Buscar

Como enviar o arquivo Acesse no Studeo o ambiente da disciplina e clique no botão M.A.P.A. No final da página há uma caixa tracejada de envio de arquivo. Basta clicar nela e então selecionar o arquivo

Prévia do material em texto

‘
(44) 99162-8928
Está SEM TEMPO ou com DIFICULDADE de realizar o seu trabalho
acadêmico?
Entre em contato conosco agora mesmo! Iremos te ajudar nessa
jornada acadêmica
(44) 99162-8928
Acesse o site :https://atividademapa.com.br/
MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II - 52_2024
M.A.P.A. – FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II
Olá Estudante!
Iniciamos agora a atividade M.A.P.A. Prepara-se para colocar em prática os conceitos
estudados durante a disciplina!
Caso surjam dúvidas, não hesite em contatar os professores da disciplina. Desejamos
sucesso na sua atividade!
INSTRUÇÕES DE ENTREGA
Este é um trabalho INDIVIDUAL.
As respostas devem ser entregues utilizando o Modelo de Resposta MAPA disponibilizado.
Sobre o seu preenchimento, é necessário o cumprimento das seguintes diretrizes:
Não serão aceitas respostas que constam apenas o resultado numérico, sem que seja
demonstrado o raciocínio que o levou a encontrar aquela resposta;
Toda e qualquer fonte e referência que você utilizar para responder os questionários deve
ser citada ao final da questão;
Após inteiramente respondido, o Modelo de Resposta MAPA deve ser enviado para
correção pelo seu Studeo em formato de arquivo PDF, e apenas este formato será aceito;
O Modelo de Resposta MAPA pode ter quantas páginas você precisar para respondê-lo,
desde que siga a sua estrutura;
O Modelo de Resposta MAPA deve ser enviado única e exclusivamente pelo seu Studeo, no
campo "M.A.P.A." desta disciplina. Toda e qualquer outra forma de entrega deste Modelo de
Resposta MAPA não é considerada.
A qualidade do trabalho será considerada na hora da avaliação, então preencha tudo com
cuidado, explique o que está fazendo, responda as perguntas e mostre sempre o passo a
passo das resoluções e deduções. Quanto mais completo seu trabalho, melhor!
Problemas frequentes a evitar:
Coloque um nome simples no seu arquivo para não se confundir no momento de envio;
Se você usa OPEN OFFICE ou MAC, transforme o arquivo em PDF para evitar
incompatibilidades;
Verifique se você está enviando o arquivo correto! É o MAPA da disciplina certa? Ele está
preenchido adequadamente?
É recomendado que mande com antecedência para evitar erros.
Como enviar o arquivo:
Acesse no Studeo o ambiente da disciplina e clique no botão M.A.P.A. No final da página há
uma caixa tracejada de envio de arquivo. Basta clicar nela e então selecionar o arquivo de
resposta da sua atividade;
Antes de clicar em FINALIZAR, certifique-se de que está tudo certo, pois uma vez finalizado
você não poderá mais modificar o arquivo. Sugerimos que você clique no link gerado da sua
atividade e faça o download para conferir se está de acordo com o arquivo entregue.
Sobre plágio e outras regras:
Trabalhos copiados da internet ou de outros alunos serão zerados;
Trabalhos copiados dos anos anteriores também serão zerados, mesmo que você tenha
sido o autor.
A equipe de mediação está à sua disposição para o atendimento das dúvidas por meio do
“Fale com o Mediador” em seu Studeo. Aproveite esse recurso!
PROBLEMÁTICA:
 Considere que você foi contratado por uma indústria farmacêutica que produz diversas
substâncias líquidas. Sua primeira atribuição na empresa é determinar o calor específico de
um líquido X.
Aquecer essa substância e medir sua variação de temperatura seria uma forma de medir
esse calor específico, mas qual seria a quantidade de calor absorvida? É muito difícil dizer.
Para contornar esse problema, você poderia usar o princípio de que corpos isolados trocam
calor até entrarem em equilíbrio térmico. Neste caso, supondo que não há mudança de fase
envolvida, temos
Com isso, só fazemos menção as massas, calores específicos e temperaturas finais e
iniciais dos corpos envolvidos. Contudo, isso trás outro problema. Precisaríamos saber o
calor específico ou capacidade térmica C = m*c da outra substância com quem X está
trocando calor.
Para contornar este problema, os cientistas escolheram uma substância para definir seu
calor específico, a água, cujo valor é definido como ca = 1 cal/gºC. Dessa forma,
poderíamos usar a água como referencia para medir o calor específico do líquido X.
Antes disso, precisamos contornar um problema prático: Quando colocamos um líquido
dentro de um recipiente ele troca calor com este recipiente. Então, ao juntarmos o líquido X
e água temos que levar em consideração o recipiente em que eles estão. Isso coloca mais
uma variável no nosso problema: A capacidade térmica do recipiente.
Faremos, então, o seguinte: Usaremos a água como referência para determinar a
capacidade térmica do recipiente. Depois, usaremos o recipiente e o líquido X para
determinar o calor específico cX de X.
Parte 1:
a) Seja um calorímetro (recipiente do enunciado) de capacidade térmica desconhecida C a
uma temperatura inicial de Tc. Suponha que aqueçamos uma massa ma de água até a
temperatura Ta. Depositamos a água no calorímetro e medimos a temperatura final do
sistema Tf1 após o equilíbrio térmico ser atingido. Mostre que a capacidade térmica do
calorímetro é determinada por
b) Faremos agora o mesmo procedimento, mas trocando a água pelo líquido X. Mostre que
o calor específico $c_X$ do líquido X é determinado por:
Parte 2:
Após entender bem a parte teórica sobre como determinar o calor específico de um líquido,
você deve colocar esse conhecimento em prática. Realize o experimento virtual nos
simuladores da ALGETEC chamado de Calorimetria
(https://unicesumar.grupoa.education/marketplace/ua/5fc79b67f30b4e00189c91ce). Indique
em uma tabela os valores medidos das temperaturas e das massas em cada etapa do
experimento separadamente e anexe os resultados na atividade.
Parte 3:
Agora é hora de combinar os resultados obtidos experimentalmente junto aos cálculos
teóricos. Use os dados obtidos na parte 2 para determinar a capacidade térmica do
calorímetro e o calor específico da substância que você usou no experimento. Com os
resultados em mãos, discuta quais são as principais fontes de erros experimental que
podem interferir no resultado final.
‘’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’

Mais conteúdos dessa disciplina