Buscar

Introdução à Geografia

Prévia do material em texto

ESCOLA PROMOVE
GEOGRAFIA
1ª SÉRIE
INTRODUÇÃO À GEOGRAFIA
PRÉ- HISTÓRIA
Homem pouco modificava a natureza;
Homem estava subordinado às condições naturais que se apresentavam;
Conservava-se informações dos caminhos que percorriam e suas direções;
Surgimento dos primeiros esboços representando a superfície terrestre (mapas rupestres e pinturas).
Mapa rupestre de Bedolina
IDADE ANTIGA
Geografia descritiva;
Início das primeiras reflexões e sistematização ocorreram na Grécia;
Heródoto;
Estrabão;
Erastóstenes.
Explicação curvatura da terra- Eratóstenes
https://www.youtube.com/watch?v=wiYE6tVUpXg
IDADE MEDIEVAL
Período da fragmentação das ciências. 
A religião se tornou a principal fonte de conhecimento
Teocentrismo
IDADE MODERNA
Período que se destaca pela exploração dos oceanos, descobertas científicas, confecção e elaboração de material cartográfico
Além de descrever a superfície terrestre, passa a explicar os acontecimentos naturais.
Alexander von Humboldt
Karl Ritter
ALEXANDER VON
HUMBOLDT
Pais da Geografia Moderna
Karl Ritter
Interessou-se pela diferenciação espacial e considerou a paisagem resultante da interação de vários fenômenos. 
investigações feitas em escalas diferentes (mundial, continental ou regional) resultou numa sistematização do conhecimento geográfico. 
Ritter propõe o método descritivo regional e utiliza comparação para fazer compreender as especificidades da cada país e as configurações de sua história.
Estava voltada para a relação existente entre a parte e o todo, ou seja, entre os fenômenos que ocorrem regionalmente e a lógica universal que rege a totalidade da superfície da Terra.
IDADE CONTEMPORÂNEA
Concretização da Geografia como Ciência
Princípios: 
Extensão -Friedrich Ratzel (1844-1904):
É necessário delimitar um fato, localizando-o na superfície terrestre. 
Analogia -Karl Ritter (1779-1859) e Paul Vidal de La Blache (1845-1918):
É necessario comparar o fato ou a area estudada com outros fatos e áreas.
Conexidade ou interação, Jean Brunhes (1869-1930):
Os fatos não são isolados, estão inseridos em um sistema de relações, locais ou interlocais. 
IDADE CONTEMPORÂNEA
Causalidade - formulado por Alexander von Humboldt (1769-1859):
É necessário explicar o porquê dos fatos, ou seja, todo fenômeno geográfico tem uma ou mais causas. 
Atividade - formulado por Jean Brunhes (1869-1930):
Os fatos têm um caráter dinâmico, mutável, o que implica conhecer o passado para entender o presente e prevê sua evolução. 
ESCOLAS/CORRENTES
A leitura do ESPAÇO GEOGRÁFICO é desenvolvida através das categorias de análise: 
LUGAR
PAISAGEM
TERRITÓRIO
REGIÃO
ESPAÇO GEOGRÁFICO
É a porção do espaço em que vivemos, e que desenvolvemos o sentimento de PERTENCIMENTO e AFETIVIDADE. 
O lugar é onde as pessoas moram, estudam, trabalham, ou seja, realizam as atividades cotidianas. 
Ele é construído ao longo da vida de cada pessoa e não tem um limite físico. 
A casa é o primeiro lugar que identificamos e ao qual pertencemos! Abriga pessoas que temos laços afetivos, a nossa Família! 
Com o passar do tempo, convivência e relacionamentos, os lugares vão se ampliando, a escola, o bairro, a cidade...
PAISAGEM
É tudo aquilo que podemos perceber por meio de nossos sentidos.
Compostos por elementos naturais: o ar, vegetação nativa, formas de relevo, água;
Compostos por elementos culturais: aquilo que as sociedades constroem, cidades, edifícios, pontes, rodovias, cultivos, criações de animais;
Mudam com o tempo;
Retratam a historia de um local, mostrando elementos do passado e do presente.
Porção do espaço delimitado na superfície terrestre (solo ou subsolo), espaço aéreo, ilhas, rios, faixa do mar, estabelecido por relações de poder entre determinados agentes sociais: indivíduos, grupos de pessoas, empresas, Estado, etc.
Delimitado por limites naturais ou culturais.
Território não se restringe somente às fronteiras entre países, é caracterizada pela ideia de POSSE, DOMÍNIO, PODER.
TERRITÓRIO
Territorialização;
Desterritorialização;
Reterritorialização.
“A vida é um constante movimento de desterritorialização e reterritorialização, ou seja, estamos sempre passando de um território para outro, abandonando territórios, fundando outros” (HAESBAERT)
REGIÃO
É uma porção da superfície terrestre que apresenta características semelhantes em relação a aspectos naturais, culturais, econômicos ou políticos, que a diferencia das demais partes do espaço;
Região natural;
Região econômica.
REGIONALIZAÇÃO
Diferentes formas de dividir uma área em porções menores, de acordo com critérios pré-estabelecidos.
REDES
Porções da superfície terrestre conectados ou interligados entre si. Essas conexões podem ser materiais, digitais e culturais.
Fluxo de informações, 
Mercadorias, 
Conhecimentos, 
Culturas.
BONS ESTUDOS!
image1.jpg
image2.png
image3.png
image4.jpg
image5.png
image6.png
image7.png
image8.png
image9.png
image10.png
image11.png
image12.png
image13.png
image14.png
image15.png
image16.png
image17.png
image18.png
image19.png
image20.png
image21.png
image22.png

Continue navegando

Outros materiais