execução não pode ser utilizada como meio de vingança privada, é uma garantia que não permite que o executado sofra perda patrimonial além do que lhe é devido.
Portanto, nos casos em que houver mais de uma forma de cumprimento da obrigação, o juiz deverá optar pela forma menos gravosa ao executado. (Art. 805 do CPC/2015).
“Art. 805. Quando por vários meios o exequente puder promover a execução, o juiz mandará que se faça pelo modo menos gravoso para o executado”.
PRESSUPOSTOS DA TUTELA EXECUTIVA
1- Gerais
1.1 Competência 
a) Judicial- art. 516 CPC
I - Os tribunais, nas causas de sua competência originária;
II - O juízo que decidiu a causa no primeiro grau de jurisdição;
(A competência do juízo será o qual processou/ tramitou o processo).
III - o juízo cível competente, quando se tratar de sentença penal condenatória, de sentença arbitral, de sentença estrangeira ou de acórdão proferido pelo Tribunal Marítimo.
Parágrafo único. Nas hipóteses dos incisos II e III, o exequente poderá optar pelo juízo do atual domicílio do executado, pelo juízo do local onde se encontrem os bens sujeitos à execução ou pelo juízo do local onde deva ser executada a obrigação de fazer ou de não fazer, casos em que a remessa dos autos do processo será solicitada ao juízo de origem.
Quis permitir a instrumentalidade da execução, com o intuito de satisfazer o direito. A distribuição será livre, sendo assim, a parte poderá ir até o fórum do lugar onde quer que seja executado, e a própria vara requer ao foro originário a remessa dos autos, e isso inclusive pode ser feito na fase de conhecimento.
b) extrajudicial- art. 781 CPC
Art. 781. A execução fundada em título extrajudicial será processada perante o juízo competente, observando-se o seguinte:
I - A execução poderá ser proposta no foro de domicílio do executado, de eleição constante do título ou, ainda, de situação dos bens a ela sujeitos;
· REGRA GERAL
II - Tendo mais de um domicílio, o executado poderá ser demandado no foro de qualquer deles;
III - sendo incerto ou desconhecido o domicílio do executado, a execução poderá ser proposta no lugar onde for encontrado ou no foro de domicílio do exequente;
IV - Havendo mais de um devedor, com diferentes domicílios, a execução será proposta no foro de qualquer deles, à escolha do exequente;
V - A execução poderá ser proposta no foro do lugar em que se praticou o ato ou em que ocorreu o fato que deu origem ao título, mesmo que nele não mais resida o executado.
 
1.2 Condições da ação
a) legitimidade
b) interesse- utilidade
1.3 Pedido
a) judicial- Cumprimento de sentença
b) extrajudicial- Petição inicial (art. 798 CPC)
2- Específico
2.1 Inadimplemento, precisa estar vencido
Se for o caso de pagar- art.798, inciso I, alínea é “b” 
b) o demonstrativo do débito atualizado até a data de propositura da ação, quando se tratar de execução por quantia certa;
2.2 títulos executivo - Art. 783. A execução para cobrança de crédito fundar-se-á sempre em título de obrigação certa, líquida e exigível.
a) líquido
b) certo
c) exigível
 
AULA 4. (IM)PENHORABILIDADE 14/09/2022
RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL
Art. 789 e seguintes do NCPC
- Princípio da patrimonialidade
(o devedor responde com todos os seus bens, presente e futuros)
· A execução recai sobre o patrimônio do executado e não sobre a sua pessoa
· Existem bens impenhoráveis 
No código anterior o Art. 649. São absolutamente impenhoráveis, no entanto, hoje com a redação dada com a reforma de 2015, foi retida a palavra “absolutamente”, o que permite demostrar que se trata de mandamento exemplificativo.
- Art. 833. São impenhoráveis:
I - Os bens inalienáveis e os declarados, por ato voluntário, não sujeitos à execução;
II - Os móveis, os pertences e as utilidades domésticas que guarnecem a residênciado executado, salvo os de elevado valor ou os que ultrapassem as necessidades comuns correspondentes a um médio padrão de vida;
III - os vestuários, bem como os pertences de uso pessoal do executado, salvo se de elevado valor;
IV - os vencimentos, os subsídios, os soldos, os salários, as remunerações, os proventos de aposentadoria, as pensões, os pecúlios e os montepios, bem como as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e de sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, ressalvado o § 2º
V - os livros, as máquinas, as ferramentas, os utensílios, os instrumentos ou outros bens móveis necessários ou úteis ao exercício da profissão do executado;
VI - O seguro de vida;
VII - os materiais necessários para obras em andamento, salvo se essas forem penhoradas;
VIII - a pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família;
IX - Os recursos públicos recebidos por instituições privadas para aplicação compulsória em educação, saúde ou assistência social;
X - A quantia depositada em caderneta de poupança, até o limite de 40 (quarenta) salários-mínimos;
XI - os recursos públicos do fundo partidário recebidos por partido político, nos termos da lei;
XII - os créditos oriundos de alienação de unidades imobiliárias, sob regime de incorporação imobiliária, vinculados à execução da obra.
§ 1º A impenhorabilidade não é oponível à execução de dívida relativa ao próprio bem, inclusive àquela contraída para sua aquisição.
§ 2º O disposto nos incisos IV e X do caput não se aplica à hipótese de penhora para pagamento de prestação alimentícia, independentemente de sua origem, bem como às importâncias excedentes a 50 (cinquenta) salários-mínimos mensais, devendo a constrição observar o disposto no art. 528, § 8º , e no art. 529, § 3º .
§ 3º Incluem-se na impenhorabilidade prevista no inciso V do caput os equipamentos, os implementos e as máquinas agrícolas pertencentes a pessoa física ou a empresa individual produtora rural, EXCETO quando tais bens tenham sido objeto de financiamento e estejam vinculados em garantia a negócio jurídico ou quando respondam por dívida de natureza alimentar, trabalhista ou previdenciária.
· É uma opção política
· Rol taxativo ou exemplificativo? 
R. A depender das peculiaridades do caso concreto. Exemplificativo
VERBA SALARIAL- até 50 salários, a jurisprudência admite percentuais.
Previdência privada- pode ser penhorada
Art.833, V – bens para o exercício profissional 
Na hipótese de penhora cabe ao executado
BEM DE FAMÍLIA- Configuração de família
Ampla definição de família
· O único imóvel pertencente ao devedor (REGRA)
Exceção- 
FRAUDE À EXECUÇÃO X FRAUDE À CREDORES 
https://www.tjdft.jus.br/consultas/jurisprudencia/jurisprudencia-em-temas/novo-codigo-de-processo-civil/fraude-a-execucao-2013-ineficacia-da-alienacao
https://www.stj.jus.br/sites/portalp/Paginas/Comunicacao/Noticias/05112021-Sem-averbacao-da-execucao-no-registro-do-imovel--configuracao-de-fraude-em-alienacoes-sucessivas-exige-prova-de-ma.aspx
Da Fraude Contra Credores- CC/2002
  Art. 158. Os negócios de transmissão gratuita de bens ou remissão de dívida, se os praticar o devedor já insolvente, ou por eles reduzido à insolvência, ainda quando o ignore, poderão ser anulados pelos credores quirografários, como lesivos dos seus direitos.
§ 1 o Igual direito assiste aos credores cuja garantia se tornar insuficiente.
§ 2 o Só os credores que já o eram ao tempo daqueles atos podem pleitear a anulação deles.
  Art. 159. Serão igualmente anuláveis os contratos onerosos do devedor insolvente, quando a insolvência for notória, ou houver motivo para ser conhecida do outro contratante.
  Art. 160. Se o adquirente dos bens do devedor insolvente ainda não tiver pagado o preço e este for, aproximadamente, a corrente, desobrigar-se-á depositando-o em juízo, com a citação de todos os interessados.
Parágrafo único. Se inferior, o adquirente, para conservar os bens, poderá depositar o preço que lhes corresponda ao valor real.
  Art. 161. A ação, nos casos dos arts. 158 e 159 , poderá ser intentada contra o devedor insolvente, a pessoa que com ele celebrou a estipulação considerada fraudulenta, ou terceiros adquirentes que haja procedido de má-fé.
  Art. 162. O credor quirografário, que receber do devedor insolvente o pagamento da dívida ainda não vencida, ficará obrigado a repor, em proveito do acervo sobre que se tenha de efetuar o concurso de credores, aquilo que recebeu.
  Art. 163. Presumem-se fraudatórias dos direitos dos outros credores as garantias de dívidas que o devedor insolvente tiver dado a algum credor. 
  Art. 164. Presumem-se, porém, de boa-fé e valem os negócios ordinários indispensáveis à manutenção de estabelecimento mercantil, rural, ou industrial, ou à subsistência do devedor e de sua família.
  Art. 165. Anulados os negócios fraudulentos, a vantagem resultante reverterá em proveito do acervo sobre que se tenha de efetuar o concurso de credores.
Parágrafo único. Se esses negócios tinham por único objeto atribuir direitos preferenciais, mediante hipoteca, penhor ou anticrese, sua invalidade importará somente na anulação da preferência ajustada.
AULA 28/09/2022
Liquidação de Sentença
· Decisão proferida na liquidação
Natureza de sentença ou de interlocutória? 
Para a maior parte da doutrina – decisão interlocutória
 Art. 1.015. Cabe agravo de instrumento contra as decisões interlocutórias que versarem sobre:
I - Tutelas provisórias;
II - Mérito do processo;
III - rejeição da alegação de convenção de arbitragem;
IV - Incidente de desconsideração da personalidade jurídica;
V - Rejeição do pedido de gratuidade da justiça ou acolhimento do pedido de sua revogação;
VI - Exibição ou posse de documento ou coisa;
VII - exclusão de litisconsorte;
VIII - rejeição do pedido de limitação do litisconsórcio;
IX - Admissão ou inadmissão de intervenção de terceiros;
X - Concessão, modificação ou revogação do efeito suspensivo aos embargos à execução;
XI - redistribuição do ônus da prova nos termos do art. 373, § 1º ;
XII - (VETADO);
XIII - outros casos expressamente referidos em lei.
Parágrafo único. Também caberá agravo de instrumento contra decisões interlocutórias proferidas na fase de liquidação de sentença ou de cumprimento de sentença, no processo de execução e no processo de inventário.
Lei nº 9.0999/95 – JUIZADO ESPECIAL CIVIL
Art. 38, Parágrafo único. Não se admitirá sentença condenatória por quantia ilíquida, ainda que genérico o pedido.
CAPÍTULO XIV
DA LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA
 Art. 509. Quando a sentença condenar ao pagamento de quantia ilíquida, proceder-se-á à sua liquidação, a requerimento do credor ou do devedor:
I - Por arbitramento, quando determinado pela sentença, convencionado pelas partes ou exigido pela natureza do objeto da liquidação;
II - Pelo procedimento comum, quando houver necessidade de alegar e provar fato novo.
§ 1º Quando na sentença houver uma parte líquida e outra ilíquida, ao credor é lícito promover simultaneamente a execução daquela e, em autos apartados, a liquidação desta.
§ 2º Quando a apuração do valor depender apenas de cálculo aritmético, o credor poderá promover, desde logo, o cumprimento da sentença. (É quando a liquidação do valor a ser executado depender de alegar e provar fato novo).
§ 3º O Conselho Nacional de Justiça desenvolverá e colocará à disposição dos interessados programa de atualização financeira.
§ 4º Na liquidação é vedado discutir de novo a lide ou modificar a sentença que a julgou.
 Art. 510. Na liquidação por arbitramento, o juiz intimará as partes para a apresentação de pareceres ou documentos elucidativos, no prazo que fixar, e, caso não possa decidir de plano, nomeará perito, observando-se, no que couber, o procedimento da prova pericial.
As partes são intimadas para apresentarem seus cálculos, e se o juiz não conseguir decidir, ou pela complexidade do objeto, ou pela discrepância dos laudos apresentados pelas partes.
 Art. 511. Na liquidação peloprocedimento comum, o juiz determinará a intimação do requerido, na pessoa de seu advogado ou da sociedade de advogados a que estiver vinculado, para, querendo, apresentar contestação no prazo de 15 (quinze) dias, observando-se, a seguir, no que couber, o disposto no Livro I da Parte Especial deste Código .
 Art. 512. A liquidação poderá ser realizada na pendência de recurso, processando-se em autos apartados no juízo de origem, cumprindo ao liquidante instruir o pedido com cópias das peças processuais pertinentes. (INCLUSIVE EM RECURSO COM EFEITO SUSPENSIVO)
MODALIDADES DE LIQUIDAÇÃO- Já determinado na sentença
· PROCEDIMENTO COMUM- Por cálculo aritmético (MEMORIAL DE CÁLCULOS). Art.509, §2- (É quando a liquidação do valor a ser executado depender de alegar e provar fato novo). 
Súmula 344- https://scon.stj.jus.br/SCON/pesquisar.jsp?b=SUMU&sumula=344
 ENUNCIADO
A liquidação por forma diversa da estabelecida na sentença não ofende a coisa julgada.
· Por arbitramento (PROVA PERICIAL), quando a apuração depender de cálculo mais complexo, e mediante documentos e provas já constante nos autos. Art.510
Depois dos prazos previstos para impugnação e demais atos, o laudo pericial é homologado.
HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS 
Fixação em sentença X Ação coletiva (poderá suscitar na liquidação individual)
EXECUÇÃO PROVISÓRIA
Tipos de cumprimento de sentença
· Definitivo/ Trânsito em julgado
· Provisório/ Pendência de recurso sem efeito suspensivo- Art.520
§ 1º No cumprimento provisório da sentença, o executado poderá apresentar impugnação, se quiser, nos termos do art. 525 . 
§ 2º A multa e os honorários a que se refere o § 1º do art. 523 são devidos no cumprimento provisório de sentença condenatória ao pagamento de quantia certa. (A execução produz efeito, ainda que tenha recurso). 
Para o levantamento dos valores depositados em juízo é necessário caução suficiente e idônea, arbitrada de plano pelo juiz e prestada nos próprios autos. Art.520, IV. 
Caução real- Recai, quando dada em garantia coisa móvel ou imóvel.
Caução fidejussória – Fiança, quando a garantia dada é pessoal.
Art. 521. A caução prevista no inciso IV do art. 520 poderá ser dispensada nos casos em que:
I - O crédito for de natureza alimentar, independentemente de sua origem;
II - O credor demonstrar situação de necessidade;
III - pender o agravo fundado nos incisos II e III do art. 1.042 ;
III – pender o agravo do art. 1.042;             (Redação dada pela Lei nº 13.256, de 2016) (Vigência)
IV - A sentença a ser provisoriamente cumprida estiver em consonância com súmula da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal ou do Superior Tribunal de Justiça ou em conformidade com acórdão proferido no julgamento de casos repetitivos. (TESE JURÍDICA) Art. 927. Os juízes e os tribunais observarão- DEVERÁ
Parágrafo único. A exigência de caução será mantida quando da dispensa possa resultar manifesto risco de grave dano de difícil ou incerta reparação.
Objeto
a) pagar quantia certa. Art.523
b) fazer/não fazer. Art.536
c) entregar coisa. Bem móvel e imóvel. Art.538
Regime jurídico
No que couber, segue o regime da execução definitiva
*Art.520 
Depende da provocação do exequente-interessado
Corre sob a responsabilidade do exequente
Aula posterior a Av1 – 19 de outubro de 2022
	FASE PRELIMINAR
Extrajudicial (Ação de execução)
· Citação 
· 3 dias de prazo ( se pagar no prazo, só precisa pagar 5% de honorários)
· 15 dias para embargos à execução
· Parcelamento- 30% + 6 parcelas Art. 916
Judicial (cumprimento de sentença) 
· Intimação
· 15 dias para pagamento (na falta de pagamento incorre em multa de 10%+ 10% de honorários)
· 15 dias para impugnação de sentença
	CONSTRIÇÃO
Arresto
Penhora
Garantia Juízo
Auto
Termo
Avaliação- regra of. De justiça
Quando o of. não tem competência para avaliar, o juiz nomeará perito
	EXPROPRIAÇÃO
1. Adjudicação 
O credor pode ficar com o bem, pelo preço da av. 
· Carta de adjudicação (juiz)
com a carta (no caso de carro) pode transferir o bem para o credor.
2. Alienação por iniciativa particular
Exemplo: os bancos geralmente fazem leilões particulares.
3. Leilão (on-line)
1º leilão- igual ou superior a avaliação
2º leilão- até 50% do valor
(Mas o magistrado pode estipular percentual maior).
Defesa do executado Embargos à execução
 Impugnação ao cumprimento de sentença

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes